Shueisha pede ajuda ao Google para identificar uma rede de pirataria A caça às bruxas continua...

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Shueisha
©Jigokuraku – Hells Paradise

Um escritório de advocacia de São Francisco que atua em nome da Shueisha entrou com um pedido num tribunal distrital da Califórnia para uma ordem permitindo a descoberta de informações para uso num processo estrangeiro, o alvo é uma série de sites que estão todos ligados ao Mangabank.org, uma plataforma que, de acordo com as estatísticas, tem mais de 81 milhões de visitas por mês, sendo o 44º site mais popular no Japão.

Os sites piratas teriam utilizado serviços da Hurricane Electric e serviços fornecidos pelo Google, incluindo um endereço específico do Gmail e uma conta de AdSense, fazendo com que a Shueisha pedisse que tanto a Hurricane Electric como o Google forneçam os dados dos sites para identificar os responsáveis e levá-los ao tribunal.

Os endereços IP apresentados pela Cloudflare indicam residências na China, o que é problemático, pois não é possível solicitar informações pessoais de IPs chineses com base em alegações de violação de direitos autorais. Mas isso não é um problema nos Estados Unidos, e a Shueisha tenta assim identificar os infratores.

Fonte:Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.