Produtor da CNN, um meio que criticava o mangá como ‘promotor de pedofilia’, foi preso por abusar de menores E a hipocrisia...

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
mangá
©Anime

O produtor da CNN, John Griffin, foi preso pelo FBI em 10 de dezembro depois que um grande júri federal o acusou de incitar menores a se envolver em ‘atividade sexual ilegal’ em sua propriedade em Vermont. Griffin, 44, de Stamford, Connecticut, foi acusado de ‘usar uma instalação de comércio interestadual’ para atrair menores e pessoas que afirmam ser seus pais para treiná-los para serem sexualmente submissos, disse o Escritório do Procurador dos Estados Unidos em Vermont, em um comunicado.

CNN
©CNN

Os documentos judiciais não incluíam o advogado de Griffin, que trabalhou na CNN por cerca de oito anos, de acordo com uma matéria publicada pela rede. “As acusações contra o Sr. Griffin são profundamente perturbadoras. Soubemos de sua prisão ontem à tarde e o suspendemos enquanto se aguarda a investigação ‘, disse a CNN em nota no mesmo dia da prisão. De acordo com seu perfil no Linkedin, Griffin disse que trabalhou ‘lado a lado’ com o ex-apresentador da CNN, Chris Cuomo, que foi demitido no início deste mês depois que uma investigação do procurador-geral de Nova York mostrou como ele ajudou seu irmão, o ex-governador de Nova York , para se defender contra alegações de má conduta sexual.

Mas por que essa prisão é de interesse?

Em fóruns de comentários no Japão, essa notícia se tornou viral porque em junho de 2014 a CNN publicou um artigo intitulado ‘Mangá sexualmente explícito no Japão evita novas leis sobre pornografia infantil‘, onde a indústria de mangá no Japão foi criticada por ‘motivar a pedofilia‘. Um trecho desse artigo escreveu: “Nas páginas das revistas, eles aparecem com os olhos arregalados, de estatura infantil, mas engajados em atividades sexuais muito explícitas. Podem ser desenhos, mas os críticos dizem que as imagens encontradas nas páginas de alguns mangás eróticos no Japão são tão perturbadoras que deveriam ser banidas.

Obviamente a matéria não é da mesma pessoa que foi presa neste caso, mas pertence ao mesmo grupo, então alguns otakus quiseram relembrar esse caso.

CNN
©CNN

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.