Hunter x Hunter de Volta? Vamos relembrar onde o mangá parou... [com spoilers]

Bolinhodearroz
Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Eventos recentes nos fizeram ter esperança de que Hunter x Hunter finalmente pode estar com um possível retorno, mas antes de entrarmos de cabeça nessa utopia, vamos relembrar um pouco os últimos capítulos lançados do mangá (com muitos spoilers, claro).

Quem leu os últimos capítulos existentes de Hunter x Hunter sabe que muita coisa aconteceu e a situação toda está pegando fogo entre os personagens que estão em destaque atual na história. Mas, para voltarmos de uma maneira bem resumida e linear, vamos iniciar com o fato de que agora o Gon e o Killua não estão mais em primeiro plano no mangá (Killua em viagens com sua irmã e Gon, que agora voltou ao “normal” em relação ao seu Nen, voltou para a ilha baleia e decidiu viver uma vida comum, por enquanto), fazendo com que Kurapika seja a figura central de um arco que envolve muitas estratégias de batalha e, sobretudo, políticas.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Antes de Kurapika se envolver nesse problema, tivemos um breve contexto da situação com o arco “Continente Negro”, onde vimos vários personagens de núcleos distintos se planejarem para uma mesma viagem e, sem imaginar os planos do outro, estão com seus caminhos seguindo para uma mesma direção que é o Continente Negro como destino final.

Entre esses personagens vemos os Zodíacos que descobriram, como um capítulo de novela cheio de revelações, que o continente Kakin decidiu iniciar uma viagem inesperada para o perigoso e proibido Continente Negro, burlando todas as regras impostas pelo V5 (um grupo reunido entre os 5 principais continentes para impedir que qualquer um entre naquele continente) com a ajuda de ninguém mais, ninguém menos que o FILHO DE NETERO. Isso mesmo, foi ali que percebemos que Netero não só tinha uma vida por trás da Associação de Hunters, como também já havia ido com seu filho nesse continente, mas o PROIBIU de voltar lá novamente, tal era o perigo daquele lugar.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Porém, só foi o coitado do velho morrer, que seu filho não perdeu tempo e colocou em prática seus planos meticulosos e alimentados por anos. Beyond é o nome dele e ele sabe que muita coisa está em jogo. O V5 quer prendê-lo, ele quer explorar um local que foi a ruína de milhares de pessoas e responsável pelo surgimento das Formigas Quimera que fizeram um enorme estrago no Continente Humano e, ainda por cima, ele fez um acordo não só com o Rei de Kakin para ter uma desculpa de pisar no Continente Negro novamente, como também envolveu, por baixo dos panos, o perverso Pariston.

Assim, os  Zodíacos não tiveram muitas opções a não ser aceitar alguns termos de Beyond para conseguirem chegar no Continente Negro antes dele e tentar mantê-lo preso e sendo enganado por um tempo (isso eles achando) para realizar o último desejo de Netero que era manter o filho dele sob controle e que, se ele acabasse indo, os Hunters deveriam chegar primeiro. A real é que todos eles se viram em um completo beco sem saída. Por um lado eles tinham que seguir essa última ordem de Netero e por outro deveriam, por obrigação, manter o Beyond sob intensa vigilância por ordens do V5 que querem ele em extrema contenção.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

E, se pararmos para lembrar, o Continente Negro é um lugar tão perigoso que é quase impossível sair de lá vivo e com sua sanidade mental intacta. É lá onde vivem as 5 calamidades mais perigosas já conhecidas pelo homem e, como já dito aqui, foi de lá que surgiram as Formigas Quimeras, uma espécie considerada de Rank B, comparado ao nível das outras espécies que existem nesse lugar. Logo, os Zodíacos precisam enfrentar seus anseios para seguirem ordens e fazer o que é certo, tentando manter toda essa possível catástrofe sob o mais absoluto controle.

Mas, eles tiveram duas baixas em seu grupo: Pariston e Ging não souberam brincar e decidiram que iriam seguir seus caminhos separados de qualquer obrigação com a Associação, restando para os Zodíacos a decisão de nomearem outros em seus lugares. Assim vamos ter de volta no centro de tudo os outros dois amigos do grupo mais amado da história do anime: Kurapika e Leorio.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Obviamente convencer o Kurapika a se juntar ao grupo foi bem difícil, mas por Leorio já ter aceitado e por usarem o objetivo de resgatar os olhos de seu clã como moeda de troca, logo o marrento que amamos aceitou participar não apenas dos Zodíacos, como também de se infiltrar no que seria chamado de “Navio Baleia” (um navio, em formato de baleia, que iria levar milhares de pessoas, incluindo toda a família real de Kakin para o Novo Continente, um lugar que fica antes do Continente Negro).

