Accel World: o irmão esquecido de SAO? Obra tão boa quanto SAO, porém, esquecida!

Vitor Nascimento
(Redator de Notícias)
@ifusic
©Sunrise/Reki Kawahara

Fala pessoas, tranquilo? Gabriel falando. Apesar de muitas críticas, Sword Art Online foi, sem dúvidas, um estrondoso sucesso em seu lançamento, porém, poucos se lembram de seu irmão mais velho, Accel World! Série de light novel japonesa escrita por Reki Kawahara (mesmo autor de Sword Art Online) e ilustrada por HiMA. Também foi adaptada em duas séries de mangá, Accel World e Accel World/Dural: Magisa Garden; ambos publicados na Dengeki Bunko Magazine. Em 2012, uma série em anime foi adaptada pelo estúdio Sunrise contendo 24 episódios. Um filme intitulado Accel World: Infinite Burst foi lançado em 2016, produzido também pelo estúdio.

©Sunrise/Reki Kawahara

Sinopse

Em 2046, as pessoas podem acessar uma rede virtual conhecida como Neurolinker; através de seus terminais de celular. Uma vítima perpétua do bullying, Haruyuki “Haru” Arita, estudante do ensino médio, passa seu tempo absorvido em jogos em um canto de sua rede local. Um dia, ele é abordado pela garota mais famosa de sua escola, Kuroyukihime (Princesa da Neve Negra). Ela dá a ele um programa estranho chamado Brain Burst, que tem o poder de “acelerar o mundo”.

©Sunrise/Reki Kawahara

Por que assistir?

Talvez ofuscado pelo sucesso de Sword Art Online; Accel World segue com o mesmo estilo de história no geral, envolvendo VRMMORPG e romance (nesse caso, menos que em Sword Art Online); o anime logo aborda algo que a grande massa de pessoas sofrem no cotidiano, o bullying. Haru sofre pelo fato de ser gordo e baixinho; os famosos “valentões” usam e abusam do protagonista, que nada faz, pois como na maioria dos casos de bullying, o que passa na cabeça dos jovens é que nada resolverá.

Logo no começo, Haru deixa claro seu desprezo pela realidade, falando que decidiu abandonar sua vida real e se focar inteiramente em jogos; algo que ama e sempre foi bom. Eis que surge o par de Haru, Kuroyukihime, que de cara faz o que para ele seria impensável, além de ter se conectado diretamente com ele, o que na série é algo que apenas pessoas extremamente íntimas fazem, ela consegue afastar o “valentão” de Haru. Então o protagonista decide seguir uma jornada  lhe entregando sua lealdade incondicional.

Haru é um personagem muito interessante, que talvez você se identifique, pois é um personagem realista. Kuroyukihime é aquele tipo de personagem que nada abala, sempre se mostra forte e capaz de resolver qualquer problema em qualquer situação, porém, como qualquer pessoa normal, possui suas fraquezas. A animação se mostra muito bem feita, fluida e com cenários extremamente bonitos. As OST’s (Original Soundtrack) seguem o mesmo nível de qualidade da animação.

©Sunrise/Reki Kawahara

Considerações finais

Com um enredo parecido com o de seu irmão, Sword Art Online, quem tiver gostado do mesmo tem grandes chances de gostar de Accel World, que envolve alguns temas diferentes, além de focar um pouco mais no game. Uma curiosidade interessante, é que existem teorias de que Accel World talvez se passasse em um futuro de SAO, entretanto, não passam de teorias, nada foi confirmado. Assim como as teorias, uma segunda temporada não foi confirmada até o momento deste artigo, porém, a história continua na light novel.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.