Agência chinesa de VTubers, A-SOUL, é acusada de pagar salários miseráveis Os artistas receberiam menos de 1% dos lucros do trabalho

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
A-SOUL
©A-SOUL

Foi revelado que talentos pertencentes ao Chinese Virtual YouTubers (VTubers)/grupo de ídolos femininos da A-SOUL são suspeitos de serem empregados sob contratos extremamente mal pagos (os chamados contratos de escravos). A-SOUL é um grupo de ídolos virtuais feminino fundado em 2020 pela agência de entretenimento chinesa e coreana Yuehua Entertainment (樂華娛樂/위에화 엔터테테인먼트) e a operadora do TikTok ByteDance (字節跳動).

Os cinco membros são 向晚 (Ava), 貝拉 (Bella), 珈楽 (Carol), 嘉然 (Diana), 乃琳 (Eileen), e eles têm milhões de usuários registrados nas plataformas Bilibili e TikTok. Em 10 de maio, a conta oficial do grupo Bilibili anunciou que sua integrante 珈楽 (Carol) (especificamente a dubladora/modelo), suspenderia todas as atividades de streaming e se formaria devido a problemas de saúde.

珈楽 (Carol)
©珈楽 (Carol)

Ela foi apresentada na China Central Television (CCTV) como um talento ganhando 2,14 milhões de yuans por mês (mais de 317,55 mil dólares americanos), mas foi apontado que ela estava realmente ganhando apenas 7.000 yuans por mês (pouco mais de mil dólares americanos). Para entender a magnitude da situação, o salário do intérprete do VTuber/ídolo virtual representa apenas 0,32% da renda recebida com doações e outros conceitos.

Surgiram rumores de que ela e os outros talentos recebem apenas 10.000 yuans (pouco mais de US $ 1.400) de salário base mais uma comissão de 1% (resultante de 50% da receita total sendo tomada pela Bilibli e 49% pela administração), além de apontar que ‘eles se tornaram tão populares que mesmo esse acordo não é mais respeitado‘.

Embora as questões relacionadas aos chamados “contratos de escravos” em grupos de ídolos chineses e sul-coreanos já tenham sido um problema para talentos reais, a possibilidade de que eles estejam se espalhando secretamente para VTubers / talentos virtuais / modelos de voz também está se tornando cada vez mais uma realidade. Como uma questão de emprego difícil de ignorar, tanto nacional como internacionalmente, é provável que continue a exigir um exame minucioso.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.