Komi-san wa, Komyushou desu – Criticam a Netflix por usar linguagem inclusiva no anime Cada episódio é uma crítica nova.

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Komi-san wa, Komyushou desu
©Komi-san wa, Komyushou desu

O segundo episódio da adaptação para anime do manga Komi-san wa, Komyushou desu (Komi Não Pode Se Comunicar) estreou oficialmente na plataforma Netflix a nível mundial. Enquanto o primeiro episódio causou agitação devido ao fracasso da plataforma em traduzir integralmente os textos mostrados, o segundo episódio foi ainda mais longe, gerando controvérsia pela sua utilização da conhecida “linguagem inclusiva”.

A “linguagem inclusiva” é uma tendência atual que procura “incluir minorias”, modificando os termos “o” ou “a” para “e” ou outro, de modo que a palavra não denote um género masculino ou feminino, mas sim um gênero indefinido. Foi isto que a tradução da Netflix decidiu aplicar no segundo episódio. Este foi especificamente o caso da introdução da personagem Osana Najimi, uma personagem andrógina (não é claro até à data, mesmo no mangá, se ela é um homem ou uma mulher) introduzida neste episódio.

Komi-san wa, Komyushou desu
©Komi-san wa, Komyushou desu
Komi-san wa, Komyushou desu
©Komi-san wa, Komyushou desu

A série está sendo transmitida em emissoras de televisão no Japão desde o último dia 6 de outubro e seu número de episódios ainda não foi confirmado. A plataforma Netflix lança os episódios duas semanas após sua transmissão no Japão, com o título Komi-san não consegue se comunicar.

Elenco:

  • Aoi Koga como Komi Shouko;
  • Gakuto Kajiwara como Hitohito Tadano;
  • Rie Murakawa como Osana Najimi;
  • Yukiyo Fujii como Agari Himiko;
  • Rina Hidaka como Ren Yamai;
  • Rumi Ookubo como Omoharu Nakanaka;
  • Noriko Hidaka como a Narradora.

Sinopse:

Em seu primeiro dia na Academia Privada Itan, Shouko Komi imediatamente recebe atenção e popularidade avassaladoras devido à sua beleza estóica e elegância refinada, razão pela qual ela é vista como uma deusa por seus colegas.

No entanto, apenas Hitohito Tadano, um aluno comum designado para sentar ao lado dela na classe, é capaz de descobrir que, por trás do que todos acreditam, Komi na verdade tem um sério problema de comunicação com os outros. Tadano decide então ajudá-la a realizar seu sonho de fazer cem amigos.

Mais sobre:

Ayumu Watanabe é responsável pela supervisão de direção, enquanto Kazuki Kawagoe (Beyblade Burst God, Beyblade Burst GT) é responsável pela direção de anime nos estúdios OLM (Pokémon, Kenpuu Denki Berserk, Utawarerumono). Deko Akao (3D Kanojo: Real Girl, Akagami no Shirayuki-hime, Hige wo Soru. Soshite Joshikousei wo Hirou, Nazo no Kanojo X) é responsável por escrever e supervisionar os roteiros.

Oda começou a publicar o mangá em maio de 2016 por meio da revista Weekly Shonen Sunday da editora Shogakukan. A obra já tem mais de 5,2 milhões de exemplares em circulação.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

2 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Irineu
27 dias atrás

Isso q da contratar analfabeto para legendar algum programa

Luci
Luci
27 dias atrás

O correto seria mudar os pronomes da najimi aleatoriamente, igual feito no manga ao inves de inventar historia

Que
Que
27 dias atrás

af, tadinhe delo

Abiipo
Abiipo
24 dias atrás
Reply to  Que

Fala direito porra

Nermoru
Nermoru
27 dias atrás

Tive que por legendas em ingles pra ver esse epi, não tava dando pra ler não……

Joseph da Costa Ribeiro
Joseph da Costa Ribeiro
27 dias atrás

Nossa mais que coisa idiota é sem sentido a o time cômico da personagem é mistério do gênero dela, colocando o tal do pronome neutro que é um dialeto, faz a personagem perder o tom cômico dela, recomendo ver fansub mesmo eles respeitando e adaptaram a legenda melhor que a Netflix

