Kushina e Karura – Até à morte por seus filhos As mães na história de Naruto que marcaram pelos seus grandes sacrifícios

Bolinhodearroz
Naruto
©Studio Pierrot / Naruto

Como é de consenso geral, acabamos de comemorar o dia das mães e, por todos os lugares, vimos homenagens às mães do mundo inteiro. No entanto, passou-me pela minha cabeça duas mães dos animes que são pouco mencionadas na internet (entre tantas ótimas) e que merecem um momento de reconhecimento pela sua coragem e seu amor pelos filhos.

Em Naruto (do clássico ao shippuden), passamos por toda a história sabendo que o Naruto pode ser duro às vezes, mas ele passou por muita coisa sozinho na vida e sem os pais que tanto o amaram e que ele tanto precisava. Ainda assim, sabemos que o protagonista estava sempre acompanhado, mesmo que sem saber, já que sua mãe, Kushina Uzumaki, se revelou para seu filho dentro da Kyuubi e contou toda a sua história.

Kushina sempre foi uma ninja admirada por muitos e de uma força incrível, além de um temperamento meio explosivo, mas desde que conheceu Namikaze Minato ela sempre carregou em seu coração um amor intenso e verdadeiro que os levou a um casamento muito feliz. No entanto, também sabemos que a vila sofreu um ataque poderosíssimo da raposa de nove caudas e que precisavam de alguém para ser o que seria a Jinchuuriki da Kyuubi, uma pessoa que teria a raposa selada dentro de si para conseguir conter a fúria e destruição daquela fera.

Naruto: Shippuuden
©Studio Pierrot / Naruto: Shippuuden

No fim o Naruto se tornou um Jinchuuriki, mas antes disso sua mãe, Kushina, foi a escolhida para carregar esse fardo, por ser uma jounin tão poderosa e a única que poderia conseguir suprimir a Kyuubi com seu chakra. Mas porque estamos lembrando dela, se o Naruto nunca teve os pais por perto e nunca soube o que era ser criado por uma mãe? Ao descobrir sua gravidez, Kushina sempre pensou primeiro no filho e em como seria o futuro dele nesse mundo tão violento. Além disso, tinha o agravante de que a raposa poderia ser libertada durante o parto pelo fato do Selo dos Quatro Elementos ficar mais fraco à medida que o bebê ficasse mais forte. Então ela teve que passar pela terrível escolha de salvar seu filho e a vila onde ele cresceria, como iremos falar agora.

Em um trabalho conjunto de ninjas muito fortes e de confiança, além de Sarutobi e Minato, todos precisaram levantar uma barreira em volta de Kushina durante seu parto para que tudo ocorresse com muita segurança. Minato foi o grande responsável por manter essa barreira erguida enquanto sua esposa estava dando à luz ao seu filho, mas o que eles não esperavam era que um inimigo mascarado aparecesse e ameaçasse tudo aquilo que ele mais amava.

Naruto: Shippuuden
©Studio Pierrot / Naruto: Shippuuden

Infelizmente, por conta de todos esses ataques, Kushina tem o seu selo quebrado e tudo fica totalmente comprometido, de modo que a raposa seria libertada novamente. Quem assistiu o anime deve lembrar de toda a batalha que aconteceu nesse dia, com Minato enfrentando a raposa e o vilão com todas as suas forças, enquanto Kushina e Naruto permaneciam em um local seguro, mas, infelizmente, no final eles tiveram que se sacrificar pelo bem da vila e de seu único filho.

A Kushina, durante todo o momento, priorizou seu bebê e só queria protegê-lo a todo custo. Ela nunca saiu de perto dele em nenhum momento e isso a faz uma das melhores mães de todo o anime. Kushina não queria esse destino terrível de Jinchuuriki para seu filho, porque ela, sendo uma, sabia como isso era um fardo enorme e o quanto ele sofreria por isso. Durante os flashbacks dessa história, vemos como Minato explicou que não havia mais nenhuma alternativa para acabar com aquele enorme ataque e mesmo usando o selo de 8 trigramas para selar metade do chakra da Kyuubi em si mesmo, ainda seria necessário fazer do Naruto um receptáculo da prisão para a mesma, por ele ser o filho deles e o único que conseguiria manter a fera contida.

