Primeiras Impressões: Overlord (Dublado) Vamos saber as primeiras impressões da dublagem deste isekai que fez muito sucesso e foi produzido pela Funimation

jonathanmss
(Revisor)
Overlord
© Overlord

Ficha Técnica – Overlord

Gênero: Ação, Game, Aventura, Sobrenatural, Magia
Estúdio: Madhouse
Baseado em: 
Light Novel
Diretor: Naoyuki Ito
Data de estreia:  07/07/2015

Com o lançamento oficial da Fumination no Brasil, a plataforma trouxe vários animes de sucesso com versão dublada, como no caso de Overlord. Trarei as primeiras impressões deste isekai que é um dos de maior sucesso atualmente.

Para quem não conhece o anime, apresento a sinopse:

A hora final do popular jogo de realidade virtual chamado Yggdrasil chegou. No entanto, Momonga, um mago poderoso e mestre da guilda negra Ainz Ooal Gown, decide passar seus últimos momentos no jogo quando os servidores começam a fechar. Para sua surpresa, apesar do relógio ter batido meia-noite, Momonga ainda está totalmente consciente de seu personagem e, além disso, os personagens não jogadores (NPC’s) parecem ter desenvolvido personalidades próprias!

Confrontado com esta situação anormal, Momonga comanda seus servos leais para ajudá-lo a investigar e assumir o controle deste novo mundo, com a esperança de descobrir o que causou este desenvolvimento e se pode haver outros na mesma situação.

Dubladores:

Momonga: Dláigelles Riba;

Albedo: Thainá Marciano;

Shalltear Bloodfallen: Carolina Ruiz;

Demiurge: André Schmidt;

Aura Bella Fiora: Raíssa Bueno;

Mare Bello Fiora: Letícia Ida;

Cocytus: Rodolfo Marinho;

Sebas Tian: Luiz Antônio Lobue.

Sobre o episódio:

O episódio piloto trata-se basicamente da apresentação de Momonga e de seus Guardiões, de como ele é visto e reverenciado pelos mesmos, as interações entre eles e a situação da guilda.

O traço possui muita qualidade e é rico em detalhes, como também a fluidez da animação são muito boas, não posso deixar de falar da paleta de cores utilizadas.

Em relação à dublagem, conheci o anime em sua versão legendada em japonês, e é impossível não comparar com a versão brasileira com a original, por outro lado, a dublagem brasileira é muito boa e não ficou em nada a desejar.

Na versão brasileira destaco a participação de Dláigelles Riba (Momonga), pois conseguiu transmitir a imponência que o “Momonga-personagem” pede, mas ao mesmo tempo o “Momonga-jogador” em seu subconsciente como um personagem coração mole e “normal”, no sentido que demonstra que ele não é especial, que possui suas qualidades e medos, que pode perfeitamente ser eu ou você no lugar dele.

Em relação aos Guardiões, a qualidade dos dubladores não fica para trás, gostei muito da Carolina Ruiz (Shalltear), do Luiz Antônio Lobue (Sebas Tian), a voz que eles trouxeram combinam perfeitamente ao seu personagem,

Em relação à Albedo, dublado pela Thainá Marciano, eu estranhei de início pelo fato que à versão feita pela Yumi Hara é muito marcante e faz da personagem como uma mulher mais velha, enquanto a versão brasileira aparenta ser de alguém mais jovem, porém condiz com a aparência da Albedo e não há erros de dublagem que mereçam chamar a atenção, tanto que depois do terceiro episódio não me incomodei mais.

Expectativas:

Overlord é um anime que possui um tom sério, mas não se propõe a ser realista, até porque se trata de um isekai, porém a dublagem brasileira não peca em nada e conseguiu perfeitamente atingir seu objetivo: trazer os personagens, suas características e adaptá-los para a cultura brasileira, e foi feito de maneira muito competente, quem não gosta de anime dublado precisa dar uma chance, não vai se decepcionar.

Nota: 4,5/5

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lucas
Lucas
8 meses atrás

Ótima PRIMEIRAS IMPRESSÕES