Primeiras Impressões – Baraou no Souretsu Um drama entre famílias na luta pela coroa

Bolinhodearroz
Baraou no Souretsu
©J.C.Staff / Baraou no Souretsu

Ficha Técnica – Baraou no Souretsu

Gênero: Ação, Drama, Sobrenatural
Estúdio: J.C.Staff
Origem: Mangá
Data de estreia: 9 de janeiro

Entre os anos de 1455 e 1485 existiu uma disputa sangrenta, e quase interminável, entre duas famílias que ansiavam pelo trono da Inglaterra, chamada de A Guerra das Rosas. A divisão entre York e Lancaster fez com que essa guerra ficasse muito famosa durante os séculos que se seguiram, inclusive transformando-a na principal referência da obra contemporânea que ganhou muitos fãs pelo mundo: Game of Thrones.

E agora temos mais uma obra de ficção inspirada nessa guerra pelo trono da Inglaterra entre aqueles que tinham como símbolo uma rosa branca e os que tinham a rosa vermelha. A partir desse primeiro episódio, podemos perceber que em Baraou no Souretsu iremos acompanhar não apenas essa intensa e violenta disputa entre famílias, mas também um certo conflito interno no protagonista Ricardo Plantageneta que parece que tem um “demônio” em seu corpo que o influencia de uma maneira muito negativa.

Baraou no Souretsu
©J.C.Staff / Baraou no Souretsu

Esse é um daqueles animes que se concentram totalmente no quesito reflexão de enredo e deixam a ação como um elemento de segundo plano, fazendo com que a filosofia da história e as consequências da guerra se tornem o foco principal no que seria o destino daquelas famílias, com muito drama e elementos marcantes da presença do mal influenciando a violência e a guerra.

Sem dar nenhum spoiler, o plot twist no final do episódio também faz com que nossa curiosidade pelo que está por vir seja completamente atiçada e esperemos grandes reviravoltas na história onde Ricardo vai se ver perdido em meio a todos os julgamentos e o desejo de vitória.

No geral, é um anime bem dramático e que promete ser um dos bons nessa temporada, se ainda se manter com essa dualidade do protagonista e se debater muito bem o que foi essa disputa histórica entre os York e Lancaster. Todos os seus elementos de enredo, e a carga dramática ali referida, combinam perfeitamente com o design de animação e isso também é um ponto muito forte em relação ao anime, por isso deve valer à pena investir um tempo para ver o resultado final.

Baraou no Souretsu
©J.C.Staff / Baraou no Souretsu

Sinopse:

A coroa da Inglaterra tem sido fortemente contestada ao longo da história e, na Idade Média, uma série de grandes guerras civis é conhecida como a “Guerra das Rosas”. Reivindicando o direito ao trono, o duque de York busca derrotar o rei Henrique VI e seu herdeiro para se tornar rei.

Em um dia sombrio e cheio de maus presságios, o duque ganha um filho: Ricardo Plantageneta, o terceiro de seu nome. Nem homem nem mulher, pois tem ambos os sexos. Ricardo III é imediatamente rejeitado por sua própria mãe, então o ódio se torna o pão de cada dia em sua infância, levando-o a odiar seu próprio corpo e a ser chamado de “demônio” pelos outros.

Ricardo fica preocupado ao ter visões da ex-inimiga da Inglaterra, Joana d’Arc, que o insulta dizendo que ela trará a ruína para todos que ela conhece. Desde então, Ricardo acredita que pode evitar seu destino ajudando seu pai a se tornar rei. Porém, amaldiçoado pelas expectativas muito baixas por parte de sua mãe e Juana, as ações de Ricardo acabarão afundando sua família?

Baraou no Souretsu
©J.C.Staff / Baraou no Souretsu

Expectativas:

Admito que, quando imaginei um anime sobre a Guerra das Rosas, pensei que seria algo com muito mais ação, porém o que vi nesse primeiro episódio foi um enredo que promete focar muito mais em reflexões sentimentais do que a disputa em si. Apesar dessa guerra ser o foco principal que deixará o protagonista ainda mais desnorteado, as expectativas são, na verdade, de uma crescente evolução entre as relações estabelecidas por Ricardo e um membro muito importante da família rival, além das incríveis revelações e do conflito de si mesmo com seu demônio interior.

Nota: 4,5/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.