E parece que tudo estava bem arrumadinho, até que Ging entra em cena tentando entrar no grupo do Pariston, aliado a Beyond, para explorar o Continente Negro. Quem poderia imaginar isso, não é mesmo? O Ging, por conta própria, ofereceu uma fortuna para cada um dos soldados contratados por Pariston para que eles o aceitassem como segundo no comando (Beyond sendo o primeiro) e ainda disse que eles não precisariam seguir nada do que ele falasse, só aceitarem ele no grupo, mas como o Número 2. Aí tivemos uma boa parte da história com ele em uma disputa verbal com todos para ser aceito e todos sabemos que eles vão acabar seguindo qualquer coisa que ele falar alguma hora, porque ele consegue tudo que quer.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Muita coisa acontece, aliás, com o núcleo do Pariston e Ging, mas tudo leva a um único resultado: O Ging consegue, finalmente, o que ele quer. Mas, enquanto isso, o Beyond se ofereceu, por livre e espontânea vontade, ser preso pelos Zodíacos para que eles percebessem que ele não está planejando “nada de mal”, mas é óbvio que ele tem um plano muito bem reforçado, até porque nós acabamos de falar que o PARISTON E GING estão no grupo dele agindo por baixo dos panos. O Beyond atraiu toda a atenção para ele e para o anúncio de Kakin, mas o que rola por trás é muito mais elaborado.

Com os Zodíacos prontos para entrar no navio, ainda teve um agravante que era descobrir qual deles poderia ser um traidor, porque tinha muita coisa vazando de lá para o Beyond e Mizaistom, agindo com o Kurapika por trás dos outros membros, está em uma rota sigilosa para prender o traidor durante a viagem (que, inclusive, já foi descoberto por Kurapika, mas ninguém nem faz ideia que eles estavam investigando também). Enfim, muita treta rolando, parecendo novela com uma bomba atrás da outra, até entrarmos no arco seguinte chamado “Guerra de Sucessão”.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

E é aqui que a coisa se complica muito mais. Lembram do continente de Kakin que iniciou essa viagem? Pois bem, o rei desse lugar tem 14 filhos e, aproveitando dessa viagem, ele lançou um plano genial de controle de herança. Ele, simplesmente cansou de ter muito filhos e lançou um Battle Royale em que todos os príncipes iriam se matar pelo trono e quem sobreviver vence, se tornando o herdeiro oficial dele. Mas, com todos aceitando essa condição, seria obrigatório manter a guerra até o final, sem desistência.

Para oficializar todo o combinado, cada um dos príncipes passou por um processo de iniciação com um jarro que daria a eles uma criatura (invisível para quem não usa Nen) que os protegeria até sua morte no meio de toda essa guerra. No entanto, nem eles sabiam que uma besta de Nen estava em sua companhia, muito menos as habilidades delas (que eram de acordo com a personalidade de cada príncipe), assim eles foram descobrindo cada elemento durante o próprio trajeto do navio que já estava em alto mar. E, apesar da proteção dessas bestas, nenhuma delas poderia atacar outro príncipe e nem mesmo os príncipes poderiam atacar os outros diretamente, logo tudo deveria ser muito bem planejado e feito de maneira totalmente sorrateira.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

E como o Kurapika foi parar no meio de toda essa loucura? Para se infiltrar, ele precisou se candidatar a uma vaga de guarda-costas de algum príncipe que estava recrutando para ser protegido durante toda essa guerra. Ele, achando que ia conseguir ser contratado por uma pessoa específica que daria acesso ao maior objetivo dele que era recuperar os olhos restantes de seu clã que estavam com um dos príncipes, acabou que parou nas mãos de uma rainha que era a mãe do príncipe mais novo entre todos, o 14º príncipe Woble (um bebê de colo ainda que teve que se envolver nessa guerra maluca).

