Poderemos ficar sem animes? O que vai acontecer daqui pra frente? Confira o que está acontecendo com a indústria dos animes durante esta pandemia!

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
animes
©Indústria de animes

A pandemia do novo Coronavírus tem afetado não só a saúde de pessoas do mundo todo como toda a economia mundial, assim como as empresas e indústrias. E já era de se esperar que isso chegasse a nossa querida indústria de animes mais cedo ou mais tarde. Mesmo assim, o adiamento das obras pegou alguns de surpresa que não esperavam que suas séries favoritas fossem paralisadas ou que nem estreassem.

Por que os animes foram adiados só agora?

A propagação do vírus pelo mundo começou logo no início do ano, e as primeiras notícias dele no Japão vieram no final de janeiro e começo de fevereiro, com o navio de cruzeiros Princess Diamond, que ficou aportado no país em quarentena com mais de 300 casos confirmados de pessoas infectadas na época.

Após este caso não se ouviu falar muito do número de casos dentro do país. Até o início deste mês de abril, quando os casos de infectados começou a crescer muito, passando de mais de 100 novos casos confirmados por dia, forçando o Primeiro Ministro japonês, Shinzo Abe, a estabelecer um estado de emergência primeiramente em 7 prefeituras do país da região de Kanto (a mais populosa do Japão) e, logo na semana seguinte, estender isso para o país inteiro até o dia 6 de maio.

No momento em que escrevo este artigo já são mais de 3 mil casos confirmados só em Tóquio, mais de 11 mil em todo o Japão, e um total de 265 mortes.

Essa primeira data de 6 de maio para o término do estado de emergência foi escolhida por ser a data em que se termina o feriado da Golden Week, onde muitos japoneses viajam para aproveitar a semana toda de folga. No entanto, ela pode ser estendida e muito provavelmente será!

E foi por causa dessa paralisação recente que os nossos animes começaram a ser adiados só agora. Principalmente pela paralisação em Tóquio, onde se encontram a maioria dos estúdios de animação e dublagem.

Japão
©Shinzo Abe

Podemos ficar sem novos animes?

Completamente sem animes, não. Algumas poucas produções desta temporada de abril já haviam sido finalizadas antes de suas estreias e continuarão sendo exibidas. Porém, a maioria deve parar até o final de abril, no máximo até o meio de maio. Já o cenário para a Temporada de Verão, em julho, é um outro assunto.

Re: Zero
©Re: Zero

Possíveis cenários

Não é só a dublagem que está sendo afetada como muitos estão apontando. Segundo o animador Eiichi Kuboyama e um artigo do jornal Sports Nippon, com os estúdios de composição e animação in-between paralisados, muito da produção também é afetada, mesmo tendo muitos animadores freelancers ainda trabalhando de suas casas. Lembrando que alguns desses estúdios estão na China e Coréia do Sul, que também estão enfrentando seus problemas por causa do vírus.

O primeiro cenário que temos é com a normalização acontecendo nesta primeira data. E mesmo que o estado de emergência tenha fim no dia 6 de maio, ainda deve levar um tempo para que se possa produzir o restante dos animes, ou seja, eles não vão retornar assim que a situação se normalizar. Provavelmente, aqueles com a produção mais adiantada podem voltar mais rapidamente, mas aqueles que deixaram muito material inacabado devem sofrer e voltar bem depois, talvez se misturando aos da Temporada de Verão. E os animes de julho provavelmente estrearão na data correta ou com um pouco de atraso.

Já o segundo cenário seria a prorrogação do estado de emergência. E daí as coisas devem complicar. Se for estendida até junho pelo menos, pode ser que os animes de julho se transfiram para outubro e os que foram pausados retornem ocupando a temporada de julho. Talvez com poucas estreias atrasadas como Re:zero, Oregairu e SAO que não estrearam agora em abril, mas já devem ter algum material pronto.

E se for prorrogado pra julho….bom…..era uma vez a temporada de verão de 2020 e provavelmente os de outubro fiquem só pro ano que vem…….

Lembrando que toda essa situação não afeta só as produções atuais mas também o financeiro de muitos estúdios que já não iam bem a alguns anos, o que pode levar meses ou anos para uma recuperação completa. Mas isso fica para um outro artigo.

E você como reagiu aos adiamentos? Por qual você estava ansioso e não estreou? Comentem!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
pedro polasek
pedro polasek
1 ano atrás

O meu medo não tanto pelos adiamento si pos isso meio que ja era esperado o meu medo que aconteça o segundo senario e vire um efeito dominó com as temporadas seguinte

Jader Ariel Coelho dos Santos
Jader Ariel Coelho dos Santos
1 ano atrás

Esse Corona está me deixando com muito tédio até no trabalho sem anime me deixa chateado a unica coisa que me tranquiza agora é jogar RE

dan
dan
1 ano atrás

É um cenário complicado de fazer previsões, pois depende muito do que vai desenrolar a epidemia no Japão.
Sinceramente, o governo japonês demorou demais em declarar emergência, pois o Japão é um país de trânsito intenso de estrangeiros, seja de passagem breve ou trabalho.

Se tivessem declarado na mesma época da Coreia do Sul, o Japão provavelmente estaria começando afrouxar as medidas, como está aparentemente ocorrendo no país vizinho que citei, porque lá está em números tão baixos e rastreáveis pelo Ministério da Saúde. Talvez iam “só” atrasar os animes da Primavera e alguns do Verão, mas ia ter um cenário melhor a partir da Temporada de Outono.

Mas, há uma esperança pra uma melhora lá pra Junho, se as medidas japonesas surtirem efeito e ao mesmo tempo, apareçam medicamentos eficientes que ajudem a tratar os casos que param na UTI e evitam os óbitos, que só são a “Ponta do Iceberg” dos casos de Covid-19; a grande maioria nem sente ou só sente um desconforto similares a uma gripe moderada, mas espalham por aí a doença e faz o caos acontecer.

Tem medicamentos que já estão em estudos desde Fevereiro, como o Remdesivir, que foi usado experimentalmente em alguns do navio Princess Diamond e dias atrás, vazou um estudo promissor e esperançoso que talvez até Maio seja revelado por completo. Se concretizar, o Remdesivir pode ser o medicamento inicial (há mais de 30 medicamentos em estudos em Hong Kong e EUA e que estão em vários estágios de avanços, segundo vi no Correio Brasiliense no dia 21/04) e eficiente no tratamento; aí talvez pode ser que Junho, os estúdios possam voltar a produzir, mesmo que com número reduzido de funcionários ou podem finalizar algumas obras pendentes pra ter prontas pra Temporada de Outono.

A normalidade pré-pandemia talvez só volte lá pra Março ou Abril de 2021, pois poderão ter vacinas ou a pandemia estaria tão contida e de fácil tratamento como um resfriado sazonal, a tempo da Temporada de Verão de 2021 ser a primeira que vai seguir 100% sem problemas, pois nas outras talvez ainda tenha algum anime ou filme baseado em anime que ficou atrasado.

O problema que vamos ver depois de tudo isso, é que vários pequenos estúdios ou alguns bem tradicionais podem ser que vá à falência antes da volta da normalidade, dependendo da saúde financeira que estava até agora… não estranhem de algum estúdio que temos boas lembranças de temporadas dos anos 2000 ~ 2010 que já fez “o anime do ano” algumas vezes, tornar-se só lembranças de uma tarde das férias escolas de verão.