Feministas explicaram qual é o problema com meninas com designs de anime "Há algumas pessoas que assistem a esse vídeo e têm uma sensação nebulosa de desconforto e nojo"

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Feministas
©Anime

O portal Chunichi Shimbun publicou um artigo descrevendo o que foi comentado em uma entrevista coletiva pela AFER (Aliança de Representantes do Feminismo) no Japão, onde se manifestou a respeito do caso da YouTuber Virtual Linca Tojou e sua colaboração em vídeo com a Prefeitura de Chiba removida após acusações de que ‘seu design sexualizava as mulheres’.

“Na coletiva de imprensa, a AFER (Aliança de Representantes do Feminismo) explicou o que considera um problema com a resposta da Delegacia da Província de Chiba, e que após apresentar uma carta aberta de investigação, as parlamentares receberam e-mails em que foram ameaçadas de morte e intimidação. Kaoru Masuda, copresidente da AFER e membro do Conselho Municipal de Matsudo, comentou: “Acho que tem muita gente que não sente nada ao ver o vídeo que gerou toda essa situação. No Japão, até recentemente, as revistas para adultos eram exibidas nas lojas ao nível dos olhos das crianças, e ídolos adolescentes dançando e cantando em roupas reveladoras eram comuns. Acho que os vimos com tanta frequência que nos acostumamos com eles”.

“Por outro lado, há algumas pessoas que assistem a esse vídeo e têm uma sensação nebulosa de desconforto e nojo. As mulheres resistem a ser sexualizadas dessa maneira. Isso é especialmente verdadeiro para aqueles que sofreram abuso ou assédio sexual. Quando vejo mulheres em designs de anime, seu corpo se parece com o de uma mulher adulta, mas sua fala é estranhamente infantil. Eu sinto que existem muitos casos assim. As mulheres jovens neste país realmente se parecem com isso aos seus olhos?”

“As autoridades públicas são organizações que trabalham para melhorar o bem-estar das pessoas que vivem no seu município. Nem é preciso dizer que nos esforçamos para construir uma sociedade melhor para todos e que levamos a diversidade em consideração. E uma vez que a polícia lida com agressões e abusos sexuais, você deve ser cauteloso com este vídeo. E o mais importante desse projeto é que o vídeo sobre segurança no trânsito é voltado para crianças. Não é adequado para todas as idades, mas os adultos devem prestar mais atenção em como as crianças verão este vídeo, especialmente aquelas que são mais suscetíveis e cujo julgamento ainda não está totalmente desenvolvido.”

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments