Ufotable – É confirmada a sonegação de impostos do estúdio e eles pedem desculpas publicamente Segundo informações eles já pagaram os impostos devidos

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Ufotable
© Ufotable

O jornal Mainichi Shimbun noticiou que o Ministério Público de Tóquio acusou o estúdio de anime Ufotable, e seu fundador, diretor representante e presidente Hikaru Kondo por violar a Lei de Impostos Corporativos e a Lei de Imposto de Consumo por não pagar 139 milhões de ienes (cerca de US US $ 1,28 milhão) em impostos.

O Mainichi Shimbun citou uma fonte próxima à investigação para relatar que Kondo supostamente escondeu cerca de 30% dos lucros de alguns dos restaurantes com temas de anime em Tóquio e os armazenou em um cofre privado em casa. A receita reduzida foi supostamente alterada nos livros de contabilidade da empresa para os anos de 2015, 2017 e 2018, ocultando um total de 446 milhões de ienes (cerca de US $ 4,11 milhões). O valor total devido de impostos é de 110 milhões de ienes (US $ 1,01 milhão) em imposto sobre as sociedades e 29 milhões de ienes (cerca de US $ 267.000) em imposto sobre o consumo. Segundo a fonte do jornal, a Ufotable e Kondo supostamente usaram o dinheiro dos impostos não pagos para financiar os negócios da empresa.

Um advogado que representa Kondo pediu desculpas aos fãs e às pessoas envolvidas em seu nome e afirmou que o diretor já havia apresentado uma declaração de imposto corrigida e pagou a quantia apropriada.

A revista Weekly Bunshun Digital, da Bungeishunju, informou em abril de 2019 que o estúdio supostamente deve 400 milhões de ienes (cerca de US $ 3,57 milhões) em impostos, citando uma fonte do Departamento de Tributação Regional de Tóquio. O relatório notou que é suspeito de se apropriar de fundos inapropriadamente arrecadados em um leilão de caridade para o terremoto de Touhoku de 2011, uma violação do Código Penal que acarreta uma sentença de prisão em potencial por não mais de 10 anos. O Departamento de Tributação Regional de Tóquio realizou uma pesquisa nos escritórios da Ufotable no início de março daquele ano como parte de uma investigação.

Kondo acabou renunciando ao cargo de presidente do comitê executivo de Machi Asobi, o evento de Tokushima para o qual a Ufotable já foi o principal organizador, em maio de 2019.

O estúdio pede desculpas:

Por meio do seu twitter oficial, o estúdio divulgou que pagou todos os impostos devidos e também prometeram melhorar o ambiente de produção e criar trabalhos melhores.

Recentemente, nossa empresa e nosso representante foram acusados pelo Departamento Nacional de Tributação de Tóquio por suspeita de violação da Lei de Impostos Corporativos. Pedimos sinceras desculpas a todos os fãs e pessoas interessadas. Fizemos uma declaração de imposto alterada de acordo com as orientações das autoridades fiscais nacionais e pagamos o valor total do imposto. Nos esforçaremos para cumprir a lei e otimizar o gerenciamento, a fim de melhorar o ambiente de produção.

Sobre o estúdio:

Kondo fundou o estúdio em 2000, que é mais conhecido por seu recente anime Kimetsu no Yaiba, bem como pelas várias adaptações de anime da franquia Type-Moon, incluindo Fate / Zero e Fate / stay night: Unlimited Blade Works. O estúdio está atualmente produzindo a trilogia de filmes de anime Fate / stay night: Heaven’s Feel, cujo terceiro e último filme foi adiado em sua estreia devido ao fechamento dos cinemas por causa da nova pandemia de doença por coronavírus (COVID-19). O estúdio também fez adaptações de anime de The Garden of Sinners, da Type-Moon, e do anime Katsugeki: Touken Ranbu.

Além disso, a empresa vende mercadorias de vários animes que produziu e administra vários cafés pelos quais vende algumas de suas mercadorias.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of