Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka? (Fireworks) – E se? Os fogos de artifício, são esféricos ou planos?

Bolinhodearroz
Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Hoje falaremos bem rápido sobre um filme que possui seu próprio ritmo para contar uma história que nos traz um misto de sentimentos em seu decorrer, sobretudo de confusão. Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka? é a escolha de hoje e, portanto, vamos descobrir o que ele tem para nos dizer.

Também denominado de Fireworks, Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka? é um filme com duração de 1 hora e meia que foi lançado em 2017 pelo estúdio Shaft e que pode ser encontrado na plataforma da Prime Video, porém dublado. E é tudo muito lindo, com uma estética tranquila e detalhista, isso sem contar os fogos de artifício de fundo em várias cenas que só enriquece o filme ainda mais.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Sinopse:

As crianças da escola Norimichi, Yuusuke e Junichi querem saber se os fogos de artifício se parecem redondos ou planos do lado. Eles fazem um plano para encontrar a resposta durante uma exibição de fogos de artifício.

Pode parecer um enredo bem simples, mas é totalmente o oposto. Se desenvolvendo de uma maneira bastante complexa, tudo ali inicia tranquilamente até que um bombardeio de situações acontece e nos encontramos perdidos em meio à aventura romântica de um casal de adolescentes.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Fireworks é um filme que possui um clima extremamente leve e alegre, onde os personagens agem livremente e são felizes. Essa atmosfera nos traz um sentimento bom de que nada de ruim nunca poderia acontecer ali naquele lugar, porque tudo irradia leveza e felicidade, até o sentimento de tristeza de Nazuna se tornar o início do caos para nosso protagonista Norimichi.

Os protagonistas principais dessa história surgem no filme já nos primeiros minutos e não existe nenhum contexto de seu passado ou de seu presente, a única coisa que vemos é um breve relance de suas vidas escolares, que é de onde tudo parte. Ou seja, não existe um aprofundamento e desenvolvimento de personagem, tudo acontece e segue bem rápido, sem motivos ou introdução, só acontece.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Shimada Norimichi é o protagonista principal de tudo e o enredo segue a ordem de seus pensamentos. Enquanto isso, Oikawa Nazuna é a garota foco onde os acontecimentos se convergem e o Norimichi se apega com toda sua alma. Mas, fora esses dois, também conhecemos outros personagens que são os amigos de Norimichi mas, apesar de um deles ser fundamental para ele, parecem que não fazem tanta diferença na história além de despertar no protagonista a dúvida primordial que rege essa onda de aventuras entre Norimichi e Nazuna.

Obviamente não pretendo deixar aqui nenhum spoiler do filme e nem como tudo se desenrola para não estragar experiências, porém ainda é bom deixar alguns comentários aqui. Essa bola de neve de acontecimentos inicia-se a partir do momento em que Nazuna encontra uma pequena esfera no mar, esfera essa que será fundamental para toda a história, mas, além disso, toda a estética do filme de um multiverso infinito em que a história dá muitas voltas em torno das expectativas e desejos do protagonista se reflete em cada cena, onde vemos esferas e círculos por todos os cantos, representando, visualmente, esse objeto esférico e foco da história.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Assim, falamos aqui de uma obra onde a edição e a caracterização de enredo combinam perfeitamente entre si e que nos proporcionam uma sensação de conforto em que tudo parece se encaixar de alguma forma completamente mágica. Isso com uma trilha sonora fenomenal que retrata de uma maneira surreal toda a leveza da história, alternando entre momentos mais dinâmicos e outros mais tranquilos, também balanceando de uma forma perfeita com a estética e o design de animação totalmente detalhista e caracterizado por momentos de cena muito marcantes.

Porém, é válido ressaltar que Fireworks possui um enredo lento em que não conseguimos entender muito do que acontece na primeira meia hora, mas é a partir desse ponto que as coisas começam a esquentar um pouco mais e, mesmo com uma certa confusão, tudo acelera de uma forma que precisa estar totalmente imerso para conseguir acompanhar e sentir as emoções propostas ali.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Infelizmente, por mais que esse seja um filme lindíssimo, para mim existe uma falha que está centrada justamente na garota problema da história. Nazuna parece estar totalmente desconexa do ritmo principal e não consegui enxergar ela em conjunto com o enredo, como se ela fosse um ponto separado e sem química com o restante da linearidade daquela história. Mas o protagonista Norimichi consegue balancear essa falta de vivacidade do lado dela, salvando todo o resto e fazendo valer à pena a experiência.

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

No geral, o ponto principal de tudo é a garota tentar fugir, mas ser encontrada pela mãe, então o protagonista se vê na necessidade de salvá-la, refletindo consigo mesmo o que aconteceria se ele tivesse agido diferente em determinado momento. Assim, Norimichi se vê em um dilema onde precisa ajudar a amada Nazuna e não trair os sentimentos de seu amigo que é apaixonado por ela, transformando uma história que havia iniciado de uma forma mais parada e agora passa a se desenvolver como uma aventura entre adolescentes.

No entanto, não se enganem, porque Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka? (Fireworks) não é um filme com ação e nem com um romance daqueles “água com açúcar” que vai se desenvolvendo entre duas pessoas completamente apaixonadas. Ainda assim, ele possui um toque de romance e de leveza que o torna uma animação para poucos. A paixão não é apresentada, mas ela está lá e o final é lindo e mágico (apesar de confuso, como sua história).

Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?
©Shaft / Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?

Por isso, deixo aqui essa recomendação de hoje e espero que comentem abaixo se já viram ou não Uchiage Hanabi, Shita kara Miru ka? Yoko kara Miru ka?. Compartilhem suas opiniões e, para quem não viu, vale a procura dessa experiência para fazer parte daqueles que entendem do que estou falando.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.