Vinland Saga – Diretor falou sobre a troca de estúdio "A mudança para o MAPPA foi uma questão pessoal"

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Vinland Saga
©Vinland Saga

Através de sua conta oficial no Twitter, o diretor da adaptação em anime de Vinland Saga, Shuuhei Yabuta, explicou que a mudança de estúdio de WIT Studio para MAPPA se deveu ao fato de ele ter decidido se mudar para lá desde o início. Yabuta explicou que a mudança só o incluiu, mas que a MAPPA permitiu que ele convocasse todos (ou a maioria) de sua equipe anterior para continuar a produção na segunda temporada, que já havia começado naquele momento.

“A mudança para o MAPPA foi uma questão pessoal, e nossa equipe teve que deixar o estúdio anterior, independentemente da minha mudança. A saída da nossa equipe não foi planejada com antecedência e nessa altura já tínhamos iniciado a produção da segunda temporada [de Vinland Saga] mantendo quase a mesma equipe.”
“Se não houver perspectiva de continuidade da produção, a equipe terá que se desfazer. No entanto, uma vez dissolvidos, não é certo que seremos capazes de reunir os mesmos trabalhadores. Precisávamos urgentemente encontrar a próxima base de produção para manter o equipamento.”
“E das várias opções, MAPPA foi a que tomou a decisão mais rápido. Naquela época, minha transferência foi decidida, então acho que essa é uma das razões pelas quais eles decidiram. Mas, além disso, respeitaram o trabalho da nossa equipe e entenderam a importância de mantê-la.”
“Além disso, se a equipe não ficasse livre [do WIT Studio], eu planejava dirigir esse título em um estúdio anterior como funcionário do MAPPA.”

A explicação atraiu uma variedade de opiniões, destacando:

  • ‘Parece uma situação parecida com ‘KonoSuba!’, onde o estúdio é diferente, mas são as mesmas pessoas’;
  • ‘É muito interessante que ele faça esses tweets em inglês. É evidente que ele conhece a atenção que a série está recebendo no Ocidente. Você pode dizer o quão apaixonado ele é sobre este trabalho. Deve ter havido muito caos nos bastidores’;
  • ‘Eu realmente não concordo com o caos, todos os envolvidos foram muito razoáveis ​​nos bastidores e tomaram as medidas necessárias para garantir que uma segunda temporada acontecesse com a mesma equipe sem grandes problemas. Tanto para a pré-produção quanto para a produção, Vinland Saga vai ficar bem, o problema é quando sair a segunda temporada e a questão da dificuldade “continuamos ou não?”, como Yabuta mencionou aqui, será difícil manter o time juntos se eles pararem de produzir Vinland Saga’;
  • ‘Ele está twittando sobre essas coisas em inglês porque é o público ocidental que está incomodando e muitas vezes quase assediando a equipe em respostas a tweets sobre coisas do estúdio. Especialmente se MAPPA ou WIT Studio, os únicos dois estúdios que alguns desses caras conhecem, fazem parte disso. Ele está tentando obter alguns pontos básicos através de alguns desses idiotas. Infelizmente, sem sucesso’;
  • ‘Considerando os prejuízos sofridos pela WIT, é compreensível. Eles sempre foram uma equipe pequena em comparação com um estúdio como o MAPPA, mas sempre entregaram projetos estelares mesmo em horários ruins. Como Vinland Saga tem a mesma equipe de antes, sou grato porque pessoalmente não gostei da mudança na apresentação de Shingeki no Kyojin quando o estúdio mudou e achei um retrocesso e um pouco decepcionante. Por mais que me entristeça que eles tiveram que engavetar projetos muito amados devido aos problemas que estavam enfrentando, espero que o estúdio se recupere das perdas porque mesmo depois de Shingeki no Kyojin eles continuam entregando níveis espetaculares de qualidade com programas como Ranking Ousama, Vivy: Fluorite Eye’s Song e agora Spy x Family. Já é hora de seguirmos em frente como o estúdio fez.’

Elenco:

  • Shunsuke Takeuchi como Einar;
  • Mayumi Sako como Arnheid;
  • Yu Hayashi como Olmar;
  • Hideaki Tezuka como Ketil;
  • Taiten Kusunoki como Thorgil.

Sinopse:

Thorfinn, filho de um dos maiores guerreiros dos vikings, está entre os melhores lutadores do bando mercenário liderado pelo astuto Askeladd. Porém, Thorfinn não faz parte do grupo devido aos saques envolvidos, ao invés, por ter causado uma grande tragédia para sua família, o menino prometeu matar Askeladd em um duelo justo. Thorfinn passa sua infância com a tripulação de mercenários, aprimorando suas habilidades no campo de batalha entre os dinamarqueses, onde matar é apenas mais um prazer na vida.

Um dia, quando Askeladd recebe a notícia de que o príncipe dinamarquês Canuto foi feito refém, ele traça um plano ambicioso: um que decidirá o próximo rei da Inglaterra e alterará drasticamente a vida de Thorfinn, Canute e a sua. Passado no século 11 na Europa, Vinland Saga conta um épico sangrento em uma era onde a violência, a loucura e a injustiça são inevitáveis, proporcionando um refúgio para o inferno enlouquecido de batalhas e o resto daqueles que vivem nele.

Mais sobre:

Shuuhei Yabuta (Shingeki no Kyojin, No Game No Life, Koutetsujou no Kabaneri) retorna para a direção do anime nos estúdios MAPPA. Hiroshi Seko (Shingeki no Kyojin, Jujutsu Kaisen, Mob Psycho 100) é responsável pela escritura e supervisão dos roteiros. Takahiko Abiru (Hunter x Hunter (2011), Shingeki no Kyojin: The Final Season) retorna para o desenho de personagens e a direção da animação. Yutaka Yamada (Tokyo Ghoul, Great Pretender, Babylon) retorna para a composição da banda sonora.

Yukimura começou a publicar o mangá na revista Weekly Shonen Magazine da editora Kodansha em abril de 2005 e, posteriormente, mudou-o para a revista Monthly Afternoon em dezembro de 2005. O trabalho inspirou uma adaptação de anime de vinte e quatro episódios produzidos pelo WIT Studio, sob a direção de Shuuhei Yabuta e roteiros escritos por Hiroshi Seko e Kenta Ihara, lançado em julho de 2019.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.