Muv-Luv Alternative – Afirmam que o anime está condenado a não ser popular O horário e o local de exibição devem atrapalhar o sucesso da obra

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Muv-Luv Alternative
©Muv-Luv Alternative: The Animation

Depois do vídeo promocional do projeto de animação Muv-Luv Alternative: The Animation ser lançado, revelando que a estreia está marcada para 6 de outubro no Japão, no Twitter virou tendência que a produção praticamente condenasse a possível popularidade da série a partir de agora.

Acontece que a produção programou a exibição da série na TV através do bloco de programação + Ultra da Fuji TV, que vai ao ar às 24h55, ou seja, quase uma da manhã. Além disso, os fãs da franquia também não poderão ir aos serviços de streaming, pois será exclusivo da Fuji TV On Demand (FOD), serviço criado em 2015 que mal conta com pouco mais de quinze séries de anime. É por isso que os fãs apontam que o projeto foi condenado, ao torná-lo exclusivo para uma plataforma que de forma alguma tem os animes como prioridade. Houveram comentários como:

  • “Exclusivo do FOD… Todos nós já sabemos o que isso significa. A todos os fãs de Muv-Luv, minhas condolências. Esta animação nunca será popular. Onde estavam projetos como Akudama Drive, que embora fossem exclusivos da FOD, também foram transmitidos em vários canais? Vou dizer de novo. Meu mais sentidos pêsames’.”
  • “É impossível para Muv-Luv, um anime FOD exclusivo que começa à 1h da manhã nos dias de semana, ficar na moda”.
  • “Será exclusivo da FOD. ‘Absolutamente ninguém: ‘Claro, hora de contratar esse serviço de merda!'”
  • “A decisão de torná-lo exclusivo da FOD condenou Muv-Luv. Você acha que os espectadores do Muv-Luv dirão “Vou me inscrever no FOD se for exclusivo”? Você acha que eles vão? Os telespectadores de Muv-Luv são um grupo de velhos geeks em uma casa de repouso, que o vêem na televisão às 22h quando ainda estão acordados e querem compartilhar suas memórias tweetando “Sinto falta dele… Ainda me lembro quando joguei pela primeira vez! ”.
  • “A distribuição exclusiva do FOD é realmente ótima porque o coloca em uma posição em que ninguém vai criticar o seu trabalho, porque absolutamente ninguém vai olhar para ele!”
  • “Hoje é que estou a rir mais porque vi um grupo de geeks que ficaram muito felizes por saber que Muv-Luv Alternative já é um anime, e um minuto depois descobriram que é um exclusivo FOD e eles quebraram.”

A plataforma Crunchyroll é a responsável pela distribuição desta série no Ocidente.

Elenco:

  • Kouichi Kamiki como Takeru Shirogane;
  • Tomori Kusunoki como Sumika Kagami;
  • Karin Nanami como Meiya Mitsurugi.

Sinopse do jogo:

3 anos se passaram desde o dia em que Takeru, um estudante japonês, de repente acordou em um mundo que não era o dele. Uma realidade alternativa dilacerada pela guerra em que a humanidade está à beira da extinção. Uma invasão alienígena chamada BETA trouxe a humanidade à beira da extinção. Para sobreviver, os humanos criaram o TSF (Tactical Surface Combatants), Mecha Combat. Seguimos uma história de amor através da ameaça alienígena, conspirações políticas, espionagem, modificação genética e muito mais.

Mais sobre:

Yukio Nishimoto (Animal Yokocho, Ginga Tetsudo Monogatari, Tsukiuta. The Animation 2) se encarrega da direção do anime nos estúdios Flagship Line, em colaboração com Yumeta Company and Graphinica. Tatsuhiko Urahata (Baki, Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri, Kyoukai Senjou no Horizon, Shin Sakura Taisen the animation) se encarrega da supervisão dos roteiros. Takuya Tani (Ramen Daisuki Koizumi-san, One Room, Koukaku no Pandora) está encarregado do design de personagens. Evan Call (Schwarzesmarken, Violet Evergarden) é responsável pela composição da trilha sonora.

A franquia já teve uma adaptação para anime antes intitulada Muv-Luv Alternative Total Eclipse e Schwarzesmarken. Porém, a trilogia original nunca recebeu uma série própria.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.