PRIMEIRAS IMPRESSÕES: SHOKEI SHOUJO NO VIRGIN ROAD Um isekai que traz uma perspectiva diferente: os invocados ao invés de serem vistos como gloriosos são caçados

dflobo
Shokei Shoujo no Virgin Road
©J.C.Staff / Shokei Shoujo no Virgin Road

Ficha técnica: Shokei Shoujo no Virgin Road

Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Estúdio: J.C.Staff
Diretor: Kawasaki Yoshiki
Origem: Light Novel
Data de estreia: 01 de abril

Enfim damos abertura oficial aos animes da temporada da Primavera de 2022. E olha que apesar da data em que estou escrevendo este artigo ser justamente dia 01 de Abril, garanto que não é mentira! Hoje já tivemos o lançamento de alguns dos mais novos animes do ano para a felicidade do nosso público. Particularmente há os quais tem se mais expectativa, os misteriosos, os que podem surpreender e claro este novo que fui encarregado de passar para vocês, caros leitores minha devida opinião. Vamos começar então!

O mais novo anime produzido pelo estúdio J.C Staff ( Shokugeki no Souma todas as temporadas, Edens Zero, Prison School, Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka “Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon?” e do mais recente Genjitsu Shugi Yuusha no Oukoku Saikenki “How a Realist Hero Rebuilt the Kingdom”) segue a história de Menou, uma jovem executora encarregada de dar um fim aos “Lost Ones”. Estes são os jovens invocados sem consentimento do Japão para este mundo, onde são vistos como quem trará calamidades e desastres.

Logo no primeiro episódio somos bem introduzidos a esses fatos, com o jovem Mitsuki que acredita ter tirado a sorte grande por ter sido bem invocado e finalmente ter significado na sua vida. Contudo, as coisas não saem como planejado para ele e, no caminho, Menou aparece e oferece sua ajuda. Nesse tempo vemos como este isekai possui diversas características da sociedade japonesa em sua cidade, por conta da influência dos muitos outros que já foram invocados. Depois de algumas explicações vemos como acabam os acontecimentos envolvendo Mitsuki e Menou. 

No entanto, conforme Mitsuki afirma ele não foi o único invocado, mas diferente de ter sido abandonado, a outra jovem acaba confinada no castelo. Com a ajuda de sua assistente um tanto empolgada Momo, Menou consegue entrar no castelo e dar de frente com a outra “perdida”. Já temos uma ideia dos próximos eventos, pois a sinopse fala que esta jovem, Akari possui o dom da imortalidade e não sendo capaz de cumprir sua missão, Menou irá partir em uma jornada para achar alguma forma para lidar com esse problema. Ela só não contava que Akari também iria se juntar nessa aventura.

O anime procura seguir uma formula simples nesse episódio ao colocar a personagem central e sua personalidade, alguns sonhos para criar a expectativa do público do que estes significam, breve introdução de personagens secundários que irão receber mais destaque com o passar dos eventos e um encerramento que atiça a curiosidade. Basicamente, temos uma situação do famoso arroz e feijão. A animação, os designs, a direção seguem a linha do correto sem exagerar. Um dos poucos pontos que destaco está nesse contexto já citado acima da história e com relação a trilha sonora que chamou atenção em determinado momento de uma cena de ação.

 

Shokei Shoujo no Virgin Road
©J.C.Staff / Shokei Shoujo no Virgin Road

Sinopse:

Os Lost Ones são andarilhos que vêm de um mundo distante conhecido como “Japão”. Ninguém sabe como ou por que eles saem de casa. A única coisa certa é que trazem desastres e calamidades. O dever de exterminá-los sem remorso cabe a Menou, uma jovem Executioner. Quando ela conhece Akari, parece apenas mais um trabalho… até que ela descobre que é impossível matar essa garota! E quando Menou começa a procurar uma maneira de derrotar essa imortalidade, Akari fica mais do que feliz em ir junto! Assim começa uma jornada que mudará Menou para sempre…”

Shokei Shoujo no Virgin Road
©J.C.Staff / Shokei Shoujo no Virgin Road

Expectativas:

A proposta do anime tem um ponto de vista interessante ao retratar este isekai, na qual os jovens que são invocados ao invés de serem considerados as soluções acabam na verdade sendo as vítimas. Por si só, esta direção que toma já cria uma certa curiosidade nos eventos que estão por vir ao longo de seus episódios. Poderia afirmar que se fosse outro estúdio fazendo esta obra estaria mais confiante, pois há questionamentos com relação há alguns dos animes já realizados por eles. Claro que temos alguns que estão em nossa memoria e eternizados, mas nos últimos anos houve uma queda com isso. Creio que teremos um anime que irá seguir por um caminho simples, afim de evitar erros drásticos, mas também nada que acabe trazendo um momento que se torne obra prima.

Nota: 3,0/5,0

 

 

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.