Pokémon – Dubladora de Ash Katchum é acusada de desvio de fundos Segundo os boatos ela já teria devolvido o valor ao governo.

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Pokémon
© Pokémon

A atriz Rika Matsumoto, a voz de Satoshi / Ash Ketchum na franquia Pokémon, foi recentemente exposta por um de seus assistentes por supostamente desviar fundos de subsídios para artes do governo japonês. Em outras palavras, apropriar-se do dinheiro oferecido pelo governo para a produção de projetos ligados às artes.

O governo da Prefeitura de Tóquio ofereceu bolsas a artistas que sofreram perdas econômicas com a pandemia de COVID-19, lançando uma convocação para que os artistas propusessem projetos de vídeo com orçamentos máximos de 100.000 ienes (menos de mil dólares) para cada artista de um grupo máximo de dez membros. De acordo com o relatório, Rika Matsumoto reuniu um grupo de seis, incluindo dois participantes inelegíveis.

Matsumoto fez a papelada e exigiu que as bolsas do grupo fossem depositadas em uma conta controlada por ela, contrariando as regras impostas pela administração local de que o depósito fosse feito diretamente a cada membro. Um dos participantes inelegíveis não deu nenhuma contribuição criativa e ele parou de trabalhar para Rika Matsumoto antes mesmo de o subsídio ser aprovado.

A fonte afirmou que Matsumoto é muito sujeita à raiva muito rapidamente, fazendo alterações nos roteiros da série (coisas pelas quais seus assistentes têm que se desculpar com a produção), e se o assistente argumentar, ela também responde de forma intimidante, ironicamente, com voz e volume semelhantes aos de Satoshi. Ele também garantiu que em apenas quatro anos mais de dez participantes renunciaram.

O assistente afirma ter renunciado devido a problemas financeiros com Matusmoto. Ele ficou pasmo por ter sido creditado como membro do projeto de arte e recebedor de 100.000 ienes, então ele relatou isso à cidade, de onde a informaram que os fundos do subsídio deveriam ter sido pagos a cada membro e não coletivamente a Rika Matsumoto.

A administração local também admitiu que os participantes não se qualificaram para a bolsa e exigiria a devolução dos recursos à Matsumoto. A reportagem explica que, entre lágrimas, Matsumoto declarou apenas “estar economizando dinheiro”, porém, em entrevista à Sports Nippon NP, a artista afirmou que o assistente contribuiu com o projeto e que estava disposta a pagá-lo, porém, ela já devolveu o dinheiro ao governo. Se a Lei não se envolver na situação, o assunto continuará a ser um mero boato.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of