Diretor da Niconico garantiu que a liberdade de expressão não será limitada A empresa não irá restringir seu conteúdo

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Anime
©Classroom Crisis

Há poucos dias publicamos um artigo afirmando que o presidente da Kadokawa (uma gigante da indústria de mangás e light novels), Takeshi Natsuno, mencionou que o mangá ‘atualmente não consegue passar nas avaliações do Google e da Apple‘ e que, consequentemente, “devem ser criados novos padrões sobre o que pode ser mostrado ao público”.

Takeshi participava de um programa do Abema Prime no qual mencionava que existem mangás “muito mais radicais que os comics ocidentais” e que por isso os mangás não estão passando nas avaliações do Google e da Apple ( orná-los acessíveis por meio de seus serviços), insistindo que deve haver um “novo padrão para o que pode ser exibido em público” para “esta era da Internet”.

Após esta declaração, Shigetaka Kurita, diretor geral e conselheiro da empresa de tecnologia com sede em Tóquio, Dwango Co., e diretor de operações do serviço NicoNico, escreveu uma resposta no Twitter: “NicoNico não planeja mudar sua política atual de restringir a expressão como plataforma. O mesmo vale para NicoNico Manga.”

Takeshi Natsuno assumiu a presidência da Kadokawa em 22 de junho, e anteriormente foi presidente da Dwango, uma das subsidiárias da gigante japonesa. Embora o presidente anterior, Masaki Matsubara, não fosse popular o suficiente para suas contínuas campanhas para derrubar sites de pirataria de mangá, é a primeira vez que a intenção de ‘mudar os padrões‘ é mencionada.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments