Mangaká de Mori no Asagao é preso Mamora Goda, criador de Mori no Asagao, é preso.

A editora japonesa Futabasha anunciou na quinta-feira que o mangá de Ashura Michi -Enzai-, criado por Mamora Goda (Mori no Asagao), entrará em hiato da revista Shonen Action após a prisão do autor. A empresa afirmou: “O mangá atualmente está em hiato. Também não se sabe se o mangá irá retornar a serialização”.

O departamento editorial da revista, por sua vez, também relatou:

“Ouvimos de sua família que a prisão ocorreu em 5 de junho. O mangá entrou em hiato desde então, uma vez que não receberam nenhum material do autor. Goda está preso de forma que não pode receber visitas… Não se sabe se o mangá ainda pode continuar. Uma vez que esta é a situação, vamos reunir todos os envolvidos e discutir o que vai acontecer”.

Goda começou o mangá Ashura Michi -Enzai na Shonen Action no mês passado.

Mamora Goda, o mangaká de 50 anos, mais conhecido por histórias de crime, como Mori no Asagao, foi preso e indiciado por comportamento indecente para com uma mulher. De acordo com uma fonte de investigação, Goda (cujo nome verdadeiro é Mamoru Kaminogo) jogou uma bola para a mulher e cometeu um ato obsceno e considerado ameaçador por volta do dia 21 de abril, em seu escritório em Kokubunji, em Tóquio.

Em 21 de maio, o suspeito supostamente atirou uma bola na mesma mulher, derrubando-a e deixando uma lesão que durou duas semanas. A polícia da estação Koganei, nas proximidades, prendeu-o naquele dia.

 

 

SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião
deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments