One Piece – Yamato é confirmada como uma mulher e provoca controvérsias "Você literalmente chamou Yamato de 'ele' em cada um de seus painéis e depois confirmou que era uma mulher"

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
One Piece
©One Piece

Quem conhece o mangá escrito e ilustrado por Eiichiro Oda, One Piece, certamente conhece Yamato, personagem introduzido no atual arco da franquia literária. Um fato importante sobre esta personagem, que é filha de Kaidoh, expressa: “Yamato e seu pai Kaidoh têm uma relação tensa, já que Yamato idolatra o inimigo de Kaidoh, Kozuki Oden. Quando Yamato disse a Kaidoh que queria ser Oden, Kaidoh respondeu batendo nele. No entanto, Yamato tem emulado a Oden nos últimos vinte anos ao ponto de se apresentar como um homem para Luffy, e embora Kaidoh desaprove que ela o idolatre, ele se refere a Yamato como seu filho.”

Este último fez com que as comunidades já conhecidas no Twitter ousassem afirmar que Yamato é transexual, forçando-a a se juntar à comunidade LGBTQI+. No entanto, as coisas não correram bem para eles, pois os detalhes do ‘Vivre Card‘ da personagem foram recentemente vazados, confirmando-a definitivamente como mulher. Além do mais, um vídeo promocional recente incluiu Saori Hayami como sua dubladora, reforçando ainda mais os dados.

Mas o que são os Vivre Card? Bem, eles simplesmente apresentam detalhes de fundo relacionados aos personagens da franquia, e embora alguns queiram garantir que ‘o único cânone é o mangá’, tudo o que é apresentado nesses cartões é previamente verificado pelo próprio autor antes da publicação. O usuário ‘Artur – Library of Ohara‘, popular conta do Twitter que compartilha informações sobre a franquia, compartilhou uma atualização descrevendo todo o vazamento e porque o fato de Yamato ser mulher acaba sendo irrefutável:

“Nos novos pacotes de cartões Vivre, muitas informações sobre a identidade de gênero de Yamato foram fornecidas. Resumindo, o veredicto é: Yamato é canonicamente considerado uma mulher cis (mulher nascida). Na seção de sexo / gênero do cartão, Yamato é referido como ‘feminino’ sem quaisquer conotações adicionais. No verso do cartão, em mais de uma ocasião, ele é referido com pronomes femininos de terceira pessoa quando é descrito. E, em sua descrição, ela é chamada de ‘Princesa dos Piratas da Besta’ e ‘Princesa Oni’. O Vivre Card deixa bem claro que quer se dirigir a Yamato como uma mulher. É feita menção de Yamato se tornar Oden, mas ainda é feito com pronomes femininos. ‘

Vários comentários da comunidade citada foram ouvidos nas redes sociais, destacando-se:

  • Os cartões Vivre são uma situação ‘decepcionante, mas não surpreendente’. Mas pessoalmente isso não muda a maneira que tenho visto e continuarei a ver Yamato.”
  • “O anúncio do Cartão Vivre de Yamato não é o momento ‘eu te avisei’ que os idiotas pensam que é, não entendo por que você está feliz que uma comunidade perca representação. Não custa nada não ser uma pessoa horrível.”
  • “Irmão, você literalmente chamou Yamato de ‘ele’ em cada um de seus painéis e depois confirmou que Yamato era uma mulher. Oda é uma ameaça real.”
  • “Pessoas trans merecem ser tratadas com respeito em qualquer caso, mesmo que o gênero de Yamato seja confirmado como feminino, isso não dá desculpa para ser transfóbico. Não havia problema em pessoas trans acreditarem que Yamato os representava.”

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lilliel
Lilliel
21 dias atrás

Curiosamente, Yamato é um nome popular entre pais de meninos e meninas.
Além disso, Yamato sempre disse que queria ser Oden pois o admirava (lembra a mim mesma quando criança querendo ser o Batman e o Superman).
Sem falar que uma das coisas que Yamato deseja ao ser Oden é manter sua lenda viva e proteger a família dele.
Pessoalmente, eu esperava por ess desdobramento por uma série de motivos que a própria história apresentou desde que a personagem foi apresentada, então não fiquei particularmente surpresa com isso (alguns detalhes no roteiro já mostravam essa questão sendo tratada mais como admiração extrema do que transexualidade, lamento quem não viu ou se sentiu decepcionado, mas estava lá).
Em todo caso, o Oda tem tantos personagens trans na história, o que me surpreende no caso de uma obra shonen (mas ele é um dos que podem fazer isso), que às vezes a gente pode esquecer que nem tudo vai sair como a gente (leitores) quer e, no final, isso é normal. Não somos os autores ou donos da história, se fossemos talvez a história nunca tivesse chego tão longe.

GIER
GIER
20 dias atrás
Reply to  Lilliel

Pra mim também era mais para o lado da admiração mesmo, e se fosse falar de um personagem que representa e é muito f*** é o bon-chan, Ivancov( não sei se escrevi o nome certo) e o crocoboy( a famosa mãe do Luffy)

brenda98
brenda98
19 dias atrás

Caralh* mano, a gente não tem um minuto de paz, é isso mesmo?! No mangá já tava explicito (pelo menos para mim) que era mulher.

Éué
Éué
19 dias atrás

Queria ter uma vida mole assim para gastar surtando sobre problemas inventados.
Mas alguns de nós brasileiros temos boletos pra pagar ao invés de ficar tentando se valorizar através das conquistas de um personagem de anime.
(como se o trabalho alheio representasse as suas próprias conquistas)

CAIO
CAIO
15 dias atrás

O Sanji já interagiu com ela no mangá? Aposto que vai ter gente considerando ele bissexual, após babar na Yamato