Esteriótipos nos Animes

366
comentários
1h38m |

Discutiremos os Esteriótipos dos personagens que são tipicamente de animes, o preguiçoso, o animadinho, a Tsundere e muitos outros. Saiba nesse episódio como se comportam todos esses marcantes personagens e descubra o que realmente existe por de trás do portão da verdade em Fullmetal Alchemist.

E não deixe de escutar clicando no Play!

Participantes: DSRaphael, Solange e Raul.

Esteriótipos

 

  • Pauta: Matheus Ramos
  • Arte da Capa: DS
  • Edição: Rafael Aguiar @aguia_rafael

– Faça parte da nossa equipe!

Clique Aqui!

– Mande seu Recado:

Email: podcast@animeunited.com.br

  -Links do Episódio:

Twitch do DS

Canal do Raul: NSV – Mundo Geek

Canal da Solange: Ilustríssima Sol

 

– Episódio Anterior:

UNITEDcast #365 – DRAGON BALL SUPER

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  • Felipe Imai

    ouvindo cast agora

  • Ewerton Gabriel

    Oloco que ouve com esse cast, quando a turma do fundão se encontra depois de muito tempo… Só altas confusões kkk

  • Victor

    O esteriótipo que mais odeio é do adolescente genérico baixinho com uma espada gigante salvando o mundo com o poder da amizade. Black Clover se fosse um anime do Yuno, um camponês talentoso lutando pra subir e ser reconhecido num mundo aristocrata seria bem interessante. Mas não, criam um universo mágico e decidem fazer o protagonista ser mais um espadachim genérico..

    Por falar em magia e espadas, sobre o que o DS falou a respeito de FT ter “Mago porr*deiro”, é verdade que FT é o primeiro anime/mangá a abortar isto, mas FT não é a primeira obra a tratar isto. Muitos RPGs baseados em DnD tem isto, mas como o DS só gosta de mmorpg, o único mmorpg que conheço que tem isto, é o Age of Conan. Herald of Xotli basicamente é um mago que pode assumir a forma de um demonio e pode encantar sua espada pra dar dano de fogo. Cabe lembrar que por mais que o mmorpg seja de 2008, o universo de Conan existe desde 1950.

    https://www.youtube.com/watch?v=VQFS2imc8qg

  • Matheus Ramos

    Em minha defesa sobre a escolha da Akame, tem um manga spin off
    inteiro contando como e porque ela deixou de ser serva do império e se
    tornou uma night raid ^^ logo achei justificável colocar ela como
    “anti-heroína”

  • DNoficial

    Ouvindo mais um podcast de vcs, to adorando e muito escutar o podcast.

  • Filipe Yeager

    #ladyrafael kkkkkkk

  • Dizer que os animes são cheios de esteriótipos é o mesmo que resumí-los somente aos battle shounens(como tanta gente faz internet à fora), esses sim é que são cheios de esteriótipos e situações repetidas. Mesmo os slice of lifes de comédia que tem que ter personagens com uma certa linha de personalidade, fogem muito bem dessa mesmice, e, alguns sequer têm esteriótipo algum, como Usagi Drop por exemplo.

  • A Solange disse que FMA é um anime pouco machista, tá errada, FMA é um anime NADA machista, pelo contrário, é quase um anime feminista. Provavelmente por ter sido escrito por uma mulher que com medo do machismo chegou a usar um codinome masculino, uma pessoa dessa não faria algo machista. Inclusive, pra quem nunca parou pra reparar, o alquimista mais poderoso que aparece em toda a obra, é uma mulher, que é a Izumi Curtis.
    Até em representatividade feminina FMA consegue ser muito melhor que a maioria dos outros battle shounens.

  • Arthur Mauricio

    Melhor passatempo indo/voltando do curso é o UnitedCast!!! S2 DS e toda a galera. To procurando um tempinho pra escrever um email depois de longos 3 anos sem quase acompanhar animes e escutar podcasts, mas em breve estarei voltando a ativa!

  • Ronanfalcon

    Outra vez eu vou ter que dizer as mesmas duas críticas (sei que enviei e-mail, mas não lembro se comentei anterioremente):
    -Áudio ruim dos integrantes, em um podcast em 2018;
    -Censurar um palavrão (puta que pariu, eu creio) e deixar outros (porra).

    Gente… vocês podem melhorar, pelo menos o primeiro ponto, sério…