Um treinamento será estabelecido para o trabalho de mangaká nas escolas secundárias no Japão O projeto visa incentivar os alunos e lançá-los profissionalmente

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
mangaká
©Anime

O Conselho de Educação da Prefeitura de Kumamoto anunciou que pretende lançar o primeiro departamento de ‘estudos de mangá’ nas escolas preparatórias japonesas. O novo departamento (uma forma de se referir a um currículo de treinamento profissional adicional) será estabelecido no Instituto Takamori da Prefeitura de Kumamoto, cidade de Takamori, a partir da primavera de 2023. A mudança visa revitalizar a escola, que tem cada vez menos candidatos nos últimos anos, aproveitando os setores público e privado para dar aos alunos a oportunidade de aprender diretamente com especialistas da indústria, incluindo artistas de mangá profissionais.

De acordo com o conselho de educação da prefeitura, já existem departamentos universitários e cursos especiais de segundo grau nos quais os alunos podem estudar mangá em nível de especialista, mas a criação de um departamento de segundo grau completo dedicado ao artesanato é uma inovação no Japão. Sob um acordo de colaboração com a editora de mangá Coamix Co. com sede em Tóquio, os artistas e editoras de mangá ensinarão técnicas de desenho, conhecimento de mangá e outras facetas da indústria.

A Coamix possui uma “segunda sede”, um de seus centros de produção, em Takamori. A empresa está considerando dar palestras no novo departamento dos populares criadores de mangás Tetsuo Hara, conhecido como Hokuto no Ken, e Tsukasa Hojo, cujos trabalhos incluem City Hunter, entre outros. Prevendo que o novo departamento atrairá estudantes de todo o Japão, o Governo Municipal de Takamori planeja estabelecer uma residência estudantil municipal.

Na cerimônia de assinatura do acordo de parceria, realizada na sede do governo da Prefeitura de Kumamoto em 8 de setembro, Shuichi Mochida, membro do Conselho de Administração da Coamix, disse com entusiasmo: “Gostaríamos de estabelecer uma estrutura dentro da qual os alunos possam se profissionalizar e estrear enquanto frequentava a escola.” O chefe do conselho de educação da província, Yoichi Koga, acrescentou: ‘Continuaremos com os preparativos para (o novo departamento) se tornar um modelo para melhorar a atratividade dos institutos da província.’

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.