Primeiras Impressões: Kami Kuzu Idol Eita, eu conheci uma fantasma que canta

EricPaixao
(Redator)
@EricPaixao
Kami Kuzu Idol
© Kami Kuzu Idol

Ficha – Técnica Kami Kuzu Idol

Gênero: Idol, Josei, Comédia, Sobrenatural
Estúdio: Gokumi
Diretor: Daiki Fukuoka
Origem: Mangá
Data de estreia: 01/07/2022

Kami Kuzu Idol
© Kami Kuzu Idol

A Estreia:

A adaptação do mangá Kami Kuzu Idol (Phantom of the Idol) estreou ontem com um episódio excelente para todos os amantes de um bom anime Idol, lembrando também que ele é um josei de grande sucesso no Japão. Vale lembrar que o mangá tem roteiro e arte de Hijiki Isoflavone e está em publicação desde 2017 no Japão e já foram publicados cinco volumes, compilando os capítulos que são publicados pela revista Monthly Comic Zero Sum, da editora Ichijinsha ou seja tem muita história boa para vir por aí.

O anime está sendo produzido pelo Studio Gokumi, contando a história de Yuuya Niyodo, que fica conhecido por suas performances preguiçosas e sofre muitas críticas de todo mundo, fãs, jornais e principalmente do seu parceiro Kazumi Yoshino, do duo musical conhecido como ZINGS. Sério logo nos primeiros momentos do episódio você percebe que Niyodo é um ídolo ruim com um rosto bonito e sem motivação, e a trama deixa bem claro que ele se tornou um ídolo para se divertir ganhando dinheiro.

A falta de ânimo de Yuuya é uma característica muito peculiar do personagem, mas nos bastidores de um show e depois de receber outra bronca de sua produtora, o protagonista conhece Asahi Mogami que tem personalidade totalmente contraria a dele, e seu principal objetivo é poder ser uma Idol, porém há um pequeno problema, Asahi está morta há mais de um ano. Ela era na verdade uma cantora muito amada pelo público, mas que morreu precocemente, no auge do seu sucesso. Asahi, então decide que vai ajudar Yuuya, a melhorar suas performances, sim pessoal, temos um anime que é Idol, que tem a presença sobrenatural de uma fantasminha lindinha, fofinha e que canta muito, acho que é o terceiro anime Idol com este enredo que eu assisto nos últimos 2 anos, porém todos os que eu assisti são muito bons e este não foge a regra.

Kami Kuzu Idol
© Kami Kuzu Idol

Kami Kuzu Idol é uma excelente adaptação que com toda certeza eu vou acompanhar nesta temporada do início ao fim. A obra conta com direção de Daiki Fukouka, Yasuko Aoki é o responsável pelos roteiros, Myo é o diretor musical e Saori Hosoda é responsável pelo design dos personagens. A produção será veiculada aos sábados pelos canais: TV Tóquio, BS11 e AT-X, tendo como responsável o Studio Gokumi.

Uma curiosidade interessante é que os dois dubladores dos personagens que fazem o duo ZINGS, Shun Horie (Kazuki Yoshino) e Fumiya Imai (Yuuya Niyodo), também são responsáveis por cantar o tema de abertura, Let’s Zing! e encerramento do anime, Kimikira. Logo dá para perceber que os dois cantam muito bem, por que as duas músicas são muito boas de se ouvir.

Kami Kuzu Idol
© Kami Kuzu Idol

Sinopse:

Yuuya, membro da dupla boy-pop ZINGS, pode ser o artista mais preguiçoso da indústria musical japonesa. Seu parceiro sai para dar 110% todas as noites (e, felizmente, ele é bastante popular), mas a dança medíocre e descuidada de Yuuya, e sua atitude francamente hostil para com o público, fazem os fãs o odiarem e seu agente procurarem qualquer desculpa para deixá-lo livre. A carreira de um ídolo pop não é o caminho de lazer fácil e bajulação que Yuuya esperava…

Depois de uma aparição particularmente inerte no show, Yuuya conhece uma garota nos bastidores. Ela está vestida com esmero em uma roupa colorida, ela é cheia de energia e vigor, e tudo o que ela quer da vida é atuar. Só há um problema: ela está morta há um ano. Este é o fantasma de Asahi Mogami, a cantora amada cujo tempo no palco foi tragicamente encurtado, a menos que… Se os fantasmas são reais, a possessão espiritual é realmente tão exagerada?

Kami Kuzu Idol
© Kami Kuzu Idol

Expectativas:

O anime vai focar sempre no enredo do retorno aos palcos, o que irá fazer com que Yuuya e Asahi, façam uma espécie de pacto, onde a Asahi possui o corpo do jovem e passa a se apresentar no lugar dele, fazendo suas performances mais interessantes e acaba com a onda de haters, que o duo ZINGS, acabava recebendo, devido a preguiça do Idol.

Vale lembrar que o estúdio Gokumi, foi responsável pela produção de várias  animações nos últimos anos, algumas delas com grandes sucessos, entre eles: A Channel (2011), The Ambition of Oda Nobuna (2012), que conta com coprodução do estúdio Madhouse, Seiren (2017), coproduzido com o estúdio AXsiZ, Katana Maidens ~ Toji No Miko (2018) e World’s End Harem (2021–2022), coproduzido com o estúdio AXsiZ. O que faz melhorar a expectativa sobre o anime melhorar, pois tem um enredo interessante, e um estúdio que sabe fazer bem o seu trabalho.

Nota: 4,0/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.