Primeiras Impressões: Mato Seihei no Slave O soldado acorrentado chegou

EcchiSenshi
(Redator)
@EcchiSenshin
Mato Seihei no Slave
©Mato Seihei no Slave

Ficha Técnica – Mato Seihei no Slave

Gênero: Ação, Fantasia, Comédia, Ecchi
Estúdio: Seven Arcs
Origem: Mangá
Data de estreia: 4 de janeiro de 2024

A Estreia:

Com uma premissa ousada e única, uma caracterização de personagens excelente e uma ótima mistura de ação e humor ecchi, Soldado Acorrentado (assim que ele é conhecido em muitos países por não poder se falar em escravo por ela), teve sua estreia com um ótimo e movimentado episódio. Junte-se a mim hoje enquanto enquanto reviso Mato Seihei no Slave (Chained Soldier) a adaptação da obra de Takahiro e Yohei Takemura.

Primeiro eu gosto muito desta obra, tanto que eu estou colecionando os volumes do mangá lançados em inglês, por que infelizmente não estão a venda aqui no Brasil em português, e já tinha previsto que ele ganharia uma boa adaptação a uns 3 anos atrás desde quando li os primeiros capítulos, e para ser sincero eu gostei muito do que eu vi nesta estreia, então sem mais delongas, vamos falar sobre este primeiro episódio do novo anime do mesmo autor de Akame ga Kill.

Mato Seihei no Slave
©Mato Seihei no Slave

Falando no geral, a história foi bem contada, as cenas de ação foram bem animadas embora tenham sido projetadas em 3D e após colocada uma máscara 2D para melhorar as cenas, talvez ainda tenha algumas pessoas reclamando delas por estarem em 3D, mas será apenas por implicar com este estilo de animação, como fãs de animes sabemos que muita gente não gosta de cenas em 3D. Todo este trabalho só foi possivel pela staff bem competente que está por trás deste trabalho.

Não vou detalhar as cenas do anime porquê se você está aqui lendo está crítica, significa que você já assistiu ou pretende assistir, mas vale a pena destacar quem foram os responsáveis por cada parte deste belo episódio. A direção geral do anime está sendo feita por Junji Nishimura, talvez você não tenha ouvido muito sobre ele mas ele já trabalho na direção de bons animes como Dog Days e tem muitos anos de experiência, o diretor responsável pelos episódios é Gorou Kuji (The Lost Village) ele foi um dos responsáveis pela forma excelente que o episódio ficou, muitos podem até criticar as cenas de luta em 3D mas devemos considerar que o episódio ficou bem animado, contou a história completa de como Yuuki Wakura se tornou o escravo da nossa querida Kyouka, além de apresentar bem as demais personagens e suas habilidades.

O roteiro da história contada no episódio foi da dupla Ryota Kano e Akira Kendaichi e até melhorou a apresentação da história que foi contada no primeiro capitulo do mangá, sim todo o episódio de estreia contou a história do primeiro capitulo do material original, com apenas duas cenas extras de tudo que aconteceu com os dois protagonistas quando crianças que é contada mais a frente na história, se eu puder dar uma nota ao roteiro específico está nota é 10, porquê me fez prestar atenção em toda a história e não acelerou ou arrastou nada, deixando todos os momentos de ação e comédia bem encaixados.

O design de personagens é feito por Hiroyuki Yoshii (Tawawa on Monday), com o design de cores sobre a responsabilidade de Kaoru Nishimura. Por fim, temos Yasuhiro Nakanishi (Kaguya-sama: Love is War) fazendo a composição do anime, eu também gostei muito da música de abertura e encerramento que foram cantadas por Akari Kitou, que dá voz a Kyouka e a Maaya Uchida que vai dar a voz a Tenka Izumo que vai ser uma das melhores personagens desta série.

Mato Seihei no Slave
©Mato Seihei no Slave

Sinopse:

“Quando as entradas para uma dimensão diferente conhecida como “Mato” surgem em todo o Japão, um novo recurso conhecido como “Pêssegos” é descoberto, que confere habilidades únicas apenas às mulheres. No entanto, monstros perigosos chamados “Yomotsu Shuuki” também vagam pelo Mato e têm sido responsáveis ​​por vários desastres desde então. Para combatê-los, o governo formou o Corpo Anti-demônio, um grupo de elite de mulheres que recebeu o poder dos Pêssegos.

Um dia, um estudante do ensino médio chamado Yuuki Wakura estava voltando da escola para casa quando de repente se perdeu na entrada de Mato. Assim que ele pediu ajuda, foi imediatamente resgatado por Kyouka Uzen, a chefe da Sétima Unidade do Corpo Anti-demônio. Reconhecendo seu potencial enquanto também precisa dele para tornar seu poder de Pêssego mais eficaz, ela pede que Yuuki se junte ao Corpo Anti-demônio tornando-se seu escravo, uma posição que ele pode achar mais agradável do que ele inicialmente teria pensado…”

Mato Seihei no Slave
©Mato Seihei no Slave

Expectativas:

Analisando como foi a estreia desta obra, eu fiquei extremamente empolgado para ver como os demais episódios serão contados, lembrando que além de toda ação e aventura, está obra também é ecchi e as recompensas que o Yuuki vai receber serão cada vez mais, picantes, a medida que ele vai ganhando poder e realizando tarefas mais difíceis e principalmente conforme o relacionamento dele com a Kyouka vai se aprofundando.

Devemos esperar mais ação, uma história bem detalhada e mais cenas hilárias das recompensas que o Yuuki vai receber. O universo do anime é bem grande cheio de personagens bons e detalhes interessantes, e todas elas vão se direcionar ao Yuuki.

Eu espero que os demais episódios tenham um roteiro um pouco mais acelerado, senão todo o anime vai contar a história apenas do primeiro arco, isto se for apenas uma adaptação de 13 episódios, o que por outro lado é até bom, porque todo o conteúdo do mangá daria umas 3 temporadas, o que importa é, continue assistindo este precioso anime, ele ficou bem divertido de acompanhar, e espero muito que os próximos episódios continuem tendo toda a qualidade desta estreia.

Nota: 4,5/5,0


ESCUTE no SPOTIFY
SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.