DOWNLOAD GRÁTIS para ANDROID aqui: http://bit.ly/2O4Wx2c

DOWNLOAD GRÁTIS para ANDROID aqui: http://bit.ly/2O4Wx2c

Hai to Gensou no Grimgar – Um dos melhores Isekais e muito longe de clichês! Uma animação diferenciada

Cássio Firmino
(Redator de Notícias)
@cassioaugussto
Hai to Gensou no Grimgar
© Hai to Gensou no Grimgar/A-1 Pictures

Hai to Gensou no Grimgar – Ficha Técnica

Gênero: Ação, aventura, drama, fantasia
Estúdio: A-1 Pictures
Baseado em: Light novel
Número de episódios: 12 episódios
Estreia: 11 de janeiro, 2016

Hai to Gensou no Grimgar é um isekai totalmente diferente do que você está acostumado a ver. Nessa animação, a atmosfera é diferente, o seu ritmo é único, tem elementos bastante distintos e, sobretudo, é incrivelmente original. É por essa e outras razões que eu acredito que Grimgar não esteja no padrão clássico isekai, não segue aquela receita de bolo da maioria dos isekais.

Antes de mais nada, é interessante explicar o que é o famoso tema isekai, que não é entendido cem por cento por uma parcela das pessoas. O termo isekai significa mundo diferente, o qual é considerado um subgênero de animes, mangás e light novels, que foca em um protagonista em um mundo diferente, um universo paralelo onde há todo aqueles elementos comuns em RPGs.

Hai to Gensou no Grimgar
© Hai to Gensou no Grimgar/A-1 Pictures

Então, o que é comum ver em isekais? Um universo completamente diferente do real, no qual há uma variedade absurda de territórios a serem explorados, uma gama de criaturas ameaçadoras, um sistema de classe e nivelamento, vários itens defensivos e ofensivos, reinos, reis e rainhas, entre outras coisas clássicas que já estamos acostumados a ver, seja em jogos, animações e em alguns filmes. Enfim, você dever ter associado esses exemplos acima com alguns animes, como Sword Art Online, Tate no Yuusha no Nariagari, Overlord, Tensei Shitara, entre outros.

Grimgar não segue o caminho clássico dos isekais

Hai to Gensou no Grimgar
© Hai to Gensou no Grimgar/A-1 Pictures

O que é comum, o que é tradicional no âmbito dos isekais? Um protagonista já detentor de uma força significativa, que vai evoluir com com uma progressão que todos já sabem onde vai chegar. Dessa forma, muitas vezes você já bate o olho no primeiro episódio da animação e compreende o que irá acontecer, é previsível! O que, pessoalmente falando, acredito que seja algo repetitivo, desanimador e desgastante.

Meu ponto é que Hai to Gensou no Grimgar trilha um caminho próprio, longe de seguir o clássico caminho que estamos acostumados a ver nos animes desse estilo. Com seu ritmo original, temos um anime que possui uma cadência única, mas longe de ser ruim, contudo admito que pode incomodar alguns e acredito que essa seja uma das razões para ele não ter adquirido tanta repercussão.

Hai to Gensou no Grimgar
© Hai to Gensou no Grimgar/A-1 Pictures

Introduzindo Hai to Gensou no Grimgar

Nesse universo, temos classes, batalhas e mortes, parecido como os que estamos acostumados. Contudo, o diferencial é justamente seu ritmo, como mencionei. Em Grimgar, as coisas são são diferentes, como o fato de darem foco à construção e evolução dos personagens.

Dessa forma, somos introduzidos a um grupo de aventureiros para lá de inexperientes que consistem em um gatuno, espadachim, maga, arqueira, cavaleiro medonho e clérigo. Para vocês terem uma noção, esses seis sofrem bastante para matar um único goblin, o que retrata o quão fracos e sem experiência eles são na maior parte da animação.

Apesar de suas classes de ofício, é comum a arqueira não acertar as flechas, a maga não ter uma conjuração eficiente, o gatuno não ter tanta força em seus golpes, o espadachim não “tankar” tanto. Em outras palavras, eles são um grupo fraco e que você torce para a evolução deles, para o sucesso dos seis!

Isso pode incomodar alguns, mas o fato deles estarem tentando tanto realizar uma coisa tão simples me fez gostar de cada um deles. É legal e bonito ver o esforço dos personagens, além do medo e aflição deles mediante à morte e falha, mostrando-se humanos e, acima de tudo, balanceados. Pelo menos para mim, eu me identifiquei muito com a grande maioria e me lembrou os meus tempos do meu primeiro RPG, o clássico Ragnarok.

Assim, essa velocidade única de Grimgar me agradou bastante por justamente ir com calma! Por caminhar sem pressa, desenvolvendo os personagens, fortificando seus laços, eclodindo bem suas emoções, mostrando com clareza quando eles evoluem e ficam mais fortes.

Acredito que, mesmo com seus doze episódios, esse anime conseguiu formidávelmente fazer com que os telespectadores se sensibilizassem com os personagens, torcessem por eles, desejassem o melhor para cada um deles e, sobretudo, para o grupo como um todo. Considero Grimgar como mais do que um simples isekai, ele ensina também, dramatiza de maneira adequada, além de ter dose certas de comédia e até romance.

Concluindo

Grimgar é a minha recomendação para quem quer um isekai diferente, um isekai com estilo único. Está cansado daquela mesmice dos isekais? Dê uma chance para esse anime, pode ser que te surpreenda.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

3
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
KosvennyyKecheley vectoriaIsseigentil Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Isseigentil
Visitante
Isseigentil

Particularmente só curto inovações no romance, um protagonista com objetivos claros com relação as meninas. Formar um grande harem, transar com todas, não ter vergonha de nada. Nesse aspeto adoro novos animes! Agora já lutar e derrotar monstros e exércitos de seres humanos, prefiro MC já forte e com várias habilidades adquiridas de cara, não gosto de evoluções de habilidades pois isso não é um shounen é mundo novo.
Recomendo assistir Arifureta, protagonista não virjao e animação prêmio em CGI principalmente nos monstros.

Kecheley vectoria
Visitante

Interessante

Kosvennyy
Visitante
Kosvennyy

O anime seria ainda melhor se o diretor não tivesse ficado com todos os cargos na produção. Quer dizer, não todos, mas ele ficou de diretor, roteirista, design de personagem e animador chave (se eu não me engano). Aí ele tranformou uma obra que poderia ser um isekai super-interessante e transforma ele em um slice-of-life muito lerdo.