Death Note terá novo live-action dos criadores de Stranger Things De novo não!!!!!

Ana
(Supervisora da redação)
@anapnf
Death Note
©Death Note

O portal de entretenimento Deadline informou que Matt Duffer e Ross Duffer (Stranger Things), também conhecidos como Duffer Brothers, estão trabalhando em uma nova adaptação em série live-action do mangá escrito por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, Death Note. A série é uma produção de seu novo estúdio, Upside Down Pictures, e será distribuída pela Netflix, sendo completamente separada das adaptações anteriores distribuídas pela plataforma.

Sinopse:

Um shinigami, como um deus da morte, pode matar qualquer um, desde que conheça o rosto de sua vítima e escreva seu nome em um caderno chamado ‘Death Note’. Um dia, Ryuk, entediado com o estilo de vida de um shinigami e interessado em ver como um humano usaria o caderno, o joga no reino humano. O prodígio do ensino médio Light Yagami é aquele que tropeça no caderno e testa suas habilidades escrevendo o nome de um criminoso nele. Quando o criminoso morre imediatamente após seu experimento, Light fica chocado e rapidamente reconhece o quão devastador pode ser o poder que ele ganhou agora.

Mais sobre:

A Netflix lançou um filme de Death Note live-action do diretor Adam Wingard em agosto de 2017. O mesmo teve em seu elenco Nat Wolff como Light Turner, Keith Stanfield como L, Margaret Qualley como Mia Sutton, Willem Dafoe como a voz de Ryuk, Paul Nakauchi como Watari e Shea Whigham como James Turner.

A versão japonesa dos filmes live-action, Death Note e Death Note: The Last Name, foram lançados no Japão em 2006 e foram baseados na história do mangá, embora com mudanças significativas no final da história. Os filmes estrelaram Tatsuya Fujiwara como Light, Kenichi Matsuyama como L, Erika Toda como Misa Amane e Shidou Nakamura como a voz de Ryuk.

Fonte: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.