Naruto: Shippuuden
©Studio Pierrot / Naruto: Shippuuden

Presenciamos, portanto, o sofrimento de uma mãe que havia acabado de dar à luz ao seu primeiro e único filho, vendo-o sofrer ameaças do inimigo logo em seguida e precisando escolher se sacrificar, junto de seu marido, para que Naruto e todos da vila pudessem viver. Em todos os momentos ela o amou com toda a sua alma e permaneceu dentro dele até o dia em que pudesse ser despertada para uma despedida final. Kushina Uzumaki foi uma mãe corajosa e zelosa até seu último suspiro (que foi uma cena muito emocionante) e por isso ela merece ser homenageada também.

Enquanto isso, mostrando que no universo de Naruto as histórias tristes são recorrentes, em outro extremo das nações conhecemos Gaara, um Jinchuuriki que também teve uma outra besta com cauda selada dentro de si enquanto bebê. Apesar de algumas semelhanças na vida sofrida, ao contrário de Naruto que recebeu o selo como último sacrifício de seus pais, Gaara teve que se tornar o receptor de Shukaku por escolha do próprio pai que via no seu filho que estava para nascer o único compatível para selar a fera.

Apenas por escolha do Kazekage, Karura (mãe do Gaara), não tinha nenhuma forma de conseguir salvar seu filho daquele destino. Porém, mesmo sabendo de tudo isso, ela escolheu ter aquela criança e amá-lo até o fim. O que acontece é que o Shukaku havia sido selado dentro do bebê ainda dentro da barriga da mãe e, por conta de um nascimento prematuro, o parto gerou um risco altíssimo para Karura que não iria sobreviver por muito tempo.

Naruto: Shippuuden
©Studio Pierrot / Naruto: Shippuuden

Pouco sabemos sobre toda a história da mãe do Gaara, mas o que foi revelado em Naruto é que ela o amou a todo o momento, apesar de tudo que o seu marido havia feito e ao contrário do que o próprio Gaara cresceu acreditando por muitos anos. Com o prenúncio da morte durante o parto, Karura implorou para ver seu filho pela primeira e última vez, observando aquele ser tão frágil e tão pequeno que não tinha nenhuma culpa das escolhas de seu pai. Em seus últimos momentos, Karura amou Gaara com tudo o que tinha e, com seu filho nos braços, desejou com muita força protegê-lo por toda sua vida.

O que ficamos sabendo depois é que sua necessidade de proteger e seu amor por Gaara eram tão fortes que a areia que sempre protegia o garoto como escudo sem ele decidir era, na verdade, a vontade de sua mãe. E assim vemos outra grande prova de amor de uma mãe pelo seu filho. Ela foi além da morte e fez com que todo o seu desejo e seu amor permanecessem para sempre com aquele filho tão pequeno que seria apenas uma vítima de algo muito maior do que ele. Durante toda a gravidez, Karura não teve nenhum poder de escolha sobre o destino de seu filho, mas o que aquela mãe resolveu escolher foi o próprio sacrifício pela vida do seu bebê e ansiar com toda a sua alma continuar sempre o protegendo e o amando.

Para quem acompanhou o anime, pode se lembrar o quanto a mentira de ser odiado pela própria mãe (além de outros fatores) transformou Gaara em um garoto transtornado e carregado de raiva pela vida e por todos, mas foi ao descobrir toda a verdade que ele conseguiu se livrar de todos os sentimentos ruins que o cercavam. O amor de uma mãe era o que ele precisava, assim como o Naruto que não cresceu da mesma forma que ele, mas também se viu desamparado durante toda a vida.

Naruto: Shippuuden
©Studio Pierrot / Naruto: Shippuuden

O que os une em toda essa história é o motivo desse texto de homenagem: o amor e o sacrificio de suas mães que aceitaram a morte pela vida de seus próprios filhos. Kushina e Karura foram dois grandes exemplos do que é chegar até as últimas consequências por um bem maior e como elas precisaram sofrer, sabendo que jamais veriam crescer aqueles bebês que acabaram de colocar no mundo, mas levaram seus desejos e seu amor como o maior recurso que iria protegê-los para sempre.

Então é isso, deixem aí nos comentários suas mensagens de homenagem para essas grandes mães que são pouco lembradas e também comentem qual outra mãe dos animes merece ter um grande destaque como exemplo de sacrificio pelos filhos. Hoje falamos de Naruto, mas em muitos animes vemos diversas mães corajosas e destemidas que fizeram seu amor superar todos os níveis imagináveis.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments