Katekyō Hitman Reborn: por que você deve assistir? Katekyō Hitman Reborn, o shounen que deveria ser lembrado!

Gabriel Perianez
(Redator de Blog)

 

©Artland/Akira Amano

Opa pessoal, Gabriel falando! Em meio à este vasto mundo dos animes, alguns se destacam por serem ótimos em vários aspectos; outros são esquecidos tanto pela história, pela produção do anime; etc… Porém, existem os animes que são ótimos e mesmo assim não são lembrados, Katekyō Hitman Reborn se encaixa nisto! Publicado na Weekly Shōnen Jump em maio de 2004 e encerrado com 42 volumes em novembro de 2012; e no Brasil licenciado pela Editora Panini. A obra conta com uma adaptação em série animada pelo estúdio Artland, que foi ao ar de outubro de 2006 a setembro de 2010 com 203 episódios.

Sinopse

Tsuna é um jovem desafortunado com baixa pontuação nos testes e baixa auto-estima. Sua mãe contrata um tutor para ajuda-lo, mas é uma surpresa para os dois quando o tutor é um bebê chamado Reborn, que diz ser da máfia. Ele informa que ele é o próximo herdeiro da família mafiosa Vongola e tenta ajuda-lo a alcançar o objetivo. Reborn possui a Shinuki-dan, que mata uma pessoa e a traz de volta à vida para cumprir o último arrependimento que eles tiveram, e até mesmo trabalha para fazer com que Tsuna seja o verdadeiro chefe da máfia em treinamento.

©Artland/Akira Amano

Por que assistir?

O começo engana muitas pessoas, com muita comédia e histórias do cotidiano dos personagens. Após determinada quantia de episódios (por volta dos 20) o anime se transforma e começa a adotar de fato as lutas. Mas nunca deixando de lado a comédia, recurso usado ao decorrer da série inteira e que aparece nos momentos certos. A combinação de tema mafioso com bebês pode parecer um tanto estranho, mas enriquece muito a obra!

O fato de Reborn ser um bebê não é jogado à toa, pois futuramente isto terá uma explicação, além de ser um tanto engraçado de se ver um bebê treinando um jovem para ser chefe da maior família mafiosa do mundo. Ademais, o tema viagem no tempo é fundamental no decorrer da série, pois grande parte do anime se passa no futuro.

Dentro desse arco, as duas únicas sagas filler são introduzidas, porém, possuem poucos episódios e além de serem ótimos, acabam contribuindo muito para a história original. Os personagens são levemente cativantes, bem diferentes um do outro e todos funcionam muito bem com o decorrer da história.

Considerações finais

Katekyō Hitman Reborn é um anime longo, porém, muito bem desenvolvido e com personagens muito bem construídos. Mesmo com o começo maçante, a história acaba não se privando a apenas isto, e com o passar dos episódios trás muita ação e comédia! Vale ressaltar que os dois últimos arcos da obra não foram animados, contendo apenas no mangá.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  • Marcos Antonio

    eu so li o manga.

  • Marcos Antonio

    eu so li o manga depois que soube que o anime nao teve final do manga nem vi.

    • Nan Nobrega

      O anime só adaptou até o fim do arco do futuro, quando o Byakuran é derrotado.

      • Marcos Antonio

        nossa serio so ate ai ???

  • Willian Lima

    pra mim os dois melhores arcos num foram adaptados