5 DETALHES INTERESSANTES DE MATO SEIHEI NO SLAVE O hype está grande para o anime que foi anunciado

EricPaixao
(Redator)
@EricPaixao
Mato Meihei no Slave
© Mato Seihei no Slave

A adaptação foi anunciada

Levando em consideração que 2022 está chegando a editora Shueisha anunciou a produção de uma adaptação para anime de Mato Seihei no Slave, ou Slave of the Magic Capital’s Elite Troops (mangá escrito por Takahiro e ilustrado por Youhei Takemura), o que deixou muitos fãs do mangá muito felizes, incluindo eu que particularmente adoro a obra, e até então já li todos os capítulos lançados.

Com as vozes de Yuuya Hirose e Akari Kitou que estrelam o projeto como os personagens protagonistas da obra Yuuki Wakura e Kyouka Uzen, respectivamente, enquanto os estúdios Seven Arcs (Magical Girl Lyrical Nanoha, Trinity Seven) estão lidando com a produção, mas infelizmente não há ainda uma data de estreia.

Se você não conhece o mangá, aconselho a você ler, por que ele é muito bom, com uma história excelente e fan services de deixar água na boca em qualquer fã de uma boa série ecchi e aqui neste artigo conterão algumas das curiosidades principais da obra, leiam e comentem o que acharam, para que possamos fazer mais artigos sobre o mangá e sobre a adaptação.

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

Sinopse:

“Quando as entradas para uma dimensão diferente conhecida como “Mato” surgem em todo o Japão, um novo recurso conhecido como “Pêssegos” é descoberto, que confere habilidades únicas apenas às mulheres. No entanto, monstros perigosos chamados “Yomotsu Shuuki” também vagam pelo Mato e têm sido responsáveis ​​por vários desastres desde então. Para combatê-los, o governo formou o Corpo Anti-demônio, um grupo de elite de mulheres que recebeu o poder dos Pêssegos.

Um dia, um estudante do ensino médio chamado Yuuki Wakura estava voltando da escola para casa quando de repente se perdeu na entrada de Mato. Assim que ele pediu ajuda, foi imediatamente resgatado por Kyouka Uzen, a chefe da Sétima Unidade do Corpo Anti-demônio. Reconhecendo seu potencial enquanto também precisa dele para tornar seu poder de Pêssego mais eficaz, ela pede que Yuuki se junte ao Corpo Anti-demônio tornando-se seu escravo, uma posição que ele pode achar mais agradável do que ele inicialmente teria pensado…”

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

1. A História

Mato Seihei No Slave é um mangá que no primeiro capítulo, os leitores podem dizer se gostam ou não. O capítulo começa apresentando o mundo e sua organização social e a dimensão paralela com os primeiros vilões da série. Apresenta também, Yuuki, o protagonista masculino sendo arrastado para um conflito com criaturas de uma dimensão conhecida como Mato e acaba sendo salvo por Kyouka, a protagonista feminina.

Uma abertura padrão de um mangá de ação, Yuuki depois de uma série de eventos acaba se tornando “escravo” de Kyouka, mas vamos ser sinceros, eu creio que todos os fãs da obra gostariam muito de ser o escravo da Kyouka, pois o poder dela é de dar poderes a quem aceitar ser escravo dela, mas neste mundo todo poder tem suas vantagens e desvantagens e aí o fan service inicia, pois as desvantagens do poder dela é que ela é obrigada a dar recompensas que agradem o seu escravo todas as vezes que ela o usar para as batalhas e as recompensas são cada vez mais picantes, se você é fã de obras ecchi, vale a pena conferir.

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

2. Apenas as mulheres tem poderes neste mundo

Isso mesmo, os principais elementos da trama de Mato Seihei No Slave é que apenas as mulheres podem obter os poderes necessários para lidar com as ameaças da Dimensão Mato, com o uso de um pêssego que só reage a elas. Devido a isso, todas as formas de igualdade de gênero foram abolidas, tornando as mulheres o gênero dominante no mundo, fazendo dos homens seres fracos e desnecessários, o que faz eles sofrerem todos os tipos de discriminação.

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

3. Yuuki é o único homem com “superpoderes”

O sortudo Yuuki é como todos os outros homens na série, não tem superpoderes próprios, mas ele é capaz de ajudar no combate graças a dádiva de ser escravo de Kyouka, graças ao empréstimo de escravos, esse poder muda dependendo de quem está segurando sua corrente. Ele pode ser qualquer coisa, desde uma besta enorme e desajeitada que pode nocautear Shuuki com facilidade ou um demônio da velocidade, bem como Soi-Fon em Bleach. Isso lhe dá muita versatilidade que continua a crescer a cada novo mestre.

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

4. A série é recheada de fan servises

Talvez você deva se perguntar: “Mas este mangá não é do mesmo autor de Akame ga Kill? A obra deve ser igualzinha ao mangá anterior?”

Na verdade não, os autores Yohei Takemura e Takahiro, conseguiram fazer outra obra única que contém ação, fantasia e muito, muito ecchi em situações divertidas que vão ocorrer muitas vezes em cada episódio inclusive um harém gigantesco se forma ao redor do protagonista.

Como eu disse no começo do artigo, Yuuki é apenas um “escravo” do capítulo um em diante, mesmo assim, à medida que a série avança, ele comeca a construir um harém grande, começando com o grupo de quatro, dentro do mesmo esquadrão de Kyouka e lentamente se expande além disso para incorporar outros no corpo anti-demônio e até mesmo alguns dos híbridos que são rivais que o grupo encontra mais tarde. Dada a sua personalidade, costuma ser mais usado para fins cômicos, já que Yuuki costuma ficar em pânico sempre que elas avançam sobre ele.

©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave
©Seven Arcs / Mato Seihei no Slave

5. Há uma personagem que é idêntica Hillary Clinton

Ter pessoas da vida real dentro do mangá não é algo novo. Já aconteceu muitas vezes antes. Em Air Gear, o presidente se parece exatamente com Barack Obama, e houve alguns que abrigaram outros presidentes, temos também personagens que já homenagearam atores, como Rock Lee, que basicamente é a cópia do Bruce Lee, entre outros

Mato Seihei No Slave fez o mesmo, pois existe uma personagem idêntica a estética de Hillary Clinton. É uma decisão que faz muito sentido, dado o fato de que as mulheres estão no comando do mundo neste momento, detalhe ela também é uma lider influente na obra e uma das mais apaixonadas pelo protagonista.

São estes alguns detalhes de Mato Seihei no Slave, e que você vai passar a ver bastante neste próximo ano.

Comente se gostou e diga se eu esqueci de algum detalhe.

Até mais pessoal!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.