Live-Action Death Note: Produtor do filme responde as críticas Informações sobre a data de estreia da live-action realizada pela Netflix e muito mais

Rafael Gomes
(Redator de Notícias)
©Netflix

Roy Lee, da Vertigo Entertainment , um dos produtores da live-action de Death Note, respondeu as críticas que o filme recebeu devido ao Whitewashing (prática de elenco na indústria cinematográfica dos Estados Unidos, na qual atores brancos são lançados em papéis de personagens historicamente diferentes)  em uma entrevista com BuzzFeed na Quarta-feira.

Lee não acredita que o filme seja um caso de calúnia. “Eu posso entender a crítica … se a nossa versão de Death Note fosse estabelecida no Japão as personagens teriam nomes japonês ou ascendência japonesa”, disse ele. A história do filme acontece em Seattle, em vez de Tóquio, e o protagonista, interpretado pelo ator branco Nat Wolff, é nomeado Light Turner em vez de Light Yagami. De acordo com Lee, mudanças de história como essas eram necessárias para “torná-lo mais atraente para os EUA e para o mercado de língua inglesa”.

“Dizer ‘whitewashing’ também é um pouco ofensivo … já que um dos nossos protagonistas é afro-americano”, acrescentou Lee, referindo também Keith Stanfield com o papel de L. O filme também conta com Margaret Qualley como Mia Sutton, Paul Nakauchi como Watari, Shea Whigham Como James Turner, e Willem Dafoe com a voz de Ryuk.

Em geral, Lee disse que ficou surpreso com a reação negativa por parte dos fás, já que ele já tinha trabalhado em muitas adaptações no passado, mas nunca viu uma critica tão negativa. Em particular, Lee citou seu trabalho no filme de terror de 2002 The Ring , que foi uma adaptação do filme japonês Ring. Lee comentou: “Ninguém o criticou então. Talvez eles devessem ter criticado ou talvez criticaram e eu simplesmente não sabia de isso.”

Masi Oka, outro dos produtores do filme, já defendeu o elenco em uma entrevista com o Entertainment Weekly em Novembro, embora ele tivesse dito que a equipe estava consciente do problema. “Nossos diretores de elenco fizeram uma pesquisa extensiva para conseguir atores asiáticos”, disse ele, “Mas não conseguimos encontrar a pessoa certa, os atores que nós fizemos não falam o inglês perfeito … e os personagens foram reescritos”.

O filme que adapta o mangá de suspense sobrenatural de Takeshi Obata e Tsugumi Ohba  terá sua estreia via streaming na Netflix no 25 de Agosto. Adam Wingard ( The Guest, You’re Next ) é o diretor e Jeremy Slater ( Fantastic Four ) escreveu um recente esboço do script.

 

Vídeo promocional

 

FONTE: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

7
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
....MailsonRamon Zardorafael dos santosJohn Oliveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos Antonio
Visitante
Marcos Antonio

desse ser engracado esse death note americanizado kkk.

glauber breno
Visitante
glauber breno

Tem que dar o que esses toddynhos querem.

John Oliveira
Visitante
John Oliveira

Death Note Evolution

rafael dos santos
Visitante
rafael dos santos

não vou gastar meu tempo pra assistir essa coisa

Ramon Zardo
Visitante
Ramon Zardo

Da pra perceber incoerências, tipo eles falaram que com os atores amaricamos o publico local se identificaria mais, e depois falando que procuraram atores asiáticos. tipo desde o começo não era pra ser atores ocidentais?

Mailson
Visitante
Mailson

viadagi! o problema não é o elenco, é a fidelidade com a obra!

....
Visitante
....

Parece que vai ser bem promissor, apesar de tudo.