Primeiras Impressões: Majo no Tabitabi Este vai te surpreender, mas não pela história.....

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Majo no Tabitabi
©Majo no Tabitabi

Ficha técnica: Majo no Tabitabi

Gênero: Aventura, Fantasia
Estúdio: C2C
Origem: Light novel
Data de estreia: 02/10/2020

Majo no Tabitabi, um anime que não é uma das grandes promessas da temporada, acabou por me surpreender logo em seu primeiro episódio, mas não pela história em si. A obra segue a vida da pequena Elaina que, desde criança, tem o sonho de se tornar uma bruxa para poder viajar o mundo e, pra isso, se esforça muito em seus estudos até se formar como a mais jovem bruxa a passar no Teste de Bruxaria. Porém, após o teste ela não consegue nenhuma tutora para lhe ensinar magia mais avançada, até encontrar uma bruxa que, aparentemente, não bate bem da cabeça e que aceita ser sua tutora. A partir daí vamos seguir seus esforços e treinamentos até ela se tornar oficialmente uma bruxa.

Sim, a história por si só não parece muito atraente e se eu fosse julgar apenas pela sinopse, este não seria um dos animes da minha lista. Mas o anime está tão bem produzido que faz com que valha muito a pena conferi-lo. Além de um design, tanto de personagens como de fundo, lindos e muito bem trabalhados, a animação dos efeitos visuais parecem ser de primeira linha, muito fluídos e, eu diria que, no mesmo nível que Sword Art Online, a pesar de não ter muitas sequências de ação. Além dos efeitos sonoros de ótima qualidade que trazem mais emoção às cenas e se assemelham aos de Fire Force.

E por tudo isso a obra é surpreendente para quem não esperava muita coisa dela, principalmente vindo do estúdio C2C, que é um estúdio pequeno, com poucos trabalhos realizados e nenhum deles de grande relevância no mercado. Apesar disso, o estúdio parece ter se dedicado bastante a este anime e apresentou um ótimo trabalho em cima de uma história pouco relevante.

Majo no Tabitabi
©Majo no Tabitabi

Sinopse:

Como viajante, ela encontra muitas pessoas e países enquanto continuava a sua longa jornada. Um país que apenas aceitava mágicos, um gigante amante dos músculos, uma princesa deixada sozinha no país em ruínas e claro temos a história da própria bruxa…

Majo no Tabitabi
©Majo no Tabitabi

Expectativas:

Com uma história simples e nada chamativa, porém um design e animação muito bem trabalhados, Majo no Tabitabi pode não se tornar um dos grandes animes da temporada, mas que irá surpreender àqueles que derem uma chance e assistir pelo menos um episódio, isso vai. Eu recomendo pra todos que gostam de apreciar uma ótima animação e não se incomodam com histórias um pouco clichês e com pouco desenvolvimento.

Nota: 4,5/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mardonio Pereira do Vale
Mardonio Pereira do Vale
9 meses atrás

Assisti ontem o primeiro episódio e achei simplesmente fantástico, pois não espera que o anime fosse explorar tanto do psicológico de uma personagem logo no primeiro episódio. O anime me ganhou já no começo, dei risada, fiquei apreensivo e ainda quase chorei. Essa sem dúvidas é uma das surpresas da temporada.

AnimesNepo
9 meses atrás

Primeiro EP/Surpreendente:
Like!

jonathanmss
9 meses atrás

eu iria passar batido total nesse anime, mas o q me surpreendeu não foi apenas a qualidade visual, digna de uma produção AAA, mas que dá pra perceber o cuidado do estúdio com a obra, pois mesmo o plot aparentemente simples , eles trabalharam de um jeito que prendeu do começo ao fim do episódio

AnimesNepo
9 meses atrás

Surpresa da temporada.

Alex Sandro Alves
Alex Sandro Alves
9 meses atrás

Tem potencial para agradar o público infanto juvenil feminino. Protagonista cativante e muito fofa. Lhe desejo sorte em sua jornada em busca de aventuras.

bruno costa
bruno costa
7 meses atrás

gostei do formato, episódios sem ligação entre si, lembra black mirror