Code Geass: Fukkatsu no Lelouch Finalmente lançou a última ponta do iceberg que se chama Code Geass, será que ficou bom?

Josenilson Vinicius
(Pauteiro do UNITEDcast)
Code Geass:Lerouch the Resurrection R3/ Sunrise
© Code Geass: Lelouch the Resurrection R3/ Sunrise

Bem faz um tempo desde que eu vi algo relacionado a Code Geass, na verdade faz um ano que eu vi o último filme da recaptulação da Revolução de Lelouch e para efeitos práticos chamarei as duas primeiras temporadas de R1 R2 e esse filme como R3 já que a tradução mais literal de Fukkatsu é ressurreição, assim como o título internacional; enfim com essa simplificação irei falar sobre esse filme que basicamente serviu como um ponto final para a série. Bem se você não assistiu a obra vos aconselho a assistir os filme compilatórios do R1 2 pois eu irei dar spoilers desse filme.

Code Geass: Hangyaku no Lelouch R2 / Sunrise
©Code Geass: Hangyaku no Lelouch R2 / Sunrise

Começando a falar do filme tenho de dizer que dava para fazer uma temporada de 12 episódios ao invés de um filme de pouco mais de cem minutos, toda a história apresentada parecia ter sido compactada para caber no tempo dele, mesmo dando para resumi-lo como um verdadeiro final da série pois toda a construção do mesmo ficou parecida como uma das temporadas regulares: um problema relacionado ao Lelouch, geralmente envolve Nunnally, Lelouch resolve agir, Kallen decide seguir o que Lelouch diz, ele encontra com Suzaku, ele (Suzaku) calorosamente cumprimenta Lelouch, os dois decidem salvar a Nunnally de uma organização, geralmente uma aristocracia que está atrás do Geass, ele vence as primeiras batalhas mas não consegue ganhar a organização de primeira pois ela possui uma dificuldade para mostrar como Lelouch é perfeito, mesmo que nesse filme tenhamos um Lelouch diferente dos dois R’s afinal de contas ele estava vivendo no inferno, mas voltando ao resumo e calma que estou acabando pois temos um monomito (a jornada do herói) aqui  afinal de contas no fim Lelouch resolve o problema, salva a Nunnally e volta para seu Status Quo.

Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise
©Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise

O filme, como esperado, é repleto de fan-service e isso não incomoda, se eu estou assistindo esse filme, eu espero fan-service, tanto para os mechas quanto por personagens. Mas o que me incomodou foi justamente a principal alteração vindo os filmes R1 em relação a série de TV. A Shirley apareceu e não fez nada nesse filme, obviamente tirando o fato de ser a ponte de comunicação da C.C com o Orange mas apenas isso. Foi até bom ver como os demais membros do cast  mudaram em um ano e tal fato serviu como um presente para o próprio Lelouch com uma cena no meio do filme e falando do Zero, não o Suzaku que basicamente continuou sendo um cavalheiro do cavalo branco, foi interessante ver como o Lelouch pagou por seus pecados e como disse anteriormente ele viveu no inferno, tanto na terra quanto no mundo do C. Como foi mostrado no começo do filme, ele basicamente sendo inútil que se não fosse a C.C talvez nem tivéssemos esse filme, mas focando na forma que ele estava foi até interessante vê-lo sendo o mais fraco e logo após vendo que isso o acertou. Quando ele voltou desse coma toda sua (falta) humildade praticamente sumiu para dar lugar para um Lelouch mais suave, menos abrupto e tirânico.

Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise
©Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise

Dando um foco no sítio das ações é estanho ver um sultanato tão próximo ao qual o antigo raj Britânico sobreviver tanto tempo para um império tão conquistador quanto a Britannia mas como explicado na franquia que se algo é inexplicável já sabemos que envolve o Geass, e o poder do Geass da vilã é bastante interessante pois é um Geass da “premunição” que foi neutralizada graças a genialidade do nosso herói, mesmo tomando um terço do filme, já o design dos vilões, são bem bonitos, afinal de contas é a Clamp então não tem erro, mas a motivação deles é tão fraca e repetitiva que não dá para se preocupar com esse agente de força, já que logo depois que Lelouch os vence a federação dos estados livres logo invade e neutraliza as hostilidades.

Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise
©Code Geass: Lerouch no Resurrection R3/Sunrise

Code Geass: Fukkatsu no Lelouch é um bom filme de Code Geass pois segue todo o monomito da obra para por um ponto final para a história de Lelouch, já que a partir de agora ele é um bruxo junto com a C.C, isso foi bom pois confirma o ship inicial da obra. Engraçado que desde que wuai assisti a série animada, nunca pensei na possibilidade dos dois ficarem juntos para sempre e graças a isso termina os hastes abertos pela própria obra para relacionar os demais membros do cast com o protagonista, mas com isso também decreta o fim de um “cânone” da obra já que seu principal herói e mascote da franquia conseguiram seu merecido descanso, isso impede continuações diretas das narrativas envolvendo Lelouch, espero que a Sunrise se inspire na Type-moon para ampliar o universo já que possui as regras (não tanto) claras.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alan Santos Silva
Alan Santos Silva
1 ano atrás

Achei um final muito merecido pra obra. Fez meio que minhas expectativas de mostrar mais após o R2 ser realidade. E no final lá mostra que quem acabou sentindo mais por aquele final foi a C.C. fazendo esse enrredo do filme fazer mais sentido ainda dela querer trazer ele de volta.

Paulo V
Paulo V
1 ano atrás

Esse anime é muito booooom

Leandro Rangel
Leandro Rangel
1 ano atrás

Alguém sabe explicar a cena extra no final do filme?

kaio
kaio
1 ano atrás

Otimo filme, casou com a obra como um todo e complemetou ainda mais a trama da estoria. adorei.