VTuber japonês causa polêmica ao ir contra obras dos Studio Ghibli Otaku de anime no Japão não gostam de personagens femininas dos estúdios?

Ana Paula
(redatora de noticias)
Studio Ghibli
©Studio Ghibli/Sen to Chihiro no Kamikakushi

O mundo do anime japonês é amplo e variado, cobrindo todos os tipos de gêneros, como ação, comédia, drama, fantasia e aventura. Mas para os japoneses existe um subconjunto específico de anime que é tão reverenciado, que parece pertencer a um gênero próprio, e essa é a lista de filmes produzidos pelo aclamado internacionalmente Studio Ghibli.

O estúdio de animação japonês, que foi fundado em 1985, produziu alguns dos maiores sucessos de bilheteria deste século, com o filme Sen to Chihiro no Kamikakushi de 2001, ganhando o Oscar de Melhor Animação em 2003, tornando-se o único anime japonês a receber o prêmio.

Ao contrário de muitos outros animes produzidos localmente, os produzidos pelo estúdio parecem ter um apelo universal que ressoa até com fãs que não conhecem as obras japonesas. No entanto, há um público específico que é conhecido por assistir regularmente outros tipos de anime local em detrimento daqueles criados pelo Studio Ghibli, internacionalmente elogiado, e é o otaku de anime, ou anime “geeks”, no Japão.

Embora existam diferentes tipos de otaku de anime, o arquétipo geralmente é atraído por filmes de animação e histórias mais voltadas para o mercado japonês, muitas vezes centrando-se em alunas com vozes agudas, personalidades fofas e… seios extraordinariamente grandes.

É um estilo de anime diferente das obras da Ghibli, e o forte contraste entre os dois se tornou recentemente um tópico de interesse para um VTuber japonês chamado Yuki.

Yuki, que parece e fala como uma típica garota anime japonesa, causou polêmica online quando publicou este tweet:

 

O tweet acima diz:

“Eu acho que a principal razão pela qual as heroínas de anime Ghibli não são muito populares para os otaku é porque elas são fortes e independentes.”

Otakus de todo o país responderam rapidamente, deixando comentários de ambos os lados da discussão.

“Eu não me importo com força. Eu gosto de garotas que são fofas e gentis. ”
“Não é porque eles são fortes, é porque as personagens femininas da Ghibli simplesmente não são fofas”.
“Não gosto de heroínas da Ghibli e não gosto de mulheres independentes e fortes.”
“Eu acho que você está pensando em nerds extremos de otaku com esta afirmação.”
“Você está discriminando o otaku – não gostamos de personagens fofinhos no estilo moe!”

Até o diretor e co-fundador do Studio Ghibli, Hayao Miyazaki, condenou o modo como a maioria das garotas de anime não reflete a vida real, dizendo:

“Quase toda animação japonesa é produzida com praticamente nenhuma base de observação de pessoas reais. É produzido por humanos que não conseguem olhar para outros humanos. E é por isso que a indústria está cheia de otaku! “

Observação:

Lembrando que “otaku” no Japão se refere a pessoas viciadas em qualquer tipo de coisa, e não só amantes dos animes como é considerado no ocidente.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
shinokun Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
shinokun
Visitante
shinokun

ela não esta criticando o estúdio, sim os otakus, o titulo esta errado.