Makoto Shinkai revela novos detalhes de seu próximo projeto O famoso diretor também comentou sobre o sucesso de Kimetsu no Yaiba

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Makoto Shinkai
©Makoto Shinkai

A TV Asahi publicou uma entrevista com o diretor Makoto Shinkai (Kimi no Na wa, Tenki no Ko), onde ele comentou sobre o status atual de seu próximo projeto de filme, os efeitos da pandemia COVID-19 e o domínio do Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen na bilheteria japonesa.

Shinkai mencionou que, embora atualmente não esteja em posição de comentar em detalhes sobre a história de seu próximo projeto, ele começou a escrever o roteiro quando o governo japonês declarou estado de emergência devido à pandemia COVID-19. Ele mencionou que “o estado de espírito da época estava indelevelmente registrado na narrativa”. Ao mesmo tempo, a pandemia teve um efeito menos tangível no próprio trabalho, uma vez que os funcionários já trabalhavam em casa antes mesmo do estado de emergência.

Segundo Shinkai, o tema de seu próximo longa-metragem será “o que acontece depois do fim“, ou seja, o pós-apocalíptico.

É uma história em que acontece algo tão importante que o próprio poder não consegue afetá-lo. Ao fazer este filme, quero que algumas pessoas pensem: “De alguma forma, vamos conseguir sobreviver, certo?“. A COVID-19 é um desastre em grande escala, mas durante nossas décadas de vida, passaremos por muitas outras formas de desastres também. Muitas coisas na sociedade têm um fim ou uma mudança dramática, mas mesmo depois disso, as pessoas continuarão a encontrar maneiras de sobreviver. ”

Em um mundo mudado, as pessoas conseguem encontrar um pouco de alegria em suas vidas. Agora eu quero fazer um filme que mostre o que acontece depois do apocalipse. Algo vai acabar. Não é um filme onde há algo para manter sob controle ou algo para proteger. No meio de um mundo mudado, que tipo de aventura acontecerá? Como as pessoas entrarão em contato com seus sentimentos? Como as pessoas vão viver e superar o impacto da mudança? Eu quero fazer um filme que descreva as coisas que temos que enfrentar depois do fim do mundo.

Makoto Shinkai também comentou sobre a popularidade do filme Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen, dizendo: “Ninguém poderia ter previsto isso em 2020, um ano em que as pessoas estavam decididas a ficar em suas casas, que os registros da bilheteria no Japão seria reescrita. ” Ele mencionou que foi muito encorajador para os criadores ver como o público apoiava fervorosamente sua franquia favorita, embora também tenha admitido que “foi um pouco frustrante não podermos gerar algo assim“. No entanto, o sucesso de Kimetsu no Yaiba ensinou a Shinkai, em suas palavras, “a importância das histórias“.

Quando Kimetsu no Yaiba: Mugen Ressha-hen ultrapassou a renda de Kimi no Na wa em novembro, Shinkai postou no Twitter: “Uau, isso já aconteceu? Por mais frustrante que possa ser para mim, o fato de os discos serem constantemente reescritos é um sinal de que a indústria do entretenimento está saudável. O mínimo que podemos fazer então é continuar trabalhando duro para criar bons filmes. ” Desde então, o filme também ultrapassou o longa do Studio Ghibli, Sen to Chihiro no Kamikakushi (Spirited Away), tornando-se o longa de maior bilheteria da história japonesa.

Em março, Makoto Shinkai declarou que já tinha “uma vaga ideia” sobre a narrativa de seu próximo projeto de filme. Quando questionado se ele manteria sua programação de três anos entre cada lançamento, ele comentou: “Acho que se pudermos fazer um filme a cada três anos, o público será capaz de acompanhar sem ficar desapontado comigo. A questão aqui é se poderei lançar algo em três anos, e ainda não sei neste momento. Ainda assim, farei o meu melhor.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments