Presidente da Kadokawa pede desculpas por suas declarações anteriores A empresa também não foi a favor da declaração de seu presidente.

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Non Non Biyori
©Non Non Biyori

A declaração do presidente da Kadokawa, um gigante quando se trata da indústria de mangás e light novels, não deixou de ressoar dentro e fora do Japão nos últimos dias. Afinal, Takeshi Natsuno garantiu que os padrões atuais do mangá devem ser alterados para passar nas avaliações do Google e da Apple, e assim tornar o mangá acessível aos seus serviços.

Vários autores e até o CEO da Dwango e do próprio Niconico, Shigetaka Kurita, se manifestaram contra isso, garantindo que é uma tentativa flagrante de promover restrições à liberdade de expressão dos autores de mangá no Japão, pois uma “mudança de padrões” implicaria que sejam estabelecidos regulamentos sobre o que pode e o que não pode ser publicado nas obras. A empresa Kadokawa não teve escolha a não ser emitir um comunicado de imprensa que afirmava:

“Takeshi Natsuno, Presidente e CEO da KADOKAWA Co., Ltd. (doravante “a empresa”) apareceu em um programa de televisão em 21 de julho, transmitido pela AbemaTV, e embora tenha participado do programa a título pessoal, seus comentários foram muito impróprios para o presidente e CEO da empresa, e ele os lamenta profundamente. Além disso, várias declarações feitas pelo indivíduo no programa não são relevantes para a política operacional da empresa. Levamos este assunto muito a sério e recebemos do interessado um pedido de devolução de parte de sua remuneração, o qual aceitamos.

Naquela época, o presidente da Kadokawa, Takeshi Natsuno, participava de um programa do Abema Prime no qual mencionava que existem mangás “muito mais radicais que os comics ocidentais” e que por isso os mangás não estão passando nas avaliações do Google e da Apple (torná-los acessíveis por meio de seus serviços), insistindo que deve haver um “novo padrão para o que pode ser exibido em público” para “esta era da Internet”.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.