Massage Freaks – Jogo erótico da Nintendo causa polêmica O game é classificado para maiores de 17 no Japão

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Massage Freaks
©Massage Freaks

A empresa de desenvolvimento Qureate divulgou um comunicado em 17 de julho sobre Massage Freaks, um jogo de ritmo para o Nintendo Switch. A empresa incentiva os fãs a enviar feedback sobre o título em um formulário que irá diretamente para a empresa, e também mencionou que faria ajustes no texto e no nome do título.

Massage Freaks
©Massage Freaks

Massage Freaks é um jogo de ritmo programado para lançamento em 4 de agosto deste ano para Nintendo Switch. O protagonista, Atsushi Yubihara, administra um salão de massagens herdado de seu falecido avô e trata meninas com vários problemas. Ele também pretende pagar as dívidas do avô.

Atsushi usa a arte secreta de curar tanto dentro como fora do corpo, transmitindo a música que a pessoa tratada busca inconscientemente nas luvas na forma de ondas sonoras. Diz-se que o jogo é rítmico pressionando os botões que aparecem ao ritmo da música. Além disso, há eventos como o desenvolvimento de um relacionamento romântico com uma garota aumentando o nível de simpatia e eventos que fazem com que “os meninos se divirtam muito”.

Massage Freaks
©Massage Freaks

O jogo foi anunciado recentemente, em 14 de julho, e causou bastante agitação em alguns setores. Embora nenhuma filmagem do jogo tenha sido lançada ainda e as informações sejam limitadas, as capturas de tela e a descrição do título são bastante interessantes. No jogo, à medida que a música avança, as roupas que as meninas estão vestindo tornam-se cada vez mais reveladoras, e se uma determinada pontuação for atingida, o jogo entra no ‘Modo NTR‘, no qual as meninas aparecem nuas como representação mental da nudez de seus corações. O lançamento deste jogo no Nintendo Switch da Nintendo foi recebido com surpresa.

Por outro lado, também foram emitidas opiniões críticas nas redes sociais. Alguns afirmaram que o jogo é depreciativo e sexualmente explorador, ou que os lembra de crimes sexuais em salões de massagem. Alguns também expressam preocupação de que o jogo seja classificado como ZERO: D (para maiores de 17 anos), o que significa que está praticamente fora do alcance de ‘menores de idade’. Algumas dessas críticas parecem ser direcionadas à Nintendo, pois acreditam que a empresa deu permissão para que este título seja vendido no Nintendo Switch e parecem critica-la por sua decisão.

A empresa Qureate então emitiu um comunicado em 17 de julho. A empresa foi a única que conseguiu fazer ajustes no conteúdo do jogo e pediu que as pessoas enviassem suas opiniões e comentários para que pudessem entrar em contato direto com a empresa. Acredita-se que esta declaração tenha sido emitida em resposta à situação em que as análises do jogo foram postadas na Nintendo.

Massage Freaks
©Massage Freaks

A Nintendo não tomou nenhuma decisão para aprovar ou desaprovar o lançamento de títulos para suas próprias plataformas, como o Nintendo Switch. O presidente, Shuntaro Furukawa, declarou o seguinte durante uma sessão de perguntas e respostas na Assembleia Geral de Acionistas realizada em junho de 2019:

  • Para software lançado para nossos consoles de jogos, queremos que os clientes estejam cientes do conteúdo e da faixa etária do programa com informações objetivas, supondo que uma classificação etária tenha sido obtida de uma organização terceirizada. Acreditamos que se nós, como o operador da plataforma, escolhermos arbitrariamente qual software permitir e quais não, a diversidade e a justiça do software de jogos serão prejudicadas;
  • Nossos consoles de jogos também estão equipados com um recurso de restrição parental, que permite que os pais definam um PIN e outras configurações para impedir a visualização de conteúdo que possa ser considerado prejudicial às crianças.

Em suma, a Nintendo não traça suas próprias linhas sobre o que é e o que não é aceitável em termos de expressão, mas deixa isso para as agências de classificação. Massage Freaks foi revisado pela Computer Entertainment Rating Organization (CERO) e recebeu uma classificação etária de D, o que significa que é destinado a pessoas com 17 anos ou mais. Portanto, a Nintendo considerou que não há problemas ao lançar o jogo no Nintendo Switch. Em relação à possibilidade de crianças abaixo da idade pretendida jogarem o jogo, a Nintendo foi aconselhada a fazer uso da função de controle parental.

Massage Freaks
©Massage Freaks

Aliás, este título também estará à venda no exterior. A classificação em cada região é ESRB:T (13+) nos EUA e PEGI:12 (12+) no Reino Unido. Embora existam advertências sobre a expressão sexual, a faixa etária alvo é surpreendentemente baixa. Na Alemanha, onde as restrições de fala são relativamente fortes, o jogo passou no teste USK: 16 (para maiores de 16 anos).

Outro ponto interessante são as capturas de tela deste título na Nintendo eShop. Na verdade, as capturas de tela do mesmo título podem diferir entre o Japão e outros países. Principalmente, capturas de tela contendo material sexualmente explícito são frequentemente substituídas em outros países. Um desenvolvedor estrangeiro mencionou anteriormente que esta não é uma decisão tomada pela Nintendo, mas é devido aos regulamentos da organização de classificação. Apesar dessa situação, Massage Freaks tem as mesmas capturas de tela no exterior que no Japão.

Nos últimos anos, principalmente no exterior, tem havido uma visão especialmente rígida de expressões depreciativas e sexistas nos jogos, o que fez com que alguns títulos fossem reprovados na revisão de classificação e fossem cancelados em alguns países. Nesse contexto, capturas de tela desse título aparentemente emocionante foram postadas no exterior e, em alguns lugares, ele é classificado para uma faixa etária muito menor do que no Japão. O conteúdo detalhado da jogabilidade deste título é interessante.

Massage Freaks
©Massage Freaks

Em um comunicado, o desenvolvedor Qureate disse que consideraria ajustes na renderização e outros aspectos do título, mas nenhuma direção específica foi dada no momento. Enquanto isso, hoje, 18 de julho, a empresa anunciou que mudará os nomes dos personagens do jogo. Além disso, a empresa pediu desculpas aos fãs e outras partes que podem ter se ofendido com o nome.

No site oficial do game é possível ver os perfis de seis personagens femininas que visitam o salão de massagens do protagonista. Foi apontado que os nomes de cada um desses personagens podem corresponder aos dos membros do grupo ídolo Hinatazaka46 (seus sobrenomes são diferentes). Alguns dos nomes incluíam leituras incomuns, e foi sugerido que isso não poderia ser uma coincidência.

Como o anúncio de Qureate sugere, provavelmente é verdade que a empresa emprestou alguns dos nomes das idols. A técnica de usar o nome de uma celebridade como referência é comum, e a empresa já usou uma técnica semelhante no passado. No entanto, no caso de obras que contenham alguma expressão sexual, pode significar mais do que apenas uma referência ao nome. A empresa prometeu levar seus clientes mais a sério e produzir jogos para que isso não aconteça novamente no futuro.

Massage Freaks
©Massage Freaks

No anúncio, também foi revelado que o título já conta com um grande número de pré-encomendas. A empresa pediu aos usuários que enviassem suas impressões e solicitações através do site oficial quando jogassem o jogo. Eles disseram que vão revisar todos eles e usá-los como referência para o desenvolvimento.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.