Joseph da Costa Ribeiro
Joseph da Costa Ribeiro
27 dias atrás

Tanto não faz sentido que não próxima frase da personagem “Osana” quando ela diz que é uma garota é o tamanho kun “não tanto esse nome kkkk” fica em dúvida pois ele lembrava dela como garoto. A piada perde o sentido e graça pois ao invés da legenda dizer “minha amiga” ela diz “su amigue”. Quebrando a piada.

Joseph da Costa Ribeiro
Joseph da Costa Ribeiro
27 dias atrás

Sabe eu não me importo só pessoal usar o dialeto pronome neutro, porém eu tô pagando a Netflix então no mínimo eu quero um português correto, poxa minha linquagem é português brasileiro não um dialeto mal organizado e sem concordância e coerência.

Joseph da Costa Ribeiro
Joseph da Costa Ribeiro
27 dias atrás

Pra quem for assistir esse anime recomendo ver por site pirata mesmo, lá eles não estão usando esse dialeto, assim vocês vão ter uma melhor experiência, pode ser esses sites:
Animeshouse
Animesonlibe
Animesorionvip

Sua mãe
Sua mãe
27 dias atrás

Na verdade no próprio anime o Osana disse que nasceu menino. Eu não me importei da Netflix colocar essa tradução inclusiva não, mas que eu me lembre o “E” é masculino então não faz sentido algum isso, essas coisas de pronomes neutros são tudo bobagem, vc não pode chamar o indivíduo nem de “pessoa” que é usado tanto pra homens quanto mulheres, tem que ser “pessoe”, é ridículo

Yuri Araujo
Yuri Araujo
25 dias atrás
Reply to  Sua mãe

Em qual capítulo do mangá foi confirmado isso? Comecei a ler o mangá de komi-san antes do anime começar e não vi confirmação disso. Oq sempre vi foi a piada em relação de não terem certeza se o personagem em questão é do sexo masculino ou feminino.

VSF NETFLIX
VSF NETFLIX
27 dias atrás

Os meus olhos estão sangrando depois desse absurdo

Cacatua
Cacatua
27 dias atrás

Tanto no anime como no mangá foi confirmado que Najimi é homem: ele mesmo confirma isso qnd outro personagem o pediu em namoro.

ask
ask
25 dias atrás
Reply to  Cacatua

pois é, o povo tem dificuldade de prestar atenção nas coisas

Yarohh
Yarohh
24 dias atrás
Reply to  Cacatua

Ent mano…. “A coisa” vulgo baratinha prateada fez isso pra fugir, nn necessariamente pq realmente era. Como msm a apresentaram, Najimi é um ser mentiroso.

Sunrise
Sunrise
27 dias atrás

Então, linguagem neutra e linguagem inclusiva não é a mesma coisa não. Linguagem neutra é apenas coisa de retardado mesmo.

Luciano
Luciano
8 dias atrás
Reply to  Sunrise

Então, a linguagem neutra é necessária, pq mesmo já tendo na língua, muitos termos parecem mais masculinos do que neutros, não raro é um senso comum que seja masculino, não é coisa de retardado (um termo errado também, pessoas que nasceram com está condições são colocadas como loucas pelo uso de remédios fortes), pode ser besteira ou estúpido, porém sendo o personagem até da certo, pq os animes passados de forma oficial não tem as legendas para explicar termos Boku e Watashi.

