Kyoto Animation – Ataque ao estúdio faz governo desenvolver regulamentos mais rígidos de venda de combustível As novas leis devem entrar em vigor em fevereiro do próximo ano.

Ana Paula
(redatora de noticias)
Kyoto animation
©Kyoto animation

Houve algumas notícias animadoras sobre a Kyoto Animation na semana passada, quando a empresa de produção de anime informou que mais de 80% dos funcionários que ficaram feridos no incêndio criminoso em julho voltaram ao trabalho. No entanto, a morte de uma vítima ferida no início deste mês elevou o número de mortos pelo incidente em 36, o que significa que a maioria dos 70 funcionários que estavam no estúdio na hora do incêndio perderam a vida.

Embora o incendiário ainda não tenha sido formalmente preso ou interrogado, com base em imagens de segurança, os investigadores acreditam que ele encheu dois galões de 20 litros com gasolina em um posto na manhã do ataque, depois os carregou em um carrinho de mão que ele empurrou para o estúdio de animação e espalhou pelo saguão do prédio para acelerar o incêndio. E, por isso, o governo japonês agora planeja instalar regulamentos mais rígidos para a compra de gasolina.

A Agência Nacional de Gerenciamento de Incêndios e Desastres, uma divisão do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do Japão, diz que planeja aprovar uma nova legislação que exigirá que os clientes que estão comprando gasolina em um recipiente mostrem documentos válidos e declarem a finalidade a que se destina a compra.

Esses regulamentos refletem os propostos pelo governo metropolitano de Kyoto logo após o ataque que apenas pediu aos postos de gasolina locais que seguissem o novo protocolo, e os clientes ainda estavam livres para se recusar a mostrar suas identificações ou declarar seus propósitos. Isso levou os postos de gasolina a solicitar que as regras fossem transformadas em requisitos legais oficiais.

Aparentemente, ter sua identidade vinculada à compra desencorajará os criminosos a usar a gasolina de maneira ilegal, uma vez que ela cria um rastro de evidências. No entanto, é discutível se isso teria impedido ou não o ataque criminoso da Kyoto Animation, já que o próprio incendiário sofreu queimaduras graves no ataque, o que sugere que a autopreservação não era uma prioridade para ele e, portanto, evitar a acusação também era algo que ele não estava preocupado.

As novas leis devem entrar em vigor em fevereiro do próximo ano.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of