Dublador de Máscara da Morte de Cavaleiros dos Zodíacos falece nessa terça Voz do cavaleiro de Câncer deixará saudades

Fernando Himura
(Redator de Notícias)
@FernandoHimura
©Saint Seiya
©Saint Seiya

Um dos personagens mais odiados das doze casas está de luto, pois seu dublador daqui do Brasil faleceu nessa terça-feira. Paulo Celestino Filho que emprestava sua voz para o personagem Máscara da Morte (cavaleiro de ouro de Câncer), faleceu na manhã dessa terça-feira, dia 7 de novembro. Ele estava internado na Santa Casa de São Roque, interior de São Paulo e sofreu parada cardiorrespiratória, segundo a mulher dele, Vanessa Alves.

Paulo Celestino Filho sofreu um acidente no estúdio de dublagem Dublavídeo, há cerca de três meses. Ele desmaiou, bateu a cabeça e teve que ser internado. Após a alta, começou a se sentir mal e teve que voltar para ser hospitalizado.

O Velório aconteceu no mesmo dia do falecimento do dublador, no cemitério Vila Alpina por volta das 16:00 horas. Celestino será enterrado hoje, quarta-feira, as 10:00 horas. Ele completaria 60 anos, no dia 14 de novembro.

Mais sobre Cavaleiros dos Zodíacos:

Uma das séries de maior relevância aqui no brasil, Saint Seiya (Cavaleiros dos Zodíacos) foi e sempre será lembrado, tanto pelos jovens do final do século 2000, quando o anime foi lançado em nosso pais pela saudosa Rede Manchete, considerado o primeiro anime assistido pelos otakus que viveram naquela época, como os mais novos. A franquia irá retornar em 2018 com Cavaleiros dos Zodíacos: Alma de Ouro que será dublado em nosso idioma. A saga também está disponível no Crunchyroll, mas com áudio original em japonês e legenda em português BR.

©Paulo Celestino Filho
©Paulo Celestino Filho

Mais sobre Paulo Celestino Filho:

Além de ter dublado o nosso odiado cavaleiro de Câncer, Paulo Celestino Filho, também emprestou sua voz para os personagens Jango, chefe da Ilha da Rainha da Morte, e Ohko. Além de dublar, o ator e humorista já participou de novelas e séries de humor na TV como as  Viva o Gordo e A Praça é Nossa, e em peças teatrais como Gatão de Estimação com a belíssima Claudia Raia. Mas foi como dublador que ele se destacou, onde dublou o personagem Babar que fez parte da infância de muitas pessoas que assistiram a TV Cultura no final do século passado, assim como alguns atores de Hollywood como Al Pacino e Morgan Freeman.

 

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  • Nan Nobrega

    Fiquei muito triste.
    Antes foi o dublador do Camus, agora o do MDM.
    Aos poucos os cavaleiros de ouro estão morrendo =(