Kimetsu no Yaiba – Shueisha registra padrões de desenho como sua propriedade intelectual Depois de alguns plágios a editora agora pode exigir seus direitos

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Kimetsu no Yaiba
©Kimetsu no Yaiba

A plataforma japonesa de marca registrada e direitos autorais, J-PlatPat, atualizou seu banco de dados, revelando que a editora Shueisha registrou seis projetos pertencentes à franquia Kimetsu no Yaiba como propriedade intelectual desde 24 de junho.

Os desenhos agora estão registrados para jogos de arcade, roupas, tricô e até comida. O aspecto que chama mais a atenção da marca registrada é o haori, um tipo de quimono que serve como jaqueta e foi mostrado na série animada.

Sinopse:

Japão, era Taisho. Tanjiro, um bondoso jovem que ganha a vida vendendo carvão, descobre que sua família foi massacrada por um demônio. E pra piorar, Nezuko, sua irmã mais nova e única sobrevivente, também foi transformada num demônio. Arrasado com esta sombria realidade, Tanjiro decide se tornar um matador de demônios para fazer sua irmã voltar a ser humana, e para matar o demônio que matou sua família. Um triste conto sobre dois irmãos, onde os destinos dos humanos e dos demônios se entrelaçam, começa agora. 

Mais sobre:

Kimetsu no Yaiba, também chamado em alguns países de Demon Slayer, é uma série japonesa de mangá shounen escrita e ilustrada por Koyoharu Gotouge. O mangá é serializado desde 15 de fevereiro de 2016 na revista semanal Weekly Shounen Jump, sendo compilada pela editora Shueisha. Uma adaptação da série para um anime de 26 episódios foi produzida pelo estúdio Ufotable e estreou em 6 de abril de 2019.

O 26º episódio foi ao ar, em 28 de setembro, com o anúncio de um filme em animação que vai dar sequência à história, cobrindo o arco Demon Train do mangá, com data de estreia programada para 16 de outubro de 2020.

Fonte: Aqui.

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments