Tokyo Babylon 2021 – GoHands processa a King Records pelo cancelamento do anime O estúdio teve um prejuízo avaliado em 450 milhões de ienes

KaisenKYO
Tokyo Babylon 2021
©Tokyo Babylon 2021

Em março deste ano, o anime Tokyo Babylon 2021 foi oficialmente cancelado quando o comitê de produção encontrou ocorrências de “plágio” depois que eles foram alertados sobre o problema no final de 2020. Após a polêmica, a produção do anime foi adiada e posteriormente cancelada.

Em 3 de agosto, o estúdio GoHands – o estúdio responsável pela animação – entrou com um processo contra a King Records, que estava chefiando o comitê de produção do anime, no Tribunal Distrital de Tóquio por custos de produção não pagos que totalizam 450 milhões de ienes (R$ 21.493.596) depois que o comitê de produção cancelou a produção de Tokyo Babylon 2021. De acordo com a GoHands, um dos pagamentos ao estúdio de animação foi feito em dezembro do ano passado, mas não houve nenhum pagamento por seus serviços desde então.

O estúdio afirma que 13 episódios da série foram concluídos e entregues ao comitê de produção em novembro, com 314,6 milhões de ienes (R$ 14.998.545) em pagamentos programados entre dezembro e agosto para esses episódios, embora 33 milhões de ienes (R$ 1.576.259) já haviam sido pagos, ainda há um valor de 281,6 milhões de ienes (R$ 122.919) não debitados.

A GoHands também está pedindo um adicional de 171,82 milhões de ienes (R$ 8.170.766) para a produção dos episódios 14 a 21. De acordo com a GoHands, houve um acordo verbal entre as duas empresas para esses episódios, mas nada foi assinado em um contrato.

Um advogado da GoHands alegou que o atraso nos pagamentos era contra a Lei de Subcontratos e que a GoHands é uma empresa muito menor do que a sua contratante, a King Records, e que está sofrendo um grande golpe financeiro por causa dos pagamentos perdidos.

Sinopse:

Ao longo de suas 7 edições, o título mostra a relação entre Subaru, então um simples exorcista, e sua irmã gêmea Hokuto com Seishiro – que oculta sua face de assassino cruel na pele de um simpático veterinário. A história começa com uma série de mistérios e acidentes que ocorrem na Torre de Tóquio. Subaru Sumeragi, ainda com apenas 16 anos, é chamado para exorcizar o prédio. Ao lado de sua irmã e de Seishiro, o rapaz usa seus poderes para acalmar os espíritos que ameaçam a segurança e o equilíbrio de Tóquio, desvendando este e mais outros casos.

Mais sobre:

O mangá, lançado em 1991 pela CLAMP, já inspirou um episódio de anime original em 1992 e um segundo em 1994. Também inspirou dois videoclipes live-action e um videoclipe animado em 1992, bem como um filme live-action em 1993. O personagem principal Subaru Sumeragi apareceria mais tarde no mangá “X” da CLAMP e em suas adaptações para anime.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.