No final a rainha conseguiu convencer o Kurapika com excelentes argumentos e também porque ele tem um bom coração, ele não conseguiria recusar proteger aquele ser indefeso, embora ele tivesse colocado suas próprias condições no acordo para conseguir ter acesso ao príncipe chamado Tserriednich, seu alvo que possui o que ele tanto procura para finalmente ter paz na sua busca por recuperar os últimos vestígios de seu clã.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Enfim, estou me arrastando até que demais. Foi muito papo nesses capítulos finais (muito mesmo). Textos e textos de análises entre cada guarda, cada Hunter e cada pessoa minimamente envolvida naquele conflito interno entre os príncipes. O desenvolvimento dos personagens se seguem muito bem e eles falam muito para explicar cada mínimo detalhe do que está acontecendo ali. E como os príncipes entraram sem saber nada sobre as criaturas e sobre a existência do Nen, boa parte do arco (até o momento) focou no aprendizado dos mais inteligentes e ambiciosos sobre esses aspectos, além de estratégias meticulosas para acabar com seus rivais nesse meio tempo sem que ninguém perceba.

Os últimos capítulos lançados foram uma bela guerra de gigantes, pois os príncipes mais velhos são extremamente inteligentes, fortes e decididos, analisando e testando cada pessoa a seu redor, mostrando sua própria personalidade e sem ter nenhuma piedade com a vida de qualquer um. Porém, ao mesmo tempo os príncipes mais pacíficos e mais novos estão tentando fugir da morte o máximo possível, mas sem buscar todos os meios possíveis de se proteger, o que deixa tudo mais interessante, já que eles podem se mostrar como um alvo fácil, mas os seus guardas acabam sendo os protagonistas nos planejamentos e ações.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Já tivemos algumas baixas entre os príncipes e isso era inevitável. Uns que não fizeram nenhuma importância, por terem sido pouco explorados, mas outras que doeram bastante na forma como aconteceu (RIP Kacho). Enquanto isso, o coitado do Kurapika lá no olho do furacão, sendo alvo de atenção de vários príncipes por ter mostrado excelentes estratégias e iniciativas enquanto alguns ataques aconteciam. Inclusive, ele foi o primeiro a notar que existiam essas bestas de Nen em volta de cada um dos príncipes, lançando o alerta inicial para o que seria o começo do nascimento de outros monstros como o Tserriednich que se mostrou com muito talento para o uso do Nen (com sua habilidade descoberta completamente única e poderosa) e o Halkenburg que não havia desistido completamente daquela carnificina, mas quando entrou na briga, entrou pra valer.

E se vocês, que leram o mangá, estão lembrados, existe uma coisa igualmente importante a essa guerra acontecendo por trás, algo que o Kurapika jamais poderia imaginar e que, assim que ele descobrir, pode mudar completamente sua posição e seu objetivo principal. A Genei Ryodan está também dentro daquele navio e eles possuem seu próprio objetivo: matar Hisoka. Porque se a trupe já não é perigosa por si só, eles podem ser muito piores com o objetivo de vingança.

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Mas para não me estender muito mais do que já falei aqui, vou resumir o que aconteceu no núcleo dessa galerinha do barulho: Hisoka, antes mesmo de todo esse arco do Navio Baleia, finalmente conseguiu uma luta de vida ou morte contra o líder Chrollo Lucilfer, mas apesar de ser uma luta sensacional, o Hisoka não teve nenhuma chance de revidar e (praticamente) morreu na arena. Usando seu poder para reviver logo depois, ele simplesmente decidiu que iria matar toda a Genei Ryodan e pronto. Após a perda de alguns membros, o resto da trupe decidiu ir atrás do Hisoka para matá-lo, mas onde ele estava? Sim, no Navio Baleia, porque tudo só está acontecendo lá agora, incrível. E, enquanto o Kurapika e os Zodíacos sofrem para manter o máximo de ordem ali e o mínimo de mortes, a Genei Ryodan está passeando por cada convés caçando o Hisoka e jurando ele de morte (nem que, para isso, precisem se envolver com as máfias).

Hunter × Hunter
©Yoshihiro Togashi / Hunter × Hunter

Enfim, coloquei muita coisa aqui, mas quem conhece o mangá sabe que não foi nem a metade da verdadeira treta que está acontecendo ali. Por isso, com essa “possível volta” do Togashi com o que todos anseiam por ser novos capítulos de Hunter x Hunter, essa recapitulação era essencial para lembrarmos de tudo que está acontecendo, afinal foram anos de hiato.

Então deixem aí nos comentários se estão ansiosos e esperançosos (sei que eu estou) com essas recentes notícias e comentem também suas opiniões e analises sobre cada arco desenvolvido nos últimos capítulos do mangá. Se esqueci algo, deixem abaixo também para complementar esse texto, porque é um texto enorme, mas ainda posso ter deixado muitos detalhes importantes passarem.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.