Ufotable é acusado formalmente de sonegar impostos no Japão As investigações chegaram a sua conclusão e o estúdio ja pagou o que devia.

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Ufotable
©Kimetsu no Yaiba / Ufotable

O departamento de investigação especial da Procuradoria de Tóquio emitiu uma acusação formal aos estúdios de animação Ufotable e seu fundador, diretor representante e presidente, Hikaru Kondo, sob a acusação de violar a Lei Tributária Corporativa e a Lei Tributária sobre o Consumo. A empresa supostamente deixou de pagar 137 milhões de ienes (cerca de US $ 1,24 milhão) em impostos.

Em nota em seu site oficial, a Ufotable reconheceu a denúncia e garantiu que a empresa já havia protocolado a declaração de imposto de renda corrigida e pago o valor correspondente. O portal japonês Kyodo News informou que a acusação por escrito especificava que a Ufotable supostamente deve 109 milhões de ienes (cerca de US $ 990.000) em impostos corporativos de 2015 a 2018 e 28 milhões de ienes (cerca de US $ 254.000) em impostos especiais de consumo de setembro de 2014 a agosto de 2018.

Reportagens anteriores do jornal The Mainichi Shimbun do ano passado afirmavam que Kondo supostamente escondeu cerca de 30% dos lucros de alguns dos restaurantes temáticos da Ufotable em Tóquio e os armazenou em um cofre particular em casa. Esses relatórios disseram que a empresa supostamente devia 139 milhões de ienes (cerca de US $ 1,28 milhão) em impostos na época, enquanto a investigação estava ocorrendo.

A revista Weekly Bunshun Digital de Bungeishunju informou em abril de 2019 que a Ufotable supostamente devia 400 milhões de ienes (mais de US $ 3,57 milhões) em impostos, citando uma fonte do Escritório Tributário Regional de Tóquio. O relatório observou que a Ufotable é suspeita de supostamente desviar fundos arrecadados em um leilão de caridade para o terremoto Touhoku em 2011, uma violação do Código Penal que acarreta uma possível pena de prisão de não mais de dez anos. O Escritório Regional de Impostos de Tóquio realizou uma busca nos escritórios da Ufotable no início de março daquele ano como parte de uma investigação, mas acabou não apresentando acusações.

A Ufotable Animation Studios foi fundada em 2000, e o estúdio é mais conhecido por ter produzido o projeto Kimetsu no Yaiba e várias adaptações da franquia Fate. Além disso, a empresa vende mercadorias dos diversos animes que produziu e administra vários cafés por meio dos quais vende parte de suas mercadorias. Kondo acabou renunciando ao cargo de presidente do comitê executivo em maio de 2019.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments