Primeiras Impressões: Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to Lembrem-se, aquela loli fofinha é um tiozão de 32 anos!

KaisenKYO
Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to
©Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to

Ficha Técnica – Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to

Gênero: Aventura, Comédia, Fantasia

Estúdio: OLM Team Yoshioka
Diretor: Yamai Sayaka

Origem: Mangá
Data de estreia: 12 de janeiro

Admito que ao ler a premissa desta obra não havia me impressionado tanto – “Só mais um isekai de comédia tentando ser diferente, mas vai acabar caindo na mesmice”, pensei, mas é com muito orgulho que assumo estar enganado. Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to conseguiu trabalhar perfeitamente dentro de seu principal gênero, a comédia. Do início ao fim do primeiro episódio o anime conseguiu me cativar e tirar boas risadas utilizando de um humor ácido e “sútil”, se é que eu posso chamar assim; a presença das diversas cenas de autoquestionamento dos personagens durante os seus devaneios em situações “românticas” me trouxe diversas lembranças de obras como ‘Kaguya-sama wa Kokurasetai‘ e ‘Saiki Kusuo no Psi-nan‘, e o uso de pausas dramáticas e silenciosas muitas vezes com um leve ar de constrangimento, além de um forte uso de humor corporal, me recordou de ótimas obras de comédia como ‘Grand Blue‘ e ‘Danchi Koukousei no Nichijou‘.

Além do ótimo tom cômico, o anime também apresenta referências à diversas outras obras do mesmo gênero como ‘Sword Art Online‘ e ‘No Game no Life‘, se mostrando assim como um tipo de paródia do mesmo.

Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to
©Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to

O mesmo conseguiu apresentar e trabalhar muito bem a ideia da mudança de sexo, muitas vezes você se sente meio assustado ao se lembrar que aquela garota é um solteirão mulherengo de meia idade. Além disso, o fato de Tachibana e Jinguuji sentirem atração um pelo outro mas não saberem se aquilo se trata realmente da maldição ou não e esconderem os seus sentimentos um pelo outro para não parecer “estranho” é hilário e pode ser muito bem trabalhado ao longo da trama.

Outra coisa que me interessou no enredo foi o conceito de que por o desejo de Tachibana ter sido realizado ao pé da letra Jinguuji recebeu da deusa como forma de “dom” para derrotar o “grande demônio” e completar sua missão, um tipo de upgrade de atributos sobre-humanos utilizando conceitos de jogos de rpg no melhor estilo isekai.

Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to
©Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to

Sobre a animação, cenários e trilha sonora, num todo as três categorias se mantém num mesmo nível, mediano. Nada muito ruim nem nada muito bom, a produção é simples porém funciona e não deixa à desejar. Entretanto, a direção fez um ótimo trabalho, principalmente no que se tratando de timing humorístico assim como dito anteriormente, o diretor Yamai Sayaka apresentou um ótimo trabalho assim como já nos foi mostrado nos episódios 1, 8 e 13 de Odd Taxi, considerado um dos melhores lançamentos do último ano.

Apesar de romance e comédia não ser algo novo no mundo dos isekais, uma premissa de mudança de sexo e um suposto romance velado entre amigos de infância é bem inovador e traz um ar novo ao gênero.

Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to
©Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to

Sinopse:

A história do mangá começa quando um impopular assalariado de 32 anos é transportado junto com seu lindo amigo para um mundo de fantasia, devido aos caprichos de uma deusa nua. Enquanto seu amigo foi transportado inalterado, o assalariado agora tem o corpo de uma linda garota. Para recuperar seu corpo masculino, ele deve partir em uma aventura com seu amigo para derrotar o lorde demônio do mundo.

Expectativas:

Fantasy Bishoujo Juniku Ojisan to vem com tudo para os fãs de comédia, até mesmo para os que não curtem muito um isekai (eu por exemplo) podem se impressionar e acompanhar a série. Acredito que temos um sucesso do gênero aqui.

Para me despedir vou deixar um questionamento apenas para os sábios entendedores:

“Tu é gay mano?”

Nota: 5,0/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.