FUTURO DO STREAMING DE ANIMES NO BRASIL! Quais serão as consequências e o que nos aguarda pela frente?!

Gabriel Barcelos
(Redator do Blog)
Crunchyroll / Funimation
©Crunchyroll / Funimation

Introdução:

Como bem sabemos, o mercado de Streaming tem sido muito movimentado nos últimos anos, se tornando cada vez mais utilizada para o entretenimento, e os animes não ficam de fora dessa nova tendência. Se há alguns anos atrás tínhamos de correr atrás de formas alternativas para consumir os animes de forma simultânea, hoje temos as plataformas de Streaming, que facilitou o consumo de animes ao mesmo tempo que nos deixou cada vez mais acostumados com a comodidade e praticidade dessa tendência.

A boa fase:

Uma empresa que vale destacar é a Crunchyroll, a primeira empresa a surgir com o modelo de transmissões simultâneas de animes (no Brasil) e que por isso sempre se mostrou a frente de seus concorrentes. O serviço desde sua chegada em 2013 se mostrou muito forte, aumentando seu catálogo temporada após temporada, popularizando a nova forma de acompanhar animes, de maneira legal e cômoda. Em 2016 a Crunchyroll conseguiu um salto ainda maior, firmando uma parceria com a sua concorrente Funimation, o que gerou um acréscimo ao catálogo, tornando-o ainda maior, com temporadas em que a maioria dos títulos da temporada ficavam disponíveis, alguns deles ainda recebiam dublagem tempos depois.

O momento atual:

Infelizmente para os assinantes essa parceria durou menos do que se esperava, com a Funimation desistindo unilateralmente da parceria, algo que para muitos tem relação direta com a aquisição da empresa pela Sony em 2017 que teria planos de expansão para a empresa, voltando então ao modelo antigo pré-parceria, com títulos exclusivos em todo o ocidente, porém disponíveis somente em países de língua inglesa. O que claramente revoltou uma parcela de fãs que mesmos dispostos a pagar para consumo legal de animes, teria agora de voltar a velha forma de se consumir os animes de forma simultânea, indo atrás de meios alternativos.

Vale destacar também o peso do fim dessa parceria para os assinantes da Crunchyroll que passaram a ter acesso à menos animes nessa atual Temporada de Primavera 2019, e contando com menos títulos de peso (ou mais aguardados), ao qual a Funimation se mostrou mais capaz adquirindo boa parte deles. A Sentai Filmworks por meio de sua plataforma de Streaming Hidive, vinha tendo uma quantidade pequena de animes simultâneos desde a parceria Crunchyroll-Funimation e viu sua situação piorar ainda mais, fazendo-nos questionar o atual poder de aquisição da Sentai, empresa que anos antes distribuía animes de grande destaque e tinha um peso muito maior no mercado.

Sentai Filmworks
©Sentai Filmworks

Conclusão:

Dado às informações, fica o questionamento: ”Qual será o futuro das transmissões simultâneas no Brasil?”. Responder isso não é fácil, nem há como ser conclusivo, bastando apenas suposições. Apesar de termos a Cunchyroll mantendo uma parceria discreta com a Sentai, será que a mesma conseguirá reverter à atual situação nas próximas temporadas?! Ou teremos de aguardar a Funimation chegar ao país e poder contar finalmente com os animes da temporada que tanto aguardamos?! Respostas para esses questionamentos só virão com o futuro, e espero eu, que esse futuro seja positivo!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.