PRIMEIRAS IMPRESSÕES: HOSHI NO SAMIDARE O novo anime traz um lagarto como um poderoso cavaleiro que veio para salvar o mundo de um grande martelo

dflobo
Hoshi no Samidare
©NAZ / Hoshi no Samidare

Ficha Técnica – Hoshi no Samidare

Gênero: Ação, Aventura, Comédia, Drama
EstúdioNAZ
Origem: Mangá
Diretor: Nobuaki Nakanishi
Data de estreia: 09/07/2022

Imagine você acordar logo de manhã e dar de cara um com um animal que não seja o seu de estimação? A probabilidade de levar um susto ou ficar bem agitado já seria bem comum. Agora quando esse animal, sendo mais específico um lagarto simplesmente decide conversar em sua língua de forma super natural e vindo explicar que ele é um poderoso cavaleiro destinado a proteger a princesa do seu reino para assim salvar o mundo de um martelo gigante (sim você não está errado, sobre o que escrevi agora), definitivamente pensaria que ou você está maluco ou realmente surtou de vez (e para os que ainda sonham, pensaria que reencarnou em um mundo isekai).

Essa é a premissa base do novo anime da Temporada de Verão 2022, Hoshi no Samidare (Lucifer and the Biscuit Hammer). Conforme já dito acima, a história se desenrola dessa forma e o estudande Amamiya, Yuuhi se vê preso neste cenário quando acorda com o lagarto, conhecido como Noi Crezant falando tudo citado no parágrafo acima. A atitude de Yuuhi é simplesmente de não querer se envolver e seguir sua vida sem emoções como um simples estudante. Mas, depois que o inimigo ataca e ele acaba conhecendo a reencarnação da princesa na sua vizinha Asahina, Samidare aparentemente temos essa reviravolta dele jurar sua lealdade e na verdade optar por ajuda-lá a destruir o martelo gigante para que na verdade ela destrua o planeta com seu próprio punho (convenhamos, faz mais sentido ela querer destruir do que um martelo gigante aleatório no espaço).

Baseado no mangá escrito por Mizukami, Satoshi o anime falha em impressionar em muitos dos requisitos. Primeiro, a animação em si apresenta traços muito exagerados e nada que brilhe ou destaque o visual dos personagens e os cenários. As cenas de ação, assim como o CGI aparentam terem sido apressados e mal terminados. O roteiro também falha em nos trazer explicações mais diretas e conclusivas, apesar de alguns momentos engraçados no decorrer do episódio.

Uma das causas que também reforço vem muito do trabalho do estúdio NAZ responsável pela animação. Vindo de poucas obras na indústria, sendo as com mais conhecimento Hajimete no Gal, Id:Invaded, Infinite Dendrogram e o recente Sabikui Bisco. Destes animes, confesso que assisti completo apenas Sakibui Bisco e teve um bom início, mas o final acabou deixando a desejar pela correria. Os outros já assisti alguns episódios e não me impressionaram, a ponto de seguir com a temporada completa.

Hoshi no Samidare
©NAZ / Hoshi no Samidare

Sinopse:

Um dia, o estudante universitário Yuuhi Amamiya é abordado pelo lagarto falante Sir Noi Crezant. Crezant imediatamente se lança em uma história fantástica: o poderoso mago Animus pretende destruir a Terra com seu “martelo de biscoito”, uma enorme engenhoca que paira acima da órbita da Terra. A única esperança da Terra está com a princesa e seus Cavaleiros das Bestas, cuja tarefa é proteger a princesa e derrotar Animus.

Yuuhi é escolhido como o Cavaleiro da Besta Lagarto e, apesar de suas dúvidas, é rapidamente forçado a afastar um golem criado pelo mago. Ele é salvo por sua vizinha, a princesa Asahina Samidare, e jura fidelidade a ela. No entanto, a princesa não tem a menor intenção de salvar a Terra. Ela diz a Yuuhi de suas verdadeiras motivações: impedir o Animus de destruir a Terra, depois aniquilar o planeta por suas próprias mãos. A dupla continua a lutar contra os ataques dos golens de Animus enquanto os restantes Cavaleiros das Bestas lentamente se reúnem e aprendem a usar seus poderes. Mas Yuuhi terá que decidir por si mesmo se deve seguir os planos de Asahina, de quem está se aproximando, ou salvar a Terra. No processo, ele também deve confrontar seu verdadeiro eu e determinar onde sua lealdade realmente está.

Hoshi no Samidare
©NAZ / Hoshi no Samidare

Expectativas:

Já não estava esperando muito quando li a sinopse e após assistir o episódio fiquei com a impressão de que o anime não irá seguir para um caminho muito ideal. Com uma animação bem fraca, uma história para lá de duvidosa e um estúdio que não traz confiança em suas obras, fica difícil ver qual será o caminho de Hoshi no Samidare. Obviamente posso estar equivocado e ter uma grande reviravolta ao longo dos seus episódios na temporada, mas a primeira impressão deixada ficou muito abaixo do esperado.

Nota: 2,75/5,0

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.