Dr. Stone #03: Impressões Semanais Análise do terceiro episódio de Dr. Stone

Maknara
(Redator do Blog)
@maknarasan
Dr. Stone
©Dr. Stone – Episódio 03

A humanidade mal começou a despertar e já corre perigo

A decisão de despertar o Tsukasa no segundo episódio de Dr. Stone era necessária mediante a situação em que eles se encontravam, porém, como o Senku anteviu, Tsukasa se tornou um problema – mais cedo do que o esperado.

Na conversa dos dois na praia, havia ficado claro que os seus objetivos eram conflitantes e que mais cedo ou mais tarde, Tsukasa se voltaria contra eles. O que aconteceu é que o Taiju deu um jeitinho de acelerar esse problema.

Senku adota uma estratégia arriscada, de revelar a localização da caverna enquanto ele preparava a mistura pra reviver a Yuzuriha. Estratégia arriscada e necessária, porque uma coisa é revelar onde estão os ingredientes, outra coisa é ensinar como preparar a receita.

Dr. Stone
©Dr. Stone – Temos um problema chamado Tsukasa

Taiju é o cara

Sem dúvidas, Taiju é um cara interessante. Mesmo não sendo provido de muita inteligência, ele não faz com que isso atrapalhe o andamento das coisas, além de não ficar questionando as decisões do Senku. Muito pelo contrário, seu apoio é incondicional, mesmo que ele não entenda o motivo – e geralmente ele não entende. 

Enfim, podemos acompanhar o despertar da Yuzurihadessa vez devidamente vestida. Ela incorpora uma característica que se tornou normal em Dr. Stone: despertar e ter que agir imediatamente, sem entender nada da situação.

Pouco tempo depois ela se vê em um dilema junto com o Taiju. Senku oferece  duas opções para os dois, onde uma delas era para eles fugirem. Não, não é hipocrisia da parte dele. Para uma pessoa racional,essa decisão faz todo sentindo. Se o casal fugisse, Tsukasa não teria motivos para caçá-los. Talvez, haveria até espaço para os dois no mundo em que ele pretende criar.

A resposta dos dois – quase que imediata – foi de ficar e lutar contra a ameaça. Não há espaço para egoísmo no coração do Taiju.

Dr. Stone
©Dr. Stone – Taiju, como não gostar?

Ele poderia ser somente forte, mas não. Ele é inteligente também

Começa o duelo contra o Tsukasa e o resultado acontece é o que todos esperavam. Sua força é descomunal. Força, reflexos, agilidade, ele preenche os requisitos perfeitos para ser invencível em uma sociedade não tecnológica.

Ainda assim, é legal de ver que o Taiju conseguiu resistir a um chute dele sem sofrer muitos danos. Melhor ainda é ver que ele e o Senku se entendem mesmo que não seja feita nenhuma troca de palavras. A atuação dos dois funciona. Funcionaria ainda mais se o Tsukasa, além de todas suas aptidões físicas, não fosse também muito inteligente.

Inteligência que difere do Senku. Essa inteligência é mais do que suficiente para que ele viva bem, sem necessitar da presença de um gênio da ciência. Seria assim, exceto pelo fato de que o Tsukasa deseja também recriar a humanidade e para esse objetivo, Senku torna-se essencial – enquanto ele for o único que possui a fórmula.

©Dr. Stone
©Dr. Stone – Tsukasa não tem uma fraqueza?

Que comece a caçada

Na ausência do Tsukasa, os três partem para Hakone em busca de recursos para construir armas que possivelmente – vai saber, né – têm o poder de matar o TsukasaEinstein disse uma vez que a quarta guerra mundial seria lutada com paus e pedras. Parece que o Senku não é a favor dessa ideia.

Quando eles encontram a estátua do Buda, Yuzuriha chora. A ficha caiu. Foram tantos acontecimentos desde quando despertou, que ela não tinha parado pra pensar na situação em que estava, nem nas pessoas que perdeu. A cena é bonita e termina ainda melhor quando Senku resolve tirar pedaços da estátua. O alivio cômico em Dr. Stone costuma funcionar muito bem.

Ao perceber os planos do Senku, Tsukasa sabe exatamente para onde eles foram e o que ele precisa fazer. Como Coiote e Papa-Léguas, a perseguição tem inicio. O único problema é que nessa corrida, o Coiote tem a velocidade do Papa-Léguas e não tem os defeitos do Coiote original.

©Dr. Stone
©Dr. Stone – Senku ganhando inimigos budistas

O terceiro episódio de Dr. Stone aumenta a tensão

Se não bastasse todos os problemas que eles enfrentam, agora eles tem que lidar com um que eles mesmo criaram. O equilíbrio entre tensão e humor em Dr. Stone se mantém em ótimo nível. O ritmo do anime permanece o mesmo e a direção do episódio continua acertando na adaptação. Continuo achando que a trilha sonora se destacou mesmo no primeiro episódio só.

O maior problema do anime continua sendo o nome do personagem principal. Senku para nós brasileiros soa muito mal tanto para escrever quanto para ler. Um apelido cairia bem.

E você, o que achou do terceiro episódio de Dr. Stone? Deixe nos comentários!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.