Primeiras Impressões: Shine Post Uma estreia bem complicada

EricPaixao
(Redator)
@EricPaixao
©Shine Post
©Shine Post

Ficha Técnica – Shine Post

Gênero: Idol, Slice of Life, Sobrenatural, Musical
Estúdio: Studio KAI
Origem: Light Novel
Data de estreia: 13 de julho

A adaptação em anime das light novels escritas por Rakuda e ilustradas por Buriki, Shine Post, estreou está semana, mostrando a história de Kyoka Tamaki, Haru Nabatame e Rio Seibu, três garotas que tem um grande sonho de se tornarem grandes ídolos, pelo menos é isso que pensamos o episódio inteiro. O fato é que elas estavam precisando muito melhorar a quantidade de seu público, que até então era de no máximo 30 pessoas e conseguir ampliar este número para lotar o local escolhido pela sua empresária que é de 2000 lugares, no dia do show de aniversário do grupo musical, para isso vão contar com a ajuda de um produtor musical que tem uma espécie de poder estranho no olhar.

Shine Post
©Shine Post

O projeto é multimídia e inclui uma variedade de formatos, incluindo adaptação de anime, performances ao vivo, um jogo sendo desenvolvido pela Konami Digital Entertainment e ainda ma adaptação para mangá que será lançada na revista Monthly Comic Alive em data a ser confirmada. Mas o primeiro volume dessa nova série de light novels foi lançado no dia 8 de outubro do ano passado pela Kadokawa, através do selo Dengeki Bunko.

Kei Oikawa (Hinamatsuri, Kono Bijutsubu ni wa Mondai ga Aru!, Outbreak Company, Uma Musume: Pretty Derby) está dirigindo o anime no Studio KAI. Rakuda (Ore wo Suki nano wa Omae dake ka yo) e Tatsuto Higuchi (Bakumatsu Gijinden Roman, Mayonaka no Occult Koumuin) são os encarregados de escrever e supervisionar os roteiros. Yoshihiro Nagata (Yume Oukoku para Nemureru 100-nin no Ouji-sama: histórias curtas) é o encarregado do design dos personagens. Youhei Kisara (Puraore! Pride of Orange) é o responsável pela produção musical.

Shine Post
©Shine Post

Sinopse:

Queremos que as pessoas em todo o mundo amem ídolos! Um farol de luz para todos… somos nós, somos o Shine Post! Kyoka Tamaki, Haru Nabatame e Rio Seibu do idol group “TiNgS” têm grandes sonhos, mas apenas pequenas conquistas. Segundo elas, o melhor gestor do mundo é o único que pode ajudá-las nessa situação. ‘Não serei seu gerente’, receberam como resposta. É a primeira vez que essa pessoa perde a motivação, mas ela tem um poder oculto? Esta é a história de você e das garotas que brilham em sua busca para se tornarem ídolos absolutos.

Shine Post
©Shine Post

Expectativa:

O enredo é este, um grupo de ídolos prestes a se separar e um empresário com a habilidade de ver quem está mentindo, e é adaptado com origem nas light novel do mesmo autor de Oresuki, o que infelizmente não empolga muito e não dá muita confiança, mas coloquei minhas fichas em Kei Oikawa. Embora os animes idols tenham sido bem frequentes nos cronogramas sazonais de anime há cerca de uma década, muitas histórias boas surgiram e muitas também foram bastante criticadas, por exemplo, neste momento, as séries “Love Live” e “Idolmaster” estão fazendo muito sucesso, já os demais projetos normalmente precisam de um truque notável para se destacar. Varias comparações estão surgindo principalmente por que vimos Kami Kuzu Idol seguir a rota do ‘ídolo não quer ser um ídolo’, e que tem também em seu roteiro o elemento sobrenatural, lembrando que ele estreou a cerca de uma semana atrás, e temos também a segunda temporada de Love Live Superstar que está no ar e agora o Shine Post.

Confesso que eu estava gostando muito dele no início, mas quando o empresário com “o poder de ver quem está mentido” foi apresentado me desanimei um pouco, por que este detalhe acabou estragando a bela apresentação das garotas e dos problemas que elas vão enfrentar no anime, e trouxe um ar meio sobrenatural, o que na minha opinião é um ponto muito negativo para a história.

Nota: 2,5/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.