Preview: Alice to Zouroku Em busca do Sonho de Alice

Luiz Ferreira
(Revisor)

 

Alice to Zouroku
© Alice to Zouroku/J.C. Staff

 

Alice to Zouroku

• Gênero(s): Drama, Fantasia, Aventura, Mistério, Seinen

• Direção: Katsushi Sakurabi

• Estúdio: J.C. Staff

• Estréia: 02 de Abril de 2017

 

Sinopse

“A trama ocorre num mundo onde certas garotas possuem um poder chamado ‘O Sonho de Alice’, que as permitem fazer coisas que vão contra às leis da física, como voar ou materializar objetos e armas – por exemplo – a pequena Sana é uma delas, e no começo a vemos escapar de um avançado laboratório onde estas crianças são trancafiadas e tratadas como cobaias. Nesta sua fuga, a garota conhece Zouroku Kashimura, um idoso que trabalha numa floricultura com sua neta Sanae, e a partir disso, o rígido, mas bondoso senhor passará a cuidar de Sanae enquanto tenta decidir o que fazer com ela.”

 

Primeiras impressões

Alice to Zouroku nos embarca para um mundo de possibilidades, desejos e sentimentos que custam as nossas vidas. Mas, como isso será possível? Eis a questão que irá seguir adiante nos próximos episódios.

O 1° episódio, que aliás, foi especialmente feito para aprofundarmos no enredo (com 44 minutos), começa com vários enigmas: garotas com superpoderes? Laboratórios? Sonhos? O que tudo isso quer dizer?

 

Alice to Zouroku
© Alice to Zouroku/J.C. Staff

 

No início, vemos Sana (a garota loira) fugindo de um laboratório especialmente feito para as meninas com superpoderes, estas que podem realizar o “Sonho da Alice”, que contém um mundo capaz de ser perfeito e cheio de magia. Mas, o que leva a fugir (segundo Sana) são os constantes abusos e experimentos em suas amigas, além de servindo-as como cobaias. Todos os superiores vão em busca dela e até algumas garotas com poderes especiais, mas é surpreendida por uma mulher misteriosa que a ajuda e dá a ela um pequeno pote, dizendo: “fuja para uma cidade grande e faça confusões por lá.” – Sim, ela conseguiu fugir e estava sozinha, sem em quem confiar até se encontrar com um idoso. Zouroku Kashimura é o seu nome, e vendo o estado de Sana, decide levá-la para casa. O que ele não sabia era que muitas outras crianças com poderes estavam seguindo-a! Zouroku é um homem rigoroso, mas bondoso. É um floricultor, e nas horas vagas se diverte com bebidas e cigarro.

Em relação às partes técnicas, vemos um estúdio renomado e tradicional: J.C. Staff. Particulamente é um dos meus estúdios preferidos e que deu grandes títulos como: Zero no Tsukaima, Toradora, Shakugan no Shana, etc. A ambientação é boa e nos oferece um satisfatório acompanhamento. Um detalhe interessante e que ainda não tinha visto em suas adaptações anteriores é a inserção dos elementos em CG e 3D nos momentos de ação, algo que me surpreendeu e gostei.

Quanto à Trilha Sonora, ela está muito bem presente e é composta por belos elementos da música clássica, além de subgêneros da eletrônica, como o Minimal e Chill. Fazia muito tempo que não acompanhava belos sons, que até me fizeram procurar no YT.

Expectativas

 

Alice to Zouroku
© Alice to Zouroku/J.C. Staff

 

Esta série animada faz uma pequena referência ao clássico da literatura “Alice no País das Maravilhas“, especialmente na canção de encerramento. Com vários elementos que envolvem ação, slice of life, drama e mistério, tem uma ótima premissa e poderá ser uma grande adaptação. Dou um toque especial para Sana e Zouroku, os dois protagonistas que estiveram sempre presentes nas cenas. Logo “de cara” gostei muito da relação dos dois e futuramente poderão criar laços muito bonitos de um avô e uma neta (já levando o drama ao extremo).

Nota: 3,5 (médio-bom)

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments