Ghost in the Shell: Filme Live-action é listado para disputar vaga no Oscar O longa baseado no anime pode concorrer na categoria de efeitos visuais

Gustavo Dias
(Redator de Notícias)
Ghost in the Shell
© Paramount Pictures

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, entidade responsável por organizar e sediar anualmente o Oscar, revelou na última segunda-feira as 20 obras que estão disputando uma vaga para entrar e concorrer na 90ª edição dos Prêmios da Academia na categoria de melhores efeitos visuais. Dentre os 20, o live-action de Ghost in the Shell, da Paramount Pictures, está incluído.

O filme estreou no dia 31 de março, deste ano nos Estados Unidos, e em novembro, venceu a premiação Hollywood Professional Association Award, na categoria de melhor esquema de gradação de cores como recurso em um filme. Na mesma premiação, Ghost in the Shell, também foi nomeado para a categoria de Melhores Efeitos Visuais em um Filme, mas não venceu esta premiação.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas vai revelar os 5 filmes dentre os 20 listados que serão nomeados para concorrer ao Oscar na categoria de melhores efeitos visuais no dia 23 de janeiro de 2018. A 90ª edição do Oscar ocorre no dia 4 de março de 2018.

 

Sobre:

Ghost in the Shell, é uma franquia japonesa que teve início em 1989, com o mangá escrito e ilustrado por Masamune Shirow. Em 1995, o estúdio Production I.G, produziu o anime longa-metragem de mesmo nome, baseado no mangá. O filme foi um sucesso, além de ser considerado mundialmente um divisor de águas para o gênero de ficção científica, especialmente para o subgênero cyberpunk.

Em 2017 a franquia teve o seu primeiro live-action. Estrelado pela atriz americana Scarlett Johansson (que dentre sua extensa carreira, podemos citar os filmes da Marvel como Homem de Ferro e Os Vingadores) e dirigido pelo britânico Rupert Sanders (diretor de Branca de Neve e o Caçador).

No fim de semana de estreia de Ghost in the Shell, o filme arrecadou US$18,676,033 só nos Estados Unidos. Globalmente, estima-se que o live-action tenha gerado uma receita de cerca de 170 milhões de dólares (algo em torno de 550 milhões de reais na cotação atual).

 

Sinopse:

“Em um futuro pós-apocalíptico, Major (Scarlett Johansson) foi salva ao ser transformada num híbrido de humano e ciborgue. Ela lidera um esquadrão de elite, dedicado a combater crimes cibernéticos. Sua missão é encontrar um cracker extremista que ameaça a ordem tecnológica. Mas ela também tem uma missão pessoal para descobrir quem realmente é agora.”

 

FONTE: Aqui!

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.