Review: Boku no Kanojo A obra funcionaria melhor como uma animação curta e mais adulta do Comedy Central.

Vitor Nascimento
(Podcaster)
@ifusic
©Diomedea/Studio Blanc/Namiru Matsumoto

Boku no Kanojo ga Majimesugiru Sho-bitch na Ken – Ficha Técnica 

Gênero: Comédia, Ecchi, Vida Escolar
Estúdio: Diomedea | Studio Blanc
Baseado em: Mangá
Número de Episódios: 10
Estreia: 2017 | Temporada de Outono

Você deve estar achando meu subtítulo meio polêmico agora, certo? Porém, fato é que Boku no Kanojo funcionaria muito melhor como uma animação adulta para canais como o Comedy Central ou Adult Swim, por exemplo, do que como um anime padrão de vinte minutos.

Não estou querendo dizer que a obra é ruim, muito pelo contrário, ela tem um foco: comédia. Isso é entregue muito bem, sobretudo, os episódios de vinte minutos acabam tornando as piadas repetitivas. Por esse motivo, disse que seria melhor como uma animação padrão desses canais, que normalmente têm episódios na faixa de dez minutos e funcionam muito bem.

A animação é padrão. Nada de muito incrível e nem muito absurdo. Você consegue assistir ao anime normalmente, sem estranhezas. A trilha sonora é padrão também, nada de relevante a destacar. O anime apresenta uma fotografia marcada pela presença de cores vivas. Isso, pois essas cores passam uma mensagem de diversão e entusiasmo, basicamente, a proposta em si do anime. A direção é pontual e básica. O diretor apostou na simplicidade, deixando, por muitas vezes, as personagens “vendidas” a situações comuns de plano e contra plano.

Falar da história do anime em si não é cabível. Simplesmente, tudo é tirado do namoro de Kosaka e Shinozaki. Você até vê algum avanço no romance dos dois, mas nada de muito relevante. Acredito que Boku no Kanojo por incrível que pareça, se daria bem como uma peça teatral. A explicação é simples! Os vinte minutos de episódio apresentam várias situações aleatórias que, se fosse no teatro, seriam conhecidas como as boas e velhas esquetes. Tudo na obra, absolutamente tudo, tem duplo sentido. É engraçado? Sim! Eu ri muito. Porém, isso foi meio que o marco da obra. Os inícios dos episódios sempre eram hilários, contudo, a segunda metade era sempre o mesmo do mesmo e já não fazia rir mais.

O protagonista masculino, Shinozaki, é aquele garoto padrão dos animes. A diferença é que ele é bem mais determinado, pois logo no primeiro episódio pede sua paixão em namoro. E, em cima disso, todo o plot da obra começa a ser desenvolvido. O engraçado é que todo mundo interpreta o que ele diz em conotação sexual. É a piada que mais se repete no enredo. Em certos pontos engraçada, em outros já era meio forçada.

Kosaka, a protagonista feminina, também é bem determinada. Principalmente em ser uma namorada de excelência. Tudo que ela faz é com o intuito de ser uma mulher melhor para Shinozaki. Sobretudo, com uma influência materna para lá de excêntrica, ela acaba desenvolvendo uma obsessão por ser boa nos atos sexuais. O que acho legal é a preocupação que ela tem por ele. Todas as amizades dos protagonistas têm um toque de excentricidade. Todo o anime é um grande conjunto de piadas que trabalha a favor da proposta a se vender.

Uma das coisas que mais gostei foram das cenas pós-créditos que foram canônicas. Mostraram o casal em uma situação para lá de “indecente”. Se você não assistiu ainda, recomendo que sempre aguarde a cena após o encerramento. Vale muito a pena ver!

Eu não tinha expectativa alguma quando comecei a ver e, pelo que pude assistir, até que gostei. É aquele anime que você tem que assistir quando está de saco cheio de tudo e de todos, boas gargalhadas com certeza ele lhe dará. Agora, tirando o fato do tempo de episódio, que volto a frisar, deveria ter algo apenas entre 6-1o minutos, como comédia a produção funciona muito.

Se você dispõe de tempo e um pouquinho de paciência, recomendo a obra. Se não tem paciência com coisas que começam a ficar repetitivas em certo ponto, acho melhor passar longe. Como comédia na temporada, Boku no Kanojo ficaria em quarto lugar para mim. Vale uma ressalva aqui de que o blu-ray da obra estará sem censura.

Nota: 6 – Agradável 

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.