Primeiras Impressões: Centaur no Nayami A tediosa vida de uma centauro e suas amigas mas que aborda um tema que merece a atenção.

Vitor Kaique
(Redator de Notícias)
Centaur no Nayami
© Centaur no Nayami

Centaur no Nayami

Gênero: Slice of Life, Comédia, Escolar
Direção: Konno Naoyuki (Cyborg 009)
Estúdio: Amon (Hitori no Shita)
Estreia: 09 de Julho

Sinopse

“Himeno é uma tímida garota centauro, que vive em um mundo onde todos tem características “sobrenaturais” como caudas, asas, chifres… Apesar de tudo, Himeno e suas melhores amigas, Nozomi e Kyouko, têm uma vida escolar divertida e aparentemente normal.”

O que podemos ver no primeiro episódio

OP/ED

Em termos de abertura, é apresentado apenas o básico do básico, com a demonstração dos personagens no início em cenas quase inteiramente estáticas, alguma ação no ápice da música, intitulada de “Oshiete Darwin” de Purely Monster, e um pouco de fan service bizarro já que temos uma garota centauro trajada indecentemente. Já o inverso acontece com o encerramento, intitulado de “Edelweiss” de Asaka, que traz um ar melodramático contrariando todo o clima do episódio.

Animação/Enredo

Centaur aborda, de maneira suave mas inteligente, a descriminação utilizando a imagem do Centauro como digressões temáticas. Podemos ver isto nas cenas onde mencionam que não haveria tal em um mundo onde seres humanos fossem “separados” somente pela cor da pele, e posterior onde as protagonistas mencionam ser ilegal falar sobre a era onde centauros foram escravizados. Hoje, a igualdade é uma busca constante e parece ser o melhor caminho a tomar, mas acabamos nos esquecendo de seres que necessitam de circunstâncias especiais e que acabarão sendo prejudicados neste sistema superficial. Outro exemplo mostrado no anime esta na protagonista Hime ser sempre a princesa nos teatros, ou mesmo na cena onde ela acaba caindo do palco pela estrutura não aguentar seu peso, mas como é ilegal, ninguém faz qualquer acusação, citação ou comentário para não sofrer punições.

Centaur no Nayami (a grosso modo,”Sofrimentos de um Centauro”) consegue ser sim rico em detalhes na abordagem deste problema e no desenvolvimento dos personagens, mas acaba pecando nas bizarrices que acontecem e na lentidão de seu conto, tendo somente três cenas em que ficamos “acordados”. A primeira na grande sacada de utilizar a aula para explicar o processo evolutivo que deu origem aos personagens do anime, a segunda na cena do carro e a terceira na queda do palco. Do resto, acompanhamos a vida de três garotas de idade escolar que não tem culpa do primeiro episódio ser um tanto sem graça para nós…”

Expectativa

“Por mais que a aventura em si de sono, acredito que a abordagem da descriminação e a simpatia das protagonistas tem seus valores, necessitando de mais um ou dois episódios para vermos o rumo que a história irá tomar. E particularmente estou curioso para entender o motivo de haver ação na abertura…”

Nota: 3,50/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
rafael dos santos
rafael dos santos
4 anos atrás

ME CONVENCEU

Hélio Severino
Hélio Severino
4 anos atrás

Kkkkkk

Vitor Kaique
Vitor Kaique
4 anos atrás

Quando assistir, volte aqui pra discutirmos se a abordagem do problema compensa a bizarrice… (y)

Jupiter Flores
Jupiter Flores
3 anos atrás

Cara… eu amei esse anime .