Primeiras Impressões – Fairy Tail: 100 Years Quest Nossos magos da Fairy Tail retornaram agora para completar a missão que nunca foi finalizada

dflobo
Fairy Tail: 100 Years Quest
©Fairy Tail: 100 Years Quest

Ficha Técnica – Fairy Tail: 100 Years Quest

Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Estúdio: J.C.Staff
Diretor: Ishihira, Shinji e Watanabe, Toshinori
Origem: Mangá
Data de estreia: 07 de julho

Fairy Tail: 100 Years Quest
©Fairy Tail: 100 Years Quest

6 anos atras, todos assistíamos ao encerramento de uma das obras mais populares que cativou o coração dos mais diversos fãs da magia, aventura, ação. A obra em si era Fairy Tail, que aparentemente encerrava a história iniciada por nossos amados personagens após todos derrotarem o dragão Acnologia e o mago Zeref. Contudo, o que aparentava ser o final de uma história, abriu caminho para outra! Agora Natsu, Lucy, Gray, Erza e Wendy junto de Happy e Charles tem como missão encarar a misteriosa Missão de 100 Anos. Mas o que exatamente é a Missão de 100 Anos?

Antes por si só a missão era um mistério, afinal em toda a obra de Mashima, Hiro tínhamos poucas informações a respeito dela. Para os que não se recordam, o pouco destaque recebido nela veio das palavras de Gildarts, o mago mais poderoso da Fairy Tail na época. Ele aceita a missão e parte numa jornada para completa-lá. Depois de um tempo sumido, ele retorna para a guilda vivo, mas com ferimentos gravíssimos e sem poder entrar em detalhes do que é a missão.

Agora este mistério foi resolvido logo no primeiro episódio da nova temporada. Nossos amigos magos partem para conhecer a primeira e mais antiga guilda do continente da magia, onde conhecem Elefseria um Dragon Slayer e primeiro mestre da guilda Mafia Dragon.  Após assinarem o contrato, a missão é repassada e em poucas palavras diz que nossas amigos precisam selar os cinco deuses dragões.

Fairy Tail: 100 Years Quest
©Fairy Tail: 100 Years Quest

O primeiro episódio nos contextualiza como já dito sobre os mistérios que envolviam a missão e leva nossos personagens para a primeira cidade onde poderão se encontrar com o dragão deus da água. Além disso, na guilda da Fairy Tail, somos introduzidos para uma nova personagem Touka. Enquanto todos dão as boas vindas para sua nova amiga, Gajeel estranha algo sobre a maga e decide investigar mais.

Poucas são as mudanças que envolvem nossos personagens, história, direção e trilha sonora. A que mais chama atenção e causava certo receio para os fãs está na troca de estúdio. Antes produzida pela A-1 Pictures, Bridge, Satelight e CloverWorks (produziram as temporadas anteriores em parceiras), agora quem fica a cargo é a J.C Staff.

Fairy Tail: 100 Years Quest
©Fairy Tail: 100 Years Quest

Sinopse:

A missão de 100 anos, uma missão tão desafiadora e perigosa que não foi cumprida em mais de um século. Enquanto inúmeros magos tentaram atingir seu objetivo extenuante, seus resultados terminaram em derrota esmagadora ou pior. No entanto, Natsu Dragneel e seus amigos, Lucy Heartfilia, Gray Fullbuster, Erza Scarlet e Wendy Marvell, junto com Happy e Charles, ambiciosamente embarcarão em sua busca. Um ano após a guilda Fairy Tail ter superado as forças diabólicas de Acnologia e Zeref, Natsu e sua equipe viajam para o continente norte de Guiltina, onde procuram o empregador da ‘Missão dos Cem Anos’, que consiste em selar os Cinco Deuses Dragões, um grupo de indivíduos com um poder tão vasto que, se tivessem permissão para agir, poderiam causar a devastação mundial. Enquanto isso, um novo membro enérgico chamado Touka entra na Fairy Tail. Embora sua energia vibrante e natureza apaixonada a tornem perfeita para a equipe, parece haver mais nela do que aparenta.

Fairy Tail: 100 Years Quest
©Fairy Tail: 100 Years Quest

Expectativas:

Como um dos muitos fãs da obra e também leitor do mangá, posso dizer que estou empolgado com este primeiro episódio. Sim a mudança do estúdio causou preocupação, pois a J.C Staff não costuma trazer cenas de ação com impacto. São poucas as exceções e espero que quando venha nos próximos episódios as batalhas que estão por vir elas realmente sejam dignas da obra. No mais, a direção, o design, o roteiro e claro escutar aquela trilha sonora clássica para acompanhar nossos magos novamente em uma aventura cheia de magia é uma alegria imensa.

Nota: 5,0/5,0


ESCUTE no SPOTIFY
SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.