Oti
Oti
27 dias atrás

Cuidado, pq de” linguagem inclusiva” o não binário não tem nada. 2 ou 3 % dos brasileiros se identificam assim, mas esse mesmo DIALETO dificulta a vida de várias pessoas com deficiência 10 milhões de surdos( sem contar a projeção de deficientes auditivos para os próximos anos), 6, 5 milhão de cegos( sem contar os deficientes visuais que são outra classe), 15 milhões de disléxicos, e aproximadamente 2 milhão de autistas. Estas pessoas já tem extrema dificuldade de comunicação e isso é mais um problema real e não ideológico em suas vidas. As pessoas QUE elaboram esse discurso mal sabem que libras é outra língua e uma forma diferente de comunicação, e também não conhecem a filologia da própria língua materna( português) onde o ” masculino” é o mesmo que o neutro dada a evolução da língua vinda do latim. Enfim, cuidado com a desinformação aos seus leitores.

Morgamet
Morgamet
25 dias atrás
Reply to  Oti

O engraçado é que a mulher que começou toda essa treta ano passado nem faz parte dos grupos que usariam isso, ela fez um video de + ou- 5 minutos com regras mais confusas que os poderes de naruto no final do shippuden, não quero atacar ninguém mais pronome neutro deveria ser um assunto tratado com cuidado e não jogado no ” olha seus omofobicos de merda que me assistem, vocês desrespeitam as pessoas que não querem ser chamadas de ele ou ela, por isso como a inteligência que voz fala criou o pronome neutro só para falar que quem não concordar é xenofobico”

Luciano
Luciano
8 dias atrás
Reply to  Morgamet

Até concordo com vc mas a maior parte das pessoas quando vamos falar de linguagem neutra, é com desdém e principalmente de tirar sarro, por isso que é difícil tratar de forma seria, usam só o argumento que o termo neutro já existe, porém muitos termos neutros no português são masculinos e nem todos gostam de serem colocados assim, não dá nem para tentar uma conversa.

Biano
Biano
26 dias atrás

Achei até que tava em francês kkkkkkkk

Gabriel Bispo
Gabriel Bispo
26 dias atrás

O certo seria escrever corretamente.
Essa “linguagem inclusiva” é apenas uma frescura.
O próprio personagem as vezes se trata como mulher e as vezes como homem. Os amigos dele também fazem o mesmo.
Neste caso seria correto utilizar a escrita conforme o contexto.
Pronome masculino quando eles tratam o personagem como homem, e pronome feminino quando tratam o personagem como mulher.

Nem é lógico essa história de “linguagem inclusiva”.
Vemos objetos, que não possuem um gênero sexual definido, recebendo “o ou a” nos nomes, então o que seria tão “opressor” assim?

Essa historia de linguagem ae é apenas frescura pra arrumar intriga.

Uma coisa é errar por não prestar a atenção ou por não saber, e outra é forçar o erro pra encher o saco.

Otakin
Otakin
26 dias atrás

Mano n tem nem sentido pq até o tadano n sabe o gênero dessa merda uma hora fala q é menina outra fala q é menino

Matheus
Matheus
26 dias atrás

Pior coisa que inventaram é essa de linguagem neutra, o PT-brasileiro não possibilita isso, é só ficar mudando o nome como no original que tá bom

ZcX_
ZcX_
26 dias atrás

Netflix can’t communicate tbm kkkkkkkkkkkkjk

Alexsandro Xisto
Alexsandro Xisto
25 dias atrás

Na verdade, bem sem sentido querer colocar a “linguagem neutra” para as falas da Najimi. No original não é algo de debate de como ele se identifica, tanto que ela mesma tenta eixar o mistério, usando hora o kun ou o Chan, justamente por ser o esteriótipo geral do amigo/a de infância… Certeza que foi só alguém que recebeu isso para legendar e nem sequer sabe o contexto do personagem.

Omega
Omega
25 dias atrás

E é por isso que assisto em site pirata, pq não tem essas fuleragem.

Ellen Caroline
Ellen Caroline
24 dias atrás

A Osana é gênero fluido, não uma pessoa não binária, ela mesma disse que é uma garota no começo do manga

Luciano
Luciano
8 dias atrás
Reply to  Ellen Caroline

Olha, se souberem disso (gênero fluido), também vão implicar e dizer que é errado, pq “somos só um gênero e não temos ambos em nós”, claro isso é mais conservadores americanos assim